Artigos


Amigos, que o amor de Deus e do seu filho Jesus Cristo iluminem a todos para esta leitura.

Nossos dias de vida na Terra são marcados por vitórias e derrotas, sendo que, geralmente, as nossas vitórias passam despercebidas e super valorizamos as derrotas, que acabam se transformando em grandes carmas para carregarmos até chegar o momento do seu resgate seja através da dor, ou através do perdão - o amor.

Leia mais...

Em qualquer momento da vida podemos vivenciar bons e maus momentos.

Nos momentos difíceis, silenciar e aguardar, na maioria das vezes é a melhor atitude a tomar.

Muitas situações não necessitam de palavras, apenas de silêncio, paciência, compreensão, tranquilidade e confiança no Pai da Vida.

Se nem tudo o que nos acontece podemos controlar, está dentro de nossas possibilidades vivenciar tais situações da melhor forma possível.

A paciência é um dom que apenas nos auxilia a vivenciar o que a vida nos apresenta.
Por pior que seja a situação e dor vivida, se conectar com a Divindade suprema através da oração, apenas paz e confiança nos trará.

Pois como diz a música: Somente Deus nos auxilia para andarmos em mares turbulentos.
Jesus já dizia: "Vós sois Deuses", mas infelizmente ainda não acreditamos Nele.
A Paz e a felicidade está dentro de nós e não sabemos.

No dia que descobrirmos esta força interior em nós mesmos, seremos capazes de vivenciar o melhor e o pior.
Se ainda estamos naqueles momentos em que a alma cansada, cheia de problemas não sabe qual rumo tomar, silenciemos nosso coração, buscando a confiança no Pai Maior, nos entregando com confiança em seus desígnios.

Somente assim, conquistaremos o silêncio dos sábios e a Paz que eleva o coração em sintonia com a Divindade Suprema para aguardarmos com tranquilidade as turbulentas tempestades se amainarem.
Por:Rita Ramos Cordeiro
Fonte: http://ritaramoscordeiro.blogspot.com.br

1. Qualidade dos Fluidos

Os fluidos em si são neutros. Os tipos de pensamentos e sentimentos do espírito é que lhes imprime determinadas características.

Sendo assim, do mesmo jeito que existe a água pura ou impura para consumo, a pureza ou impureza dos sentimentos do emissor dos fluidos é que determinará a qualidades boa ou má dos fluidos, através da vibração.

Os maus pensamentos corrompem os fluidos espirituais, como os miasmas deletérios corrompem o ar respirável. Lembrando que bom e mau dependem do uso do pensamento.

Um copo de água (fluido) com açúcar (pensamento) pode ser bom quando usado pra acalmar alguém, mas mau quando dado a uma pessoa diabética.


2. Como Agem os Fluidos

É com o pensamento e a vontade que o espírito age sobre os fluidos. Ele os dirige, aglomera, dá-lhes forma, aparência, cor e pode até mudar suas propriedades. É a grande oficina ou laboratório da vida espiritual.

A ação dos espíritos sobre os fluidos pode até ser inconsciente, porque basta pensar e sentir algo para causar efeitos sobre eles.

Mas também pode o espírito agir conscientemente sobre os fluidos, sabendo o que realiza e como o fenômeno se processa. Algumas vezes, essas transformações resultam de uma intenção; em outras, são produto de um pensamento inconsciente.

Leia mais...

Quando estamos utilizando os nossos celulares para nos comunicar com outras pessoas utilizando a internet wireless, será que nós estamos falando com outras pessoas ou estamos falando com personagens criados pelo computador? Engraçado né.

Se nós, o princípio inteligente em evolução, individuais, espíritos imperfeitos em evolução, tivemos condições de transformar as nossas tecnologias para as conexões sem fio, por que achamos ainda que o Ser Supremo, o criador da nossa essência pela força de vontade, não tenha criado algo muito mais sutil que o nosso corpo, algo capaz de conectar a todos, atrair os afins através da sua vibração gerada pela sutileza ou densidade dos seus pensamentos e sentimentos? Parece tudo tão óbvio, que tudo faz sentido.

Leia mais...

– Orson Peter Carrara

O acúmulo das experiências dos anos não evita o saudosismo, ou aquele “murmúrio de memórias” que relata o tempo que passou. Uma certa sensação de que faltou algo por fazer e até mesmo uma decepção com a crescente decrepitude das forças físicas; uma saudade indefinível dos que se foram antes, uma inquietude interior.

Isto pode ser a velhice, mas não é regra. Há velhos e velhos. E peço ao leitor não considerar a expressão como pejorativa, apenas indica uma das fases da existência humana. Conheci idosos otimistas, alegres, sempre dispostos, longe do saudosismo ou da ausência do algo por fazer. Preencheram os dias com a dedicação a nobres causas, fazendo-se mais felizes e felicitando terceiros.

O conhecido compositor Taiguara tem uma bela música, O Velho e o Moço, que inspirou-me este pequeno artigo. Transcrevo a letra na íntegra para reflexão do leitor:

Deixa o velho em paz com as suas histórias de um tempo bom.
Quanto bem lhe faz murmurar memórias num mesmo tom.
A sua cantiga revive a vida que já se esvai
Uma velha amiga, outra velha amiga e um dia a mais vão nascendo as rugas
Morrendo as fugas e as ilusões, tateando as pregas se deixa entregue às recordações em seu dorso farto
Carrega o fardo de caracol, mas espera atento que o céu cinzento lhe traga o sol
Ele sabe o mundo, o saber profundo de quem se vai.

O que não faria pudesse um dia voltar atrás
Range o velho barco o lamento amargo do que não fez
E o futuro espelha Esse mesmo velho que são vocês.
Leitor amigo, volte a ler a letra da música. Leia, por favor, com bastante atenção. Todos nos situaremos nestas sábias linhas, à medida que formos meditando sobre elas.

Leia mais...

Para executarmos o nosso planejamento reencarnatório, faz-se necessário que alguns conhecimentos adquiridos por nós em outras vidas e existências sejam relembrados na nossa vida atual. Podemos chamar isso de genética espiritual.

218. Encarnado, conserva o Espírito algum vestígio das percepções que teve e dos conhecimentos que adquiriu nas existências anteriores?

‘Guarda vaga lembrança, que lhe dá o que se chama ideias inatas. ’”
O Livro dos Espíritos

Essas lembranças de conhecimentos, também conhecidas como Ideias Inatas ou Dons, surgem na nossa vida desde pequenos. É assim que vemos crianças tocando piano muito bem, assim que pensamos em seguir determinada profissão desde o início da nossa vida, e assim que surgem as facilidades de aprendizado sobre determinado assunto. Esses dons nada mais são do que conhecimentos que já adquirimos ao longo de todas as nossas existências.

Um dos tantos casos muito famosos de crianças que mostraram as suas ideias inatas para o mundo, é do nova-iorquino Aidan Dwyer, que com 13 anos de idade e estudante da sétima série do Ensino Fundamental, construiu, sozinho, uma estrutura que capta 20% mais energia solar do que os atuais painéis fotovoltaicos.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...