Informativo

Informativo Centelhas de Esperança

Informativo O Informativo "Centelhas de Esperança" é um Projeto sonhado a anos, que finalmente pôde ser realizado, graças à união de um grupo de amigos que voluntariamente se dedicaram à fundação do Instituto Beneficente Chico Xavier.

Sendo parte integrante do Instituto Beneficente Chico Xavier, o informativo será divulgado através do site da Instituição e também pela mídia impressa.

Estaremos divulgando com maior abrangência o trabalho assistencial realizado pelas Instituições Beneficentes, espíritas ou não.

Apresentaremos a história e trabalho realizado por Editoras e Distribuidores de Livros Espíritas, bem como Clube de Livros Espíritas de todo Brasil, que revertem parte ou totalidade de sua renda em prol de Instituições Beneficentes, muitas delas tornando-se sua principal mantenedora.

O Informativo  trará matérias sobre confrades espíritas que desenvolvem trabalhos de divulgação da Doutrina Espírita, como editores e oradores, mostrando a importância e responsabilidade que devemos ter com a divulgação da Doutrina Espírita.

Sejam todos bem-vindos ao Informativo "Centelhas de Esperança".

Navegue pelo nossos artigos pelo "Menu informativo ao lado"

FOCALIZANDO O TRABALHADOR ESPÍRITA

Entrevista concedida a Ismael Gobbo para o blog http://ismaelgobbo.blogspot.com

Rita de Cássia Ramos CordeiroA entrevistada Rita de Cássia Ramos Cordeiro é atuante trabalhadora do movimento espírita residente na cidade de Itú, SP.  De longa data se  dedicando ao trabalho voluntario em  atividades diversas, ultimamente ampliou-as no campo da divulgação através do  Instituto Beneficente Chico Xavier do qual é uma das fundadoras. Com muita garra, senso de responsabilidade e idealismo,  Rita de Cássia dá-nos o bom exemplo de seareia comprometida com a propagação da doutrina codificada por Kardec sob  inspiração de Jesus.

Rita pode nos fazer sua autoapresentaçao?
Meu nome é Rita de Cássia Ramos Cordeiro, nasci em Presidente Prudente, interior do Estado de São Paulo, no dia 15 de Novembro de 1966. Sou filha de Rubens Prado Ramos e Iris de Oliveira Ramos. Nasci numa família de cinco irmãos - quatro homens, sendo eu a caçula e única mulher. Por volta de 1970, quando tinha quatro anos, minha família mudou-se para Sorocaba, onde permanecemos por três anos. Em seguida viemos para Itu, cidade na qual cresci e resido até os dias de hoje. Em 1996 casei com Benedito Roberto Cordeiro, um colega de trabalho, da empresa que eu trabalhava na época. Temos um filho de 10 anos, chamado Jonathan.

Qual a sua formação acadêmica e profissional?
Conclui o antigo Colegial, atual ensino Médio. Sempre trabalhei na área administrativa. Em meu último emprego, numa fábrica de Colchões, trabalhei por 14 anos, como faturista e encarregada de cobrança. Saí deste emprego em 2003, para definitivamente me envolver com o voluntariado, onde permaneço até hoje, contabilizando, ao todo, 13 anos na área.

 

Leia mais...

Conta a Bíblia que virando-se Moisés para Deus, Este lhe disse: - tire as suas sandálias, pois o lugar em que você está é terra santa.

E eu me pergunto de que maneira estamos entrando no período em que o Salvador do mundo fez-se homem entre os homens.

Natal deve ser um período santo, pois relembramos que o Filho do Homem veio ao mundo para dar ao mundo a chave da reconciliação com tudo o que é santo e sagrado.

Neste natal tire as sandálias da indiferença, o pó das velhas mágoas, as nódoas das tristezas, a perturbação das incertezas.

Acolha o perdão no seu coração e distribua com quem precisa dele. Perfume-se de ternura e alimente sua alma dos mais gostosos frutos do espírito:

amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. São esses os presentes que Jesus nos deixou.

Deus não solicita presentes, mas deseja nossa presença e que estejamos inteiros e felizes, em paz com o mundo e com Ele.

Pois então, nesse Natal, tire as suas sandálias, pois o período que você entra é período santo e é somente santificando-nos que podemos ter um real encontro com o Filho de Deus.

Letícia Thompson

Ainda há tanto que fazer...

na minha vida há decisões que devo tomar,

na minha família, atitudes que pedem reflexão,

no meu trabalho, pessoas que pedem paciência,

pelas ruas pessoas que pedem compaixão.

E se me perco em meio ás lamentações,

se me entrego as reclamações da alma queixosa,

paro e reflito, ainda há tanto o que fazer.

Leia mais...

Na aplicação de qualquer receita destinada à composição da felicidade, não te esqueças do aviso de que a felicidade nasce de ti mesmo.

Não aguardes do mundo a segurança que tão somente poderá ser construída por ti mesmo, dentro de ti.

Nunca menosprezes o trabalho que a vida te confiou.

A tarefa que desempenhas hoje é a base de teu apoio futuro.

Aceita-te como és e com aquilo de que disponhas para realizar o melhor que possas.

Observa que não existe criatura alguma destituída de valor e da qual não venhas a necessitar algum dia.

Quanto possível, conserva a luz da virtude que te norteia a elevação, mas não permitas que a tua virtude viva sem escadas para descer ao encontro daqueles que se debatem sob a ventania da adversidade a te pedirem socorro e compreensão.

Leia mais...

No Natal comemoramos o nascimento de Jesus Cristo, mas a forma de como se comemora deveria ser alterada para que  a lembrança dos ensinamentos do maior de todos os Mestres seja mais marcante e duradoura.

Natal é época de lembrar um Jesus dando exemplo daquilo que ensinava:

Ele perdoou seus algozes, perdoemos por nossa vez àqueles que nos prejudicaram, magoaram ou ofenderam.

Ele nada possuía de bens materiais. Sejamos desprendidos de nossas posses.

Ele auxiliava criaturas de todos os níveis sociais e morais. Eliminemos nossos preconceitos.

Ele praticava a caridade em todos os dias de sua curta existência. Façamos a caridade diária.

Ele amava os animais. Que nossa ceia não contenha alimentos que foram animados por uma alma.

Ele dizia bem aventurado os mansos e pacíficos. Sejamos, então, mansos e pacíficos para herdamos a terra.

Ele condenava o julgamento. Não olhemos as falhas de nossos irmãos, vejamos as nossas.

Ele nos aconselhava a sermos humildes. Deixemos o orgulho e a vaidade de lado.

Ele nos amava incondicionalmente. Aprendamos a amar sem cobrança todas as criaturas.

É esta a forma mais adequada para comemoração do Natal. O melhor presente que podemos dar ao aniversariante é ofertar-lhe um coração puro, livre de toda inferioridade moral.

Jesus como Mestre nada mais deseja que a elevação de seus discípulos que somos todos nós.

Comemoremos o Natal praticando todos os dias do ano os ensinamentos trazidos por Ele.

Miryã Kali/ MLucia

 


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

   

Clube do livro - Agosto 2019

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...