Artigos

Orson Peter Carrara

Já está disponível nas locadoras o DVD As Mães de Chico Xavier, belíssimo filme exibindo há pouco nos cinemas. Emocionante, muito emocionante, e igualmente confortador, desejamos recomendar às famílias que o vejam.

Impossível não se emocionar vivamente com as histórias da bela produção. Infelizmente o filme não alcançou o sucesso dos anteriores no gênero, todavia, em nada ele perde aos demais.  A mensagem de imortalidade e conforto para os casos de separação biológica pela morte, de entes queridos, é transmitida com muita competência e emoção, destacando os ensinos vivos da Doutrina Espírita e, claro, a vivência de humildade e amor ao próximo do médium Chico Xavier.

Abstenho-me de dados do filme, pois que largamente divulgados e disponíveis na Internet. Objetivo aqui é mesmo convidar o leitor a ver o filme, mesmo que já o tenha visto, pois que a dose de emoção é muito expressiva. Por outro lado, sei do número intenso de pessoas que não viram o filme e desejo convidá-las, com empenho, para que não percam a oportunidade de viver essa bela emoção. Sim, a emoção de sentir na pele a lição viva da imortalidade e nos exemplos do querido médium.

Leia mais...

Que frase bem construída essa que lemos como título! Podemos interpretá-la sob variadas maneiras, mas sua essência revela a necessidade da iniciativa diante de dificuldades que possam aparecer. A frase título indica movimento, ação, força. Envolve inteligência, vontade, pensamento.

Na verdade a frase em referência é título do mais novo livro do amigo Roosevelt Thiago, de Barra Bonita, conhecido palestrante empresarial. O livro está editado pela Editora Solidum e já disponível e você pode adquiri-lo pelo 0800 770 2200.

Dividida em três partes, a obra parte da dependência afetiva, passa pelo delicado tema das cicatrizes emocionais e faz um chamamento claro ao leitor: tudo o que precisamos encontra-se conosco mesmo. É que nossos condicionamentos, medos e hábitos arraigados travam nossas potencialidades. Aí é preciso agir.

Numa feliz comparação o título e conteúdo da obra comparam a ausência de vento com o desânimo e abatimento que travam muitas pessoas, paralisadas que permanecem pela ausência de iniciativa, pelo medo de errar ou de se expor, esquecendo-se que são exatamente a vontade, a inteligência e o pensamentos o remos capazes de movimentar o barco da própria vida.

A obra estuda as potencialidades da alma humana para que encontremos o mecanismo de funcionamento de nossas motivações. Motivações que podem ser planejadas, inclusive, através de escolhas que alteram o caminho e fazem a vida mais feliz.

Nascemos todos para a felicidade, mas permanecemos cegos por ignorar as próprias potencialidades. Referida felicidade temos que construir através da iniciativa, do esforço, da busca por merecê-la. Por isso, é preciso remar… Especialmente quando não há vento, ou seja, quando tudo é desfavorável.  Esse remar é o segredo dos fortes, dos vencedores, dos que superam barreiras, dos que vencem…

Leia o livro, ofereça-o de presente. Você vai se surpreender, especialmente quando descobrir o poder da vontade…

Por : Orson Peter Carrara

Roosevelt Andolphato Tiago
Palestrante e escritor
Presidente ADE – Regional Jahu
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Dentro das casas espíritas, sempre acabam surgindo novos trabalhadores dispostos a contribuir com as atividades do centro. Geralmente são pessoas que chegaram à busca de auxílio ou orientação e acabaram se aproximando dos objetivos da doutrina dos espíritos ou encantados com as ideias libertadoras.

Naturalmente, os trabalhadores mais antigos, deveriam se felicitar pela renovação, entretanto na maioria das vezes o que vemos é uma disputa velada e destituída de razão. Muitos alegam que vão “perder o lugar” para os iniciantes.

Claro que os trabalhos mais complexos não podem ser destinados aos novatos, mas é dever dos trabalhadores conscientes mais antigos, integrarem os que estão chegando às atividades da casa, mesmo que acompanhando estas atividades e evitando assim, equívocos naturais.

A chegada de novos trabalhadores na casa espírita garante a continuidade dos trabalhos como da própria casa. Apoiar esta causa é sinal de maturidade dos trabalhadores existentes e resultado direto do entendimento dos estudos com base na filosofia codificada por Kardec.

A resistência aos que chegam, provoca muitas vezes que existam grupos separados dentro do mesmo centro espírita, o que sempre traz grandes prejuízos a causa e enfraquece o movimento.

Cuidemos com carinho dos iniciantes que se apaixonam pelo espiritismo, sem cobrar-lhes a perfeição que não possuímos e com o carinho recomendado pela postura sempre serena de Jesus.

Wanyr Caccia
Divulgando a Doutrina Espírita através da música

Wanyr Caccia nasceu na capital paulista a 53 anos e tem descendência italiana por parte de mãe e portuguesa por parte de pai.

É casado com Vânia, e tem duas filhas de seu primeiro casamento, Thassila de 29 anos e Thiciene de 22 anos, que o apóiam e o incentivam em suas jornadas pelos diversos Estados do Brasil.

Conheceu o Espiritismo a 24 anos, tendo vindo de família católica e desde então é vinculado ao Núcleo Espírita Segue a Jesus na cidade paulista.

Wanyr iniciou as “palestras cantadas” em 2006, convidado pelo amigo Orson Peter Carrara, que até então não conhecia.

Recebeu grande apoio e incentivo do amigo Orson, que lhe possibilitaram confiança e aprimoramento.

Desde o início de sua jornada de “Palestras Cantadas”, já percorreu aproximadamente seiscentas cidades diferentes por diversos Estados do Brasil.

Wanyr Caccia gravou três CDs: Por amor (2005), Na Luz do Firmamento” (2008) e Amar é Viver (2010).

Escreveu um livro: Descobrindo a Essência da Vida (2007), onde relata histórias de vida resumidas em superação e renovação através da Doutrina e tem também um DVD: Momento de Reflexão (2009).

Leia mais...

Grupo Vocal União & Harmonia e a Musicoterapia Espiritual - “O Evangelho Musical

A música eleva o espírito nos sintonizando diretamente com o Plano Espiritual, transmitindo bem estar, amor, paz, fraternidade e harmonia.

Esta é a missão do Grupo Vocal União Harmonia, que vem sendo realizado através da Musicoterapia Espiritual há 22 anos.

O grupo pertence à Associação Cultural Grupo Vocal União & Harmonia, fundada em meados de 1989, com sede própria à Rua Joaquim Nabuco, 525 – São Bernardo do Campo – SP, sendo Roberto Ferreira seu fundador.

O Grupo Vocal União & Harmonia trabalha com musicoterapia espiritual, com base em músicas recebidas da Espiritualidade, através de seu dirigente. Atualmente, são 1.494 canções que falam sobre os mais variados temas do Evangelho.

Suas apresentações são gratuitas e são realizadas por todo Brasil,  chegando até a duas horas de duração.

Na primeira parte são executadas músicas calmas e relaxantes que permitem às pessoas se sintonizarem com o Plano Espiritual, enquanto recebem tratamento Espiritual.

Na segunda parte são executadas músicas alegres e movimentadas, onde as pessoas são incentivadas a cantar com o grupo.

Apresentam-se nas fraternidades espíritas, asilos, orfanatos, creches, albergues, clínicas psiquiátricas, hospitais para hansenianos, templos de outra religiões, etc.

O Grupo Vocal União & Harmonia tem gravados seis CDS:   Parafuso – Terceiro Milênio – Caminho Azul – Guenta...coração! , Canções Celestiais e “Roberto Ferreira em União & Harmonia-volume 01”, sendo toda renda revertida para a manutenção da Associação, gravação de novos CDs e para ajuda a outros corais e cantores espíritas afilhados ao grupo e também ao Grupo de Estudos Espírita Lírio Branco.

Atualmente, são 20 pessoas participantes do Grupo e, para os interessados em fazer parte da equipe, basta apenas comparecerem à sede social do Grupo Vocal União & Harmonia, toda sexta-feira a partir das 20 horas.

A agenda do grupo é extensa e realizam duas ou mais apresentações por semana.

As próximas cidades a terem a presença do Grupo Vocal União & Harmonia são: Grande São Paulo, Socorro,  Mococa e  Olímpia no Est. de S.Paulo,  Jaraguá do Sul e Araquari  em Sta. Carina, e  Guaíba no Rio Grande do Sul, entre outras.

Para adquirir os CDs do Grupo ou agendar apresentações, podem acessar os e-mails O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , ou pelos telefones 11-5052-2043 ou 11-9900-5262.

Para conhecer mais sobre o trabalho da Associação, acessem www.uniaoeharmonia.org.br

 

 

 

 

 

 

 

 

O professor ALOISIO SILVA, do Espírito Santo, escreveu um livro notável sobre o perdão, essa excelente e esquecida virtude que é capaz de libertar-nos de traumas, enfermidades e perturbações de toda ordem.

A obra é preciosa, tive a oportunidade de ler os originais e não posso silenciar-me diante de tão expressivo texto. Afinal, os exemplos, dicas e casos comoventes - muitos deles da experiência do próprio autor - fazem pensar sobre a importância e grandeza de perdoar. Mas, aprender como perdoar. E aí é que entra toda a didática do professor que, trazendo até as próprias experiências, levam o leitor a refletir com seriedade e profundidade sobre como perdoar.
O livro é muito didático, os casos são marcantes e atraentes, profundos e diretos no assunto.

O perdão é normalmente esquecido, desvalorizado, desprezado. Mas é justamente a ausência dele uma das grandes causas de enfermidades, isso sem falar das tragédias e tormentos que é capaz de construir.
Perdoar é muito mais vantajoso. Quem perdoa, liberta e liberta-se. Quem não perdoa, aprisiona-se. Essa terapêutica toda do perdão, envolvendo tantas questões, é o foco da obra.
Quero recomendá-la com ênfase aos amigos em toda parte, não é possível silenciar.

E inclusive solicitar aos amigos que divulguem a obra amplamente, exatamente pelo oportunismo da abordagem.
A edição é da SOLIDUM e a obra poderá ser adquirida pelo site www.solidumeditora.com.br ou pelo fone 0800 770 2200

Aloisio CarlosAloísio Carlos Silva e a Terapêutica do Perdão

 

Pelas mãos de Aloísio Carlos Silva foi escrito o livro “Terapêutica do Perdão”, que está sendo editado pela Solidum Editora.

O livro “Terapêutica do Perdão” nos elucida a respeito da necessidade de perdoarmos nossos companheiros de jornada, procurando compreendê-los e a nós mesmos com amor e caridade.

Na opinião de Aloísio “O maior objetivo da reencarnação é o perdão”

Em tempos de grande transição por qual passa o planeta Terra, o perdão é um dos fatores de maior relevância para se resgatar os relacionamentos humanos.

Leia mais...

Você já se deu conta dos desdobramentos do remorso? A própria definição da palavra já indica censura a gesto, ato ou comportamento que não deveríamos ter feito ou adotado na conduta própria, com relação a nós mesmos ou com terceiros.

Isso se transforma num fogo devorador da paz e da tranqüilidade. Sentimo-nos acusados por nós mesmos, perseguidos por uma sensação dolorosa de culpa ou desconforto moral. Pode-se, pois, dizer, que é um tormento ou inferno interior.

Nas crenças antigas, inferno seria a morada dos mortos acusados de transgressão às leis, tanto humanas quanto às precárias interpretações das leis divinas.

Leia mais...

Certa vez, um sábio fez a seguinte pergunta a um conglomerado de  sábios:

“O que pensar dos que monopolizam os bens da terra para obter o supérfluo em prejuízo dos que precisam do necessário?

E os sábios  responderam

- Eles desconhecem a lei de Deus e terão que responder pelas privações que impuseram aos outros.

O mundo em que vivemos nos propicia inúmeras facilidades que tornam nossa vida mais pratica e dinâmica, justo que as utilizemos em nosso benefício, todavia, não podemos criar  necessidades irreais para nossa existência priorizando os bens efêmeros em detrimento ao que realmente interessa -  Os valores inalienáveis da alma.

Cultivamos excessos, desenvolvemos excentricidades, damos asas ao egoísmo.

Pensamos apenas em nosso bem estar e justificamo-lo com:

-Luto  pelos meus objetivos!

Contudo, precisamos verificar se esses objetivos têm bases éticas.

Se por trás desses objetivos não está o supérfluo para nós que muitas vezes é o necessário para nosso companheiro de caminhada.

De que nos adianta viver com abundância, se o que nos sobra é exatamente o que falta na vida de outras pessoas?

De que nos adianta buscar o céu impondo o inferno a nossos irmãos?

Não seremos verdadeiramente felizes enquanto houver pessoas privadas do necessário para uma vida com dignidade.

Somos todos irmãos, imprescindível que pensemos no bem estar de nosso próximo!

A pergunta e resposta dos  sábios  nos conduzem a graves reflexões em torno de assuntos capitais para nossa jornada que se analisados com o crivo da razão e do bom senso nos levarão a descobrir os verdadeiros objetivos de nossa peregrinação terrena.

É deixando de lado o egoísmo que vamos nos despindo de futilidades e excessos que nos dão gorduras de materialidade e nos impedem de alçar vôos mais altos rumo ao infinito.

Pensemos nisso !

 Por: Wellington Balbo

Esta é a pergunta que muitas vezes escutamos, quando estamos com companheiros espíritas. Cromoterapia, cristal terapia, apometria, pirâmides e tudo mais... o que você acha?

E a resposta é sempre a mesma: - acho lindo, mas não é espiritismo!

Leia mais...

O pensamento é poder criador de grande intensidade. É ele que gera nossas palavras e nossas ações; com ele construímos o edifício grandioso ou miserável de nossa vida. Ele é igualmente a causa inicial de nossa elevação ou rebaixamento moral. Também é ele que prepara as grandes descobertas científicas, as maravilhas da arte, como igualmente as misérias e vergonhas da humanidade. Ele, o pensamento, funde ou destrói instituições, pessoas, impérios ou consciências.

Na verdade, somos o que pensamos ser, determinado pela força, vontade e persistência que imprimimos no pensamento. O ruim é que não temos constância naquilo que pensamos, pois passamos constante de um assunto para outro, sem fixar-nos com a seriedade que se espera num assunto que nos interessa. Raramente, por outro lado, pensamos por nós mesmos, mas refletimos e nos deixamos dominar pelos milhares de pensamentos alheios que nos rodeiam, pois pouquíssimas pessoas sabem viver dos próprios pensamentos, deixando-se conduzir por pensamentos alheios.
Porém, há que se considerar que o controle dos pensamentos (sejam nossos ou sugeridos) arrasta o controle dos atos. Ele é, pois, o diretor de nossa conduta. A mente é o espelho da vida em toda parte, pois o pensamento cria a vida que procuramos, através do reflexo de nós mesmos.

O Dr. Augusto Cury (psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor, com livros publicados em 40 países) apresenta em seu fabuloso livro Seja líder de si mesmo, uma afirmação que nos parece muito útil para o tema que estamos analisando. Diz ele: Se você deseja ser apaixonado pela vida, faça-lhe um grande favor: não seja mais tímido e passivo diante dos seus próprios ataques de raiva, irritabilidade, dos pensamentos negativos. Peça desculpas se errou. Não brigue com os outros, não os culpe, não discuta. Nossa luta é interior e silenciosa.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...