Informativo

Informativo Centelhas de Esperança

Informativo O Informativo "Centelhas de Esperança" é um Projeto sonhado a anos, que finalmente pôde ser realizado, graças à união de um grupo de amigos que voluntariamente se dedicaram à fundação do Instituto Beneficente Chico Xavier.

Sendo parte integrante do Instituto Beneficente Chico Xavier, o informativo será divulgado através do site da Instituição e também pela mídia impressa.

Estaremos divulgando com maior abrangência o trabalho assistencial realizado pelas Instituições Beneficentes, espíritas ou não.

Apresentaremos a história e trabalho realizado por Editoras e Distribuidores de Livros Espíritas, bem como Clube de Livros Espíritas de todo Brasil, que revertem parte ou totalidade de sua renda em prol de Instituições Beneficentes, muitas delas tornando-se sua principal mantenedora.

O Informativo  trará matérias sobre confrades espíritas que desenvolvem trabalhos de divulgação da Doutrina Espírita, como editores e oradores, mostrando a importância e responsabilidade que devemos ter com a divulgação da Doutrina Espírita.

Sejam todos bem-vindos ao Informativo "Centelhas de Esperança".

Navegue pelo nossos artigos pelo "Menu informativo ao lado"

Semelhante atrai semelhante.

Esta é a lei de afinidade, que preside a troca de pensamentos e de impressões entre os Espíritos por via telepática.

Ela está presente, também, nos fenômenos mediúnicos, estabelecendo a necessária sintonia de pensamentos entre o médium e o Espírito comunicante.

Entre nós, encarnados, ela é uma das possíveis explicações da simpatia instantânea que experimentamos, por pessoas desconhecidas, sem outra razão aparente. Esta simpatia pode indicar que somos Espíritos afins, em comunhão de sentimentos e de interesses.

É a afinidade que determina o meio em que nos encontramos no Mundo Espiritual, após o desencarne, isto é, se de acordo com a nossa maneira de proceder na Terra, estaremos perto dos Espíritos felizes ou dos sofredores.

Leia mais...

O homem deve esforçar-se por viver bem, preservar-se da dor e ser feliz.

Constitui um imperativo da lei de conservação que ele busque se furtar a experiências dolorosas.

Entretanto, nem todos os sonhos e desejos humanos se realizam.

No contexto de uma única existência, sempre há certas dificuldades incontornáveis.

Algumas pessoas possuem marcante fragilidade física.

Desde a infância, ou a partir de dado momento, vivem a braços com dores e enfermidades.

Já outras não conseguem sucesso profissional ou tranquilidade financeira.

Há também as que não se realizam afetivamente.

Leia mais...

Pedagogia é a ciência da educação ou método para ensinar.

Em sua ampla abrangência, imagine-se o conteúdo inesgotável de uma ciência da educação, com seus métodos, dinâmicas, estudos e pesquisas que resultaram na experiência desafiadora do presente, quando tantos processos na transmissão do ensino estão sendo adaptados à nova realidade mundial, não só no que se refere ao progresso da civilização, como principalmente pela nova postura das crianças atuais, ágeis e hiperativas por excelência.

Já a sensibilidade é a faculdade de sentir.

É a capacidade que requer sintonia com os altos propósitos da vida para que a dignidade, o belo, o progresso e a fraternidade inspirem essa possibilidade de sentir a própria vida e seus intensos processos que se renovam sem cessar.

Com essas considerações breves, já se pode perceber o alcance da expressão Pedagogia da Sensibilidade. A expressão foi usada em livro do educador Marcus Alberto de Mário, notável paulista radicado no Rio de Janeiro, palestrante e escritor que tem dedicado sua inesgotável capacidade para nutri conteúdos na área da educação, do desenvolvimento da sensibilidade e no aprimoramento d o sentimento.

Especialmente considerando nossa condição de criaturas potencialmente capazes de superar desafios, perseguir continuamente o próprio aprimoramento intelecto-moral e principalmente contribuir para uma vida melhor nos relacionamentos e no progresso social.

Leia mais...

O Instituto Beneficente Chico Xavier lançou em abril de 2012, seu Clube do Livro Espírita, com o objetivo de divulgar a Doutrina Espírita.

Devido ao sucesso crescente do Clube do Livro, o Instituto Chico Xavier passou a reverter toda a renda deste Clube de Livro, em prol do Albergue Noturno de Itu.

A partir de abril, quem se associar ao Clube do Livro, estará ajudando na manutenção do Albergue Noturno de Itu.

Pelo preço módico de R$ 14,00, os associados do Clube do Livro poderão além de ajudar o Albergue Noturno de Itu, ter acesso a edificantes leituras de romances e estudos espíritas, por um preço muito menor que os das livrarias e distribuidoras.

Para se associar ao Clube do Livro, podem se cadastrar através de nosso site, também pelo telefone 11-4023-0085, das 13:30 às 17:00 ou pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Livro de Maio: Entre o Céu e a Terra

A qualidade estilística impressiona.

É difícil encontrar-se um texto tão bem escrito.

A médium é professora de português aposentada, e dedicou anos no aprimoramento do texto originariamente psicografado, resultando uma obra primorosa.

Ditado pelo Espírito Ignatio, o romance Entre o Céu e a Terra relata a saga dos Dimanti, na Itália do século IX ─ tempos finais do Império Carolíngio.

Hermengarda, a personagem central, tem sua vida marcada por vicissitudes e percalços desde a concepção: era vulnerável a febres que a predispunham a turbulências de todos os sentidos, desarmonizando seu equilíbrio natural.

Médium, ela vivia fenômenos inexplicáveis para a sociedade da época: era comum de suas mãos saírem raios luminosos que curavam; em outras ocasiões, flutuava acima do solo, em levitação.

Tais fenômenos desnortearam o clero da época que, para livrar-se da sua incômoda presença, deliberou apartá-la dos homens e do mundo.  

Sob o jugo da Igreja Católica de Roma, passou por muitas provações enfrentando tabus e preconceitos.

Leia mais...

A França era um país curvado ao poderio inglês.

Não era propriamente um país como hoje é conhecido. Constituía-se de vários feudos.

E foi numa aldeia ignorada até então que, em 1412 nasceu uma criança que se tornaria célebre e célebre faria Domremy.

Filha de pobres lavradores, aprendeu a fiar a lã junto com sua mãe e guardava o rebanho de ovelhas.

Teve três irmãos e uma irmã. Não aprendeu a ler, nem a escrever, pois cedo o trabalho lhe absorveu as horas.

A aldeia era bastante afastada e os rumores da guerra demoravam a chegar.

Finalmente, um dia, Joana d'Arc tomou contato com os horrores da guerra, quando as tropas inglesas se aproximaram e toda a família precisou fugir e se esconder.

Aos 12 anos começou a ter visões. Era um dia de verão, ao meio-dia. Joana orava no jardim próximo à sua casa, quando escutou uma voz que lhe dizia para ter confiança no Senhor.

A figura que ela divisou, identificou como sendo a do arcanjo São Miguel.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...