Artigos

Na parapsicologia fenômeno Poltergeist ou RSPK (Recurrent Spontaneous Psychokinesis - Psicocinesia Espontânea Recorrente) é conhecido como  Macro-PK caracterizado principalmente por barulhos, movimentos de objetos, efeitos elétricos e mecânicos sem uma causa conhecida.

Para se entender melhor o  Poltergeist podemos traduzi-lo  do alemão  “Polter”:  Ruido e  “Geist” : Espírito. Esta designação originou-se da crença de que os fenômenos observados seriam provocados por espíritos de desencarna- dos.

 O fenômeno poltergeist foi estudado por diversos cientistas de renome, tanto da área parapsicológica quanto da área espírita e suas observações diversas vezes se convergiam, nomes como Hernani Guimarães Andrade, Carl Gustav Jung, Ernesto Bozzano, Charles Richet, William MC Douall, e outros.

Leia mais...

O pensamento é força criadora, proveniente do Espírito que o impulsiona. A energia mental que o pensamento exterioriza, exerce total influência no corpo espiritual, modificando a sua forma, aparência e consistência. Cada um de nós vive em sintonia com o ambiente espiritual que as suas atitudes e desejos constroem para si próprio. No meio médico, os alemães costumam dizer que "só tem saúde aquele que ainda não foi examinado". Do ponto de vista espiritual, uma afirmação desse tipo, longe de ser um exagero, é uma verdade que só aquele que não se deteve a examinar a sua consciência pode contestar
 
Considerando a fisiopatogenia das doenças espirituais costumamos adotar o seguinte conjunto de diagnósticos:
- Doenças espirituais auto-induzidas: desequilíbrio vibratório e auto-obsessão;
- Doenças espirituais compartilhadas: vampirismo e obsessão; Mediunismo; Doenças cármicas.
 

Leia mais...

"E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições." - Paulo, (II Timóteo, 3:12)

Incontestavelmente, os códigos de boas maneiras do mundo são sempre respeitáveis, mas é preciso convir que, acima deles, prevalecem os códigos de Jesus, cujos princípios foram por Ele gravados com a própria exemplificação.

O mundo, porém, raramente tolera o código de boas maneiras do Mestre Divino.

Se te sentes ferido e procuras a justiça terrestre, considerar-te-ão homem sensato; contudo, se preferes o silêncio do Grande Injustiçado da Cruz, ser-te-ão lançadas ironias à face.

Leia mais...


Para todo Espírita consciente da importância e finalidade do Espiritismo no mundo, a data de 18 de abril, não representa apenas um dia para se comemorar, mas sim, um marco que dividiu a nossa visão sobre a realidade espiritual em antes e
depois.


Esta é a data em que recebemos do Codificador da Doutrina Espírita, O Livro dos Espíritos, que é certamente uma obra fundamental, para não cairmos nas armadilhas do misticismo ilusório.

É pela sua importância natural, que da Casa Espírita deve sempre ter disponível aos seus frequentadores e trabalhadores, grupos de estudos dedicados ao entendimento de O Livro dos Espíritos, e estimular todos a este estudo.
Não existe a menor possibilidade de um Centro Espírita manter sua saúde moral, sem cultivar e aproximar seus frequentadores dessa obra única. Seja nas palestras, nos estudos ou em todas as oportunidades possíveis, é tarefa intransferível dos que conduzem as Instituições Espíritas, cantar a importância desse livro.

Leia mais...

É natural que nas nossas escolhas, nas nossas andanças, encontremos essa ou aquela filosofia de vida que mais nos pareça adequada.

É compreensível que a escolha religiosa de cada um de nós tenha um caráter próprio e pessoal, que mais concorde com nossa visão de mundo e de Deus.

Assim também escolhemos o partido político, o time de futebol, o esporte preferido para praticar, o hobby para os momentos de lazer, que nos pareça o melhor, e que tenha mais significado para nós.

Como temos histórias de vida diferentes, percepções de mundo, valores, capacidades intelectuais e emocionais muito pessoais e individualizadas, cada um de nós faz suas escolhas externas em coerência com aquilo que já conquistou intimamente.

Leia mais...

A palavra Páscoa tem  origem em dois vocábulos hebraicos: um, derivado do verbo pasah, quer dizer “passar por cima” (Êxodo, 23: 14-17), outro, traz raiz etimológica de pessach (ou pasha, do grego) indica apenas “passagem”. Trata-se de uma festa religiosa tradicionalmente celebrada por judeus e por católicos das igrejas romana e ortodoxa, cujo significado é distinto entre esses dois grupos religiosos.

No judaísmo, a Páscoa comemora dois gloriosos eventos históricos, ambos executados sob a firme liderança de Moisés: no primeiro, os judeus são libertados da escravidão egípcia,  assinalada a partir da travessia no Mar Vermelho (Êxodo, 12, 13 e 14). O segundo evento  caracteriza a vida em liberdade do povo judeu, a formação da nação judaica e  a sua  organização religiosa,  culminada com o recebimento do Decálogo ou Os Dez Mandamentos da Lei de Deus (Êxodo 20: 1 a 21). As festividades da  Páscoa judaica duram sete dias, sendo proibida a  ingestão de alimentos e bebidas fermentadas durante o período. Os pães asmos (hag hammassôt), fabricados sem fermento, e a carne de cordeiro são os alimentos básicos.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...