Muito tem se falado sobre a dor e o sofrimento.

Fórmulas, soluções e orientações foram passadas para que a dor e o sofrimento não nos consuma a alma e não nos desestruture emocionalmente.

Fala-se em depressão, tristeza, mágoas, ressentimentos e outros tantos sentimentos negativos que acompanham o ser humano.

É de consenso geral que somente o amor alivia uma multidão de lágrimas.

Sabe-se também que o sofrimento é opcional e que depende de cada um deixar de sofrer.

A dor nada mais é que um aprendizado para o espírito.

É com ela que se abre os olhos para o sofrimento alheio.

 

É com ela que se aprende a compreender a dor do próximo, aprendendo a amar.

A dor sensibiliza o ser humano e com isso a mudança interior se processa gradualmente.

É claro que esta mudança só se processa se for deixado de lado o egoísmo e o orgulho.

É fato que somente quem passou pela dor, sabe que é possível vencê-la.

Sabe-se também que cada pessoa tem seu tempo para aprender e crescer espiritualmente.

Mas não se pode negar que somente a força de vontade e a fé no Mestre Jesus alivia a dor.

É em meio às tempestades que Jesus está mais presente.

Nos momentos de dor, a oração é o lenitivo que acalma o espírito para que se reflita com clareza e serenidade.

Acreditar que o Pai Celestial está no leme nos amparando, ajuda a diminuir o sofrimento.

Mas somente isso não é necessário para a paz interior.

É urgente que desejemos mudar nossos pensamentos e atitudes.

Se a força de vontade, a paciência, a resignação e a confiança em Deus não estiver presentes, não haverá mudança.

Todo esforço e perseverança não se consegue de um dia para o outro, se opera lentamente e a mudança dá-se de dentro para fora.

Mudando-se os pensamentos e conceitos, passa-se consequentemente as ações e atitudes.

É diariamente, com perseverança, força de vontade, muito treino e disciplina que a dor se transformará em aprendizado.

É uma tarefa difícil, constante, que exige muito esforço e paciência.

Se diariamente elevarmos nossos pensamentos ao Mestre Jesus, agradecendo pela dádiva de mais uma existência, procurando olhar nosso semelhante como seres passíveis de erros como a nós mesmos, estaremos abrindo nossos corações para o amor.

Aceitar que quem nos magoou, tem sentimentos, angústias, dores e dificuldades como nós mesmos, nos faz compreender que não somos vítimas.

Procurar refletir e lutar diariamente combatendo sentimentos nocivos como o egoísmo e o orgulho, nos aproxima cada vez mais de nossa paz interior.

Cada dia é um recomeço, comece seu dia sorrindo para a vida.

Não carregue em seus ombros o peso da infelicidade e do desamor.

Hoje é o momento de conquistar sua Paz Interior.

 

Rita Ramos Cordeiro


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...