Informativo

Informativo Centelhas de Esperança

Informativo O Informativo "Centelhas de Esperança" é um Projeto sonhado a anos, que finalmente pôde ser realizado, graças à união de um grupo de amigos que voluntariamente se dedicaram à fundação do Instituto Beneficente Chico Xavier.

Sendo parte integrante do Instituto Beneficente Chico Xavier, o informativo será divulgado através do site da Instituição e também pela mídia impressa.

Estaremos divulgando com maior abrangência o trabalho assistencial realizado pelas Instituições Beneficentes, espíritas ou não.

Apresentaremos a história e trabalho realizado por Editoras e Distribuidores de Livros Espíritas, bem como Clube de Livros Espíritas de todo Brasil, que revertem parte ou totalidade de sua renda em prol de Instituições Beneficentes, muitas delas tornando-se sua principal mantenedora.

O Informativo  trará matérias sobre confrades espíritas que desenvolvem trabalhos de divulgação da Doutrina Espírita, como editores e oradores, mostrando a importância e responsabilidade que devemos ter com a divulgação da Doutrina Espírita.

Sejam todos bem-vindos ao Informativo "Centelhas de Esperança".

Navegue pelo nossos artigos pelo "Menu informativo ao lado"

Luiz Carlos D. Formiga

O Sonho é uma interrogação para muitas pessoas. No livro de Carlos Bernardo Loureiro - “A Visão Espírita do Sono e dos Sonhos”, Casa Editora O Clarim. Matão, SP. 144 páginas, vamos encontrar muitas respostas.

É possível determinar relações precisas entre essas percepções e os aspectos da realidade ordinária? Como analisar esse psiquismo noturno?

Erick Fromm afirma que“o inconsciente só o é em relação ao estado normal de atividade”, “ são simplesmente estados mentais diversos, que se referem às modalidades existenciais diferentes.” Assim, podemos admitir que a mente consciente constitui apenas parte do psiquismo total. Existe uma vida psíquica chamada de “inconsciência”. Esta atividade psíquica é o principal protagonista quando o sono retira a outra de cena. Na realidade o inconsciente acha-se representado naquela fração do sonho que se registra na memória consciente.

O que se deve pensar das significações atribuídas aos sonhos?

“Os sonhos não são verdadeiros como o entendem os ledores de buena-dicha, pois fora absurdo crer-se que sonhar com tal coisa anuncia tal outra.

Leia mais...

Tragédias partem os corações sensíveis. Elas causam um despertamento brusco quanto a efemeridade da existência, tantas vezes no auge da juventude. Quem não sofre vendo a vida extinguir-se quando tudo era alegria, beleza, potencial de conhecimento?

A fé espírita traz conhecimento racional e consolador, mostrando por que ninguém é vítima nesses processos de "retorno para casa". Todos reencarnam com uma programação que ajudará a corrigir seu passado construindo um novo futuro, possuindo a rota básica que deverão traçar para que sejam levados a vencer. Dentre os detalhes previstos na programação pré-encarnatória está também o tipo e tempo da morte.

Ninguém desencarna por acaso ou antes da hora, exceto no caso de suicídio. Cabe dizer que a irresponsabilidade, a imprudência, o descaso, o egoísmo dos que direta e indiretamente causam as tragédias, serão cobrados destes quando for a hora. Disse Jesus que o escândalo haveria de vir (ele sabia que erraríamos), mas lembrou que "ai daquele" através do qual o mal acontecer, mesmo que este mal seja aproveitado como expiação e provas para outrem. Ninguém escapa impune da balança divina da justiça.

Nas mortes coletivas sentimos vibratoriamente o sofrimento moral gerado por tantas pessoas, é o que mais choca. E tantas vezes somos impedidos pela visão imediatista da existência, esquecendo da sua transitoriedade - ninguém precisa ficar feliz com a morte, mas é importante compreendê-la como parte da vida.

Leia mais...

Orson Peter Carrara –  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A reencarnação na Bíblia - Pesquisador buscou dados da reencarnação nos textos bíblicos

Nosso entrevistado é espírita desde 1980, nasceu em Cássia-MG e reside em Franca-SP, Formado em Letras e Oficial de Justiça aposentado, integra o Grupo de Estudos Universais Os Caminheiros, da mesma cidade onde reside, onde faz parte do Conselho Deliberativo. Suas respostas mostram o espírito de pesquisa para encontrar e entender a reencarnação nos textos bíblicos, cujo resultado está publicado no livro A CHAVE PERDIDA, de sua autoria, recém-lançado.

1 - De onde o interesse pelos textos bíblicos?
Desde criança, como membro do catecismo da Igreja Católica e amigo de seminaristas do Seminário Nossa Senhora Aparecida, em Franca-SP.

2 - E especificamente por que a reencarnação?
Porque entendemos ser muito importante, e mesmo fascinante, essa temática. Isso tudo por causa dos horizontes maravilhosos que descerram às mentes inquiridoras, por trazer explicações satisfatórias para muitas questões até então cheias de argumentações controversas, contraditórias, insatisfatórias. Por ser, enfim, a chave de compreensão de variados assuntos transcendentes e mudar a perspectiva para melhor dos caminhantes do longo e belo percurso da vida.

3 - Qual a maior a dificuldade, em sua opinião, no entendimento dos textos?
Entendemos que os bons textos trazem muitas leituras, muitos níveis de compreensão de acordo com a cultura ou o amadurecimento espiritual do leitor. E o espírito da mensagem dos textos mais profundos estão, via de regra, muito mais nas entrelinhas, nas figuras de linguagem, que em sua parte formal. Os que escreveram ou disseram coisas mais substanciais o fizeram mais com sua sensibilidade, sua arte que com meras palavras. Essa é uma das maiores dificuldades, além de tantas outras.

Leia mais...

1884 – 1969

Nascido em 9 de setembro de 1884, doutor Carlos Imbassahy enfrentou galhardamente a passagem do século vivendo até 1969, quando desencarnou antes de completar seus 85 anos de existência bem vivida.

Em 1901 era um jovem advogado que militava nos meios forenses, tendo sido nomeado por concurso público Promotor Público na comarca de Andaraí, uma cidade interiorana do seu estado natal, a Bahia.

A vida forense não lhe sorriu e, como conta, no livro Memórias Pitorescas do Meu Pai, o doutor Imbassahy se deparou com um Juiz ciumento, achando que todos cobiçavam sua distinta consorte (ou sem sorte) e mais os políticos da região, todos armados e determinando a conduta dos demais.

Não podendo cumprir sua função, foi obrigado a largar a magistratura, vindo para o Rio de Janeiro, onde, ainda por concurso, ingressou na carreira de Estatístico do Ministério da Fazenda.

Foi aí que conheceu Amaral Ornelas, o grande poeta espírita, com o qual fez amizade e teve seus primeiros contatos com o estudo doutrinário.

Não vamos repetir aqui o que o livro de suas memórias, já citado, narra.

Por esta época, já dedicado à literatura, havia escrito seu primeiro romance, intitulado "Leviana" e que era um pouco da sua própria história com a fantasia do literato, juntado outros fatos ao enredo, a fim de criar a trama romântica.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...