Atualidades

 

 

 

 

Riqueza e pobreza são duas faces de uma mesma moeda que visa ampliar a capacidade do espírito de se compreender os inúmeros papéis sociais terrenos e coloca o indivíduo diante das provas e desafios de cada situação. Nas romagens pela carne, importante salientar que ora se estagia pela riqueza, ora pela pobreza, a depender das necessidades evolutivas de cada um. Portanto, não há privilégios na ordem Divina. Embora muitos consideram que nascer na opulência, com polpuda conta bancária seja um privilégio, isso não se traduz em realidade, porquanto se fosse verdade todos os ricos seriam felizes e todos os pobres infelizes, e não é o que se verifica todos os dias. Há ricos felizes e infelizes, como há pobres na mesma ordem. O espírito que hoje tem uma vida abastada pode não tê-la em existência futura, eis, pois, que riqueza e pobreza são situações transitórias.

Leia mais...

O domingo de 3 de fevereiro de 1974 prometia muitas alegrias para o estudante de Engenharia Jair Presente. Ele havia saído de casa, onde morava com os pais e a irmã, para um animado fim de semana com os amigos. Mas, o passeio terminaria em tragédia: Jair morreria afogado na Praia Azul, em Americana, a 37 quilômetros de Campinas. A história do rapaz, porém, não acabaria ali. Ele teria escrito 13 cartas após a morte, reproduzidas em psicografias do médium Chico Xavier. Quarenta anos depois, uma pesquisa científica investigou o conteúdo das mensagens e comprovou a autenticidade das informações.

O resultado do trabalho foi publicado pela revista científica “Explore”, da Editora Elservier, sediada em Amsterdã, na Holanda.

– Estas cartas produzem informações verificáveis. Não são informações genéricas. Trazem nomes de pessoas, situações que aconteceram, e estas informações eram, de modo geral, verídicas – observa o psiquiatra Alexander Moreira-Almeida, o diretor do Núcleo de Pesquisas em Espiritualidade e Saúde (Nupes), da Universidade Federal de Juiz de Fora, o orientador da pesquisa.

O estudo das cartas atribuídas a Jair Presente é o primeiro de uma série realizada pelos pesquisadores Alexandre Caroli Rocha e Denise Paraná, resultado do trabalho de pós-doutorado, parceria entre a Universidade Federal de São Paulo (USP) e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

– A grande discussão que existe no meio acadêmico é se estas cartas, efetivamente, proporcionam evidências, informações verídicas, sobre a pessoa falecida, e se o médium não teria tido acesso por meios normais. Esta é a grande pergunta – atesta Almeida, também coordenador das seções de Espiritualidade e Psiquiatria da Associação Mundial de Psiquiatria.

Leia mais...

Abaixo, trechos da entrevista de Divaldo Franco extraída do livro Conversando com Divaldo Pereira Franco editado pela Federação Espírita do Paraná sobre as obras espíritas, inclusive sobre reencarnação no mundo espiritual.

FEP: O movimento espírita tem sido invadido por uma enxurrada de publicações que trazem a informação de serem mediúnicas. Temos visto que os dirigentes, vários deles, não utilizam qualquer critério de seleção doutrinária. O que nos aconselha?

Divaldo: “O nosso pudor em torno do Index Expurgatorius da Igreja Romana leva-nos, sem nos darmos conta, a uma tolerância conivente. Como não nos é lícito estabelecer um mapa de obras que mereçam ser estudadas em detrimento daquelas que trazem informações inautênticas em torno dos postulados espíritas, muitos dirigentes, inadvertidamente, divulgam obras que prejudicam mais a compreensão do Espiritismo do que aclaram.

Leia mais...

A Folha Espírita entrevistou a Dra Maria Julia Peres, psiquiatra e criadora da Terapia Reestruturativa Vivencial Peres – TRVPeres e o Dr. Jaider Rodrigues de Paulo (AME-MG).

O medo é uma emoção presente em quase todos os seres da natureza, representada por um conjunto de sentimentos que se manifestam com grande inquietação e angústia diante de um perigo real ou imaginário de um fato desencadeante de ameaça, pavor, susto, perdas e dor profunda (física ou mental), entre outros.

Ele é expressado nos seres humanos por reações corporais como o susto, olhar espantado, boca seca, taquicardia e sudorese, entre outros, traduzindo o incômodo físico e mental que provoca. Sua presença excessiva é um dos grandes fatores de angústia para o ser. “O medo, em si, não constitui uma patologia e sim, um comportamento de cautela para maior segurança do indivíduo. Ele é racional, perfeitamente controlável, não interfere nas atividades diárias, nem desencadeia sintomas físicos, psicossomáticos”, declara a psiquiatra e especialista em terapia regressiva Maria Júlia Peres, criadora da Terapia Reestruturativa Vivencial Peres – TRVPeres. “Ele é ontológico na raça humana, uma reação emocional a um agente externo, o qual é percebido como agressor à integridade física do indivíduo”, completa o psiquiatra Jaider Rodrigues de Paulo, da Associação Médico-Espírita de Minas Gerais (AME-MG). Para a ciência psíquica, segundo ele, um dos diferenciais com a ansiedade é o fato de ele ter um objeto real e ela nem sempre. “O medo se caracteriza a partir de uma vivência objetiva, como, por exemplo, de animais, altura e escuro, entre outros. A ansiedade expressaria mais os fantasmas internos”, completa.

Leia mais...

 

Todas as segundas-feiras às 21:00 o Instituto Chico Xavier realizada um curso sobra a doutrina espírta
Cada aula tem uma duração média de 30 minutos, no qual os participantes podem fazer suas pergutas.

Clique em : www.institutochicoxavier.com/palestravirtual, logo apos digite seu nome, e clique em Connect.

Cada país convenciona sua própria data para comemorar o dia das crianças. O Brasil escolheu em 05 de novembro de 1924 o dia 12 de outubro para a celebração. Porém a data foi se tornar feriado apenas em 1955, através de uma campanha de marketing promovida pela Estrela S.A e outras empresas do ramo de brinquedos, que revitalizaram o dia 12 de outubro, a ponto de ser transformado em feriado nacional.

Certo, mas o que significa ser criança para o espiritismo?

Significado de criança para o espiritismo Na primeira fase da vida somos crianças. Não por acaso, ao nascer, nascemos pequenos, frágeis e lindinhos. Kardec explica no Livro dos Espíritos, que o esquecimento do passado ocorre de forma providencial na reencarnação da criança, uma vez que, se os pais reconhecem no bebê de colo o inimigo do passado todo o resgate estaria comprometido. A ciência explica que a fragilidade do bebê leva não apenas a mãe, mas todos que o rodeiam a ter cuidados especiais e uma maior atenção.

Conforme cresce, a criança aprende com os pais conceitos de como se portar em sociedade, moral e atitudes. Algumas dessas atitudes são trazidas como parte de sua memória de vidas passadas, necessitando da atenção dos pais para corrigi-las ou incentivá-las.

Leia mais...

Tenho ouvido muitas pessoas dizerem que com a modernidade acabou com o tempo para o voluntariado espírita.

Permitam-me discordar desta explicação, porque o voluntariado nunca esteve tão em moda.

A Copa do Mundo e as Olimpíadas do Rio de Janeiro atrairão milhares de voluntários, mesmo que todos saibam o quanto estes eventos arrecadam com publicidade. Quando motivados pela aprendizagem, muitos alunos não se importam em fazer estágios voluntários, certos da importância da experiência que irão adquirir em sua formação.

Outra contradição está dentro do próprio movimento espírita: somos todos voluntários. Dirigimos as casas voluntariamente, dirigimos reuniões voluntariamente, participamos de eventos para arrecadação de fundos voluntariamente (na verdade, até pagamos para participar), aplicamos passes voluntariamente, organizamos cursos e seminários voluntariamente... Nossa história na casa espírita é voluntária, ou seja, fazemos porque temos vontade.

Leia mais...

Uma Campanha mais que envolvente.

Amplie o bem que existe em você.

Participe, faça e ensine a fazer,

O Evangelho no Lar e no Coração.

Campanha permanente do Conselho Federativo Nacional da FEB

Apoio:

União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo

Faça download do material sobre o

Evangelho no Lar disponibilizado pela FEB:

Clique aqui para fazer o download

 

Fonte : http://www.agendaespiritabrasil.com.br/

Richard Simonetti - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Qualquer pessoa medianamente informada conhece o complexo de Édipo, consagrado por Sigmund Freud (1856-1939), como a tendência de se ligarem os filhos às suas mães, em oposição aos pais. Ele se inspirou- numa tragédia grega:Édipo Rei, de Sófocles (495-406 a.C.).

Édipo, segundo os oráculos, mataria seu pai e se casaria com a mãe, o que efetivamente aconteceu, numa fantasia recheada de lances dramáticos e mirabolantes, bem ao gosto da mitologia grega.

A tese de Freud, porém, não resiste aos fatos. Há filhos “vidrados” na figura paterna. Além disso, a afinidade ou animosidade entre pais e filhos decorre muito mais de ligações harmônicas ou conflituosas de vidas anteriores.

Se alguém reencontra no pai um rival do passado, quando disputavam o amor de uma mulher, hoje possivelmente ligada a ambos como mãe e esposa, enfrentará conflitos em seu relacionamento. Em contrapartida, dar-se-á muito bem com o genitor que foi amigo ou familiar ligado ao seu coração.

E há que se considerar o comportamento.  Se não cultivarmos valores elementares de convivência civilizada – compreensão, atenção, respeito, tolerância, cooperação, solidariedade… –, os melhores amigos do pretérito nos parecerão figadais inimigos a nos aborrecerem no ambiente doméstico.

Leia mais...

Protestos pacíficos. É tudo o que precisamos. A esmagadora maioria dos manifestantes são ordeiros. Não podemos permitir que bandidos se infiltrem nas manifestações. Isso só serve para dar argumentos aos que se opõe aos protestos.

É fácil perceber o posicionamento de cada veículo de comunicação em relação aos protestos. Muitos têm como manchetes apenas cenas sangrentas de atos de vandalismo. Não dependemos deles para nada. Passou o tempo em que éramos reféns da grande mídia. Há 200 milhões de celulares no Brasil. Todos devem filmar todo ato que fuja ao normal, para contrapor às manipulações midiáticas e para ajudar a identificar quem são os bandidos que denigrem as manifestações pacíficas e ordeiras.

Leia mais...


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...