Artigos

Nos dias atuais, nesta imensa massa humana que habita a Terra, as palavras: ódio, amor e perdão ainda não são totalmente bem assimiladas pelo ser humano.

O ódio, este sentimento mundano é mais comum do que imaginamos.

As pessoas ocultam este sentimento e guardam-no dentro do coração, inflamando sentimentos e criando mágoas e ressentimentos que se tornam verdadeiros lodos em nosso organismo.

Este sentimento tão bem camuflado é causado pelo ciúmes, inveja, orgulho, desentendimentos mal resolvidos, julgamentos pré-concebidos, entre outras tantas ciladas criadas pelo próprio ser humano.

Causa prejuízos para todos os envolvidos, tanto para quem é alvo dele, como para quem libera este sentimento tão destrutivo.

É através do ódio que se desfazem vínculos familiares e de amizades.

É através dele que se criam inimigos, desafetos por séculos, tanto no plano espiritual, quanto nas vindouras encarnações futuras.

O espírito ainda desconhecedor do amor e do perdão cria uma grande simbiose com seu desafeto, e faz com que esta ligação se perpetue indefinidamente, trazendo-lhe sofrimentos, instabilidade emocional e uma angústia que não lhe permite ter paz.

Leia mais...

– Orson Peter Carrara

 

A propósito das manifestações de rua, atualmente no Brasil, permito trazer ao leitor algumas considerações:

a)      Vivemos um processo de guerra. Não de armas, mas de ideias, de justas discordâncias e questionamentos oportunos. Objetivo final é a liberdade e o progresso, não há dúvidas, em toda expansão que as duas palavras permitem e alcançam;

b)      Se pensarmos bem, cada um de nós traz consigo uma tarefa comum: instruirmo-nos mutuamente, ajudar no progresso coletivo e melhorar nossas variadas instituições;

c)       A liberdade é o direito de proceder conforme nos pareça adequado com a ressalva de que esse direito não vá contra o direito alheio; também é a condição humana necessária para cada um construir seu destino, individual ou coletivamente;

d)      O progresso, por sua vez, é o desenvolvimento, o movimento progressivo da civilização ou a marcha e movimento para diante, ou ainda a caminhada para um estado de coisas cada vez mais de acordo com a justiça e a razão. Ele também pode ser classificado como a aplicação das leis que realizem a maior soma de ordem, bem-estar, liberdade e fraternidade; podemos até definí-lo ainda como a extensão da liberdade.

e)      Para sermos verdadeiramente coerentes, no uso do inevitável progresso, é preciso nos libertarmos da escravidão da ignorância e das baixas paixões ou apetites vulgares, educando-nos moralmente com a aquisição de virtudes ou aprimorando-as.

 

Leia mais...

Orson Peter Carrara

Não é doença, nem indício de desajuste mental ou emocional, embora possa ser confundida como tal por apressados julgamentos. É apenas uma afinação especial da sensibilidade. Como na música, somente funciona de maneira satisfatória o instrumento que não apresenta rachaduras, cordas arrebentadas, desafinadas ou qualidade duvidosa.

O parágrafo que inicia o comentário da semana, com ligeira adaptação, é de autoria do consagrado escritor Hermínio Miranda no livro Diversidade dos Carismas. E prossegue o autor, com minhas adaptações e transcrições parciais para compor o artigo: “(...) Alto preço em angústias, decepções e desequilíbrios emocionais e mentais, perfeitamente evitáveis, é pago a cada instante em consequência da desoladora ignorância em torno da questão (...). E não poucos desajustes sérios ocorrem no próprio meio onde o conhecimento inadequado, insuficiente ou distorcido acaba resultando em problema mais grave do que a ignorância que busca informar-se de maneira correta. (...)”.

Leia mais...

Atualmente há uma proliferação enorme de livros espíritas no mercado editorial espírita.

Não entraremos aqui, na questão dos livros ditos "anti-doutrinários".

Focaremos nossa atenção apenas nos romances espíritas chamados por muitos como "água com açúcar."

Muitos criticam a publicação de romances espíritas pelas Editoras, alegando serem desnecessários estes livros para o Movimento Espírita.

É fato que as diretrizes para se conhecer a Doutrina Espírita são os livros codificados por Allan Kardec, como: O Livro dos Espíritos, O Evangelho Segundo o Espiritismo, O livro dos Médiuns, A Gênese, O Céu e o Inferno.

Além destes temos os livros espíritas clássicos, escritos por: Leon Dennis, André Luiz, Divaldo Franco, Yvonne Pereira do Amaral, Raul Teixeira, entre tantos outros excelentes escritores que nos brindam com livros de grande importância doutrinária.

Leia mais...

MENSAGENS GOTAS DE PAZ

Nos dias atuais, apesar de tanta tecnologia a disposição de todos, o ser humano ainda tem dificuldades em ser feliz.

Milhares de pessoas no mundo, atualmente padecem da tal falada depressão.

Pensando em aliviar um pouco os corações aflitos, um grupo de pessoas criou o site www.gotasdepaz.com.br .

O site Gotas de Paz posta diariamente, mensagens edificantes, visando levar conforto, consolo e ânimo a todos que no momento se acham em dificuldades momentâneas.

O site tem em média cerca de 8.000 visitas diárias. Além das mensagens edificantes, quem acessar o site, pode deixar seu nome na “caixinha de vibrações”, onde uma equipe atende através da orientação da Espiritualidade, as mais variadas solicitações das pessoas que estão necessitadas ou com problemas.

Leia mais...

Orson Peter Carrara

São muito justas as alegrias que nos envolvem pela ocorrência sempre grata trazida pelo dia 18 de abril, data comemorativa do lançamento de O Livro dos Espíritos, em 1857, na cidade de Paris. A lucidez da obra, o alicerce granítico dos fundamentos que representa e os desdobramentos próprios de sua grandeza oferecem perspectivas inesgotáveis para o progresso intelecto-moral da humanidade.

Selecionei pequenos trechos em algumas respostas das questões da obra para saudar a data (a numeração que antecede o texto é o número da pergunta no livro):

a)      826 – “(...) Desde que haja dois homens juntos, eles têm direitos a respeitar e não têm mais, por conseguinte, liberdade absoluta”.

b)      837 – “(...) A liberdade de consciência é um dos caracteres da verdadeira civilização e do progresso”.

c)       851 –“(...) para o que é prova moral e tentações, o Espírito, conservando seu livre arbítrio sobre o bem e sobre o mal, é sempre senhor de ceder ou resistir (...)”.

d)      860 – “(...) Ademais, para fazer o bem, como o deve ser, e como isso é o único objetivo da vida, pode impedir o mal, sobretudo aquele que poderia contribuir para um mal maior”.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...