Artigos

 


Sob pretexto algum se permita a “hora vazia”.

Justificando cansaço ou desengano, irritabilidade ou enfado, desespero íntimo ou falta de estímulo, evite cair no desânimo que abre claros na ação do bem, favorecendo a inutilidade e inspirando as ideias perniciosas.

Se você supõe que todos se voltam contra os seus propósitos superiores, insista na atividade, que falará com mais eficiência do que suas palavras.

Leia mais...



Apliquei um passe na Lana, cachorrinha de minha esposa, raça schnauzer.

Pouco depois ela expirou.

– Também, pudera! – criticou um amigo. – Passe em cachorro é veneno. Não leu a observação de Erasto, em O Livro dos Médiuns? Um homem magnetizou um cão e o pobre animal morreu!

Informação equivocada.

Não, caro leitor, não estou exercitando a petulância de contestar um dos mentores da Codificação, valoroso discípulo de São Paulo.

Leia mais...

 

Orlando Villarraga - Parte 2 

O propósito deste trabalho é apresentar os princípios ou teses da doutrina espírita para a organização de uma sociedade justa e qual deve ser o compromisso de cada um de nós, seres encarnados, para atingir esse objetivo.

Os princípios são que abordaremos neste artigo são:

Leia mais...

 

Muito embora às vezes, seja motivo de piada, em função da mentalidade atual, é necessário falar sobre  o tema porque ele está na raiz de muitos problemas que envolvem a evolução humana. A própria palavra “namoro” perdeu o sentido inicial de despertar amor, de criar situações para o conhecimento entre os parceiros. E, para que duas pessoas possam se relacionar harmoniosamente, a condição indispensável é que se conheçam bem.

Antigamente namorar era envolver-se com o outro no sentido de perceber as afinidades ou as incompatibilidades entre o casal. Hoje isto parece remoto e namorar ficou ridículo. Não se namora mais, fica-se, atitude muitas vezes traduzida na expressão, um pouco vulgar, “catar”. A menina ou o menino foi “catado”.

Leia mais...



Sabe quando chega a hora de fazer uma PRECE mas você tá é com PRESSA? Quem nunca?!

"A prece é sempre agradável a Deus quando ditada pelo coração, porque a intenção é tudo para ele. A prece do coração é preferível à que podes ler, por mais bela que seja, se a leres mais com os lábios do que com o pensamento. A prece é agradável a Deus quando é proferida com fé, com fervor e sinceridade." Pergunta 658 do Livro dos Espíritos.

Clique aqui e conheça mais videos deste canal


Uma das principais características do atual momento da história da humanidade é a extrema rapidez com que as coisas acontecem. Com os avanços ocorridos especialmente com os transportes e as telecomunicações, hoje em dia podemos interagir com qualquer parte do mundo, ou tomar ciência de qualquer acontecimento em uma fração de segundos.

Leia mais...


Apesar de não ser dependente de álcool, agradeço a Deus por ter deixado há vários anos o hábito de beber, mesmo que “socialmente”.

Como diz o psicólogo Valci Silva, autor do livro “Drogas: causas, consequências e recuperação” (Editora EME), sobre “beber socialmente”: o hábito social mente, pois pode se transformar, no futuro, numa dependência de álcool. E Valci vai mais longe: se não nesta vida, numa outra encarnação. O filósofo Aristóteles já ensinava: Nós nos transformamos naquilo que praticamos com frequência. A perfeição, portanto, não é um ato isolado. É um hábito.

Leia mais...



As propostas mirabolantes de Karl Marx a respeito do comunismo, após um largo período de aplicadas, culminaram na eleição de uma classe privilegiada, que manteve o proletariado a braços com os desafios existenciais e a miséria socieconômica.  

A Rússia tornou-se uma nação poderosa em armamentos bélicos inteligentes de largo alcance, na qual milionários excêntricos dominam as classes menos favorecidas, cooperando com os dissidentes da Ucrânia, que anelam pela liberdade.

Por outro lado, o capitalismo, perverso e ateu, dividiu a sociedade em grupos, nos quais, os poderosos permanecem no comando das massas, que se encontram nas vascas da agonia, padecendo as injunções da pobreza. Armas de alto poder destrutivo, para manter o equilíbrio com a Rússia e outros possíveis adversários, são usadas em nome da justiça e da solidariedade humana nos infelizes países do oriente nas suas guerras intermináveis.

E o ser humano estorcega na dor e no abandono, enquanto os individualistas, consumistas e vencidos pelo erotismo exibem as suas façanhas e desfrutam do prazer que lentamente também os consome.
  Numa visão mais ampla, atenderam ao apelo de Marx com a “democracia dos trabalhadores”, e o vício da corrupção devora as carnes da sua alma, mantendo a degradação e o suborno, enquanto distribuem migalhas com os necessitados que os mantêm no poder.

Todos, porém, podemos contribuir em favor de uma sociedade mais justa e equânime, porque dispomos do voto, que é o instrumento para selecionar os oportunistas, não lhes concedendo o apoio que necessitam. Nestes dias que precedem as eleições, apresentam fórmulas mágicas para solucionar todos e quaisquer problemas com programas surrealistas e imaginários, para logo, após alcançarem as suas metas, esquecerem-se do povo, até a nova oportunidade eleitoral.

Que saibamos utilizar desse direito e selecionemos as mulheres e os homens de bem, com dignidade e sem interesses imediatos.

ARTIGO DE DIVALDO FRANCO PUBLICADO NO JORNAL A TARDE, COLUNA OPINIÃO – 14/08/2014



Deus está aí, bem na nossa frente. 

A gente é que não vê! Kardec começa, já no primeiro capítulo do Livro dos Espíritos, fazendo essa pergunta. E assim também começamos nosso canal: Que é Deus? Ainda temos uma longa estrada até podermos compreender a natureza divina. Nesse estágio da evolução normalmente só chegamos perto de compreende-Lo de verdade quando estamos desamparados, e não resta mais nada além dEle. 

“Não vos percais num labirinto de onde não poderíeis sair. Isso não vos tornaria melhores, mas talvez, um pouco mais orgulhosos, porque acreditaríeis saber, quando na realidade nada saberíeis. Deixai, pois, de lado, todos esses sistemas; tendes que vos desembaraçar de muitas coisas que vos tocam mais diretamente. Isto vos será mais útil do que querer penetrar o que é impenetrável.” (Livro dos Espíritos)

  

 Mário Vicente era vidrado na ideia das famílias espirituais, que se sobrepõem às precárias ligações sanguíneas.

– Pois é – dizia, entusiasmado, a um confrade espírita –, os Espíritos tendem a formar grupos afins nos caminhos da vida.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...