Do esporte a Santos Dumont - Mediunidade, esporte e interesse por pesquisa histórica

Orson Peter Carrara – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Legenda: Lauret, ladeada por Príncipe D.João (E),
bisneto da Princesa Isabel e pelo repórter Saulo Gomes (D).
Crédito da foto: Odenir Rocha

Com pseudônimo literário de Lauret Godoy, nossa entrevistada é natural de Santos e reside na capital paulista. Professora de Educação Física, com especialização em Administração Esportiva, possui vários livros publicados e larga experiência com o esporte. Igualmente muito ligada à pesquisa histórica, suas respostas surpreenderão o leitor. Espírita há 20 anos, vincula-se ao Grupo Espírita Batuíra, em São Paulo, e vincula-se à área mediúnica e no atendimento de passes, além de voluntária nos trabalhos da instituição.

1 - Fale de sua experiência ligada ao esporteSou de Santos, cidade que muito privilegiava a prática esportiva. Na juventude praticava e disputava basquete, vôlei e atletismo pelo Colégio Canadá.Defendendo a cidade de Santos em Jogos Abertos, apenas Atletismo. Iniciei-me em provas de velocidade aos 10 anos de idade. Quando mudei para São Paulo, passei a defender o C. A. Paulistano. Fui campeã paulista, brasileira e, após obter o título de campeã Sul-Americana, em torneio realizado em Lima – Peru, abandonei o esporte. Precisava cuidar da vida...

 

 

2 - E como surgiu o interesse de pesquisa e mesmo a publicação de livro sobre Jogos Olímpicos?
Estive em Montreal – Canadá, para assistir à Olimpíada de 1976. Fascinada com o abraço internacional que presenciei, além da organização e administração de tão grandioso evento, interessei-me pelo assunto. Apaixonei-me, comecei a pesquisar e arrumei uma encrenca pelos vinte anos subsequentes. Depois, procurei o saudoso Cyro Del Nero, grande helenista, para conseguir imagens da Grécia. Ele ficou encantado com o trabalho, encaminhou-o a um editor e, assim, ocorreu a primeira edição.

3 - E o trabalho sobre Santos Dumont, comente sobre ele.
Acredito que pesquisa seja, realmente, um vício. Santos-Dumont veio a reboque de Bartolomeu de Gusmão, santista como eu, inventor do aeróstato a ar quente e quase desconhecido. Em 1993 comecei a pesquisar e divulgar a vida de Gusmão. Dele, cheguei a Alberto Santos-Dumont e arrumei outra encrenca por mais vinte anos... Porém, tem sido muito alegre e gratificante essa incursão voadora pelos céus do Brasil. Principalmente pelas histórias que descobri e pessoas maravilhosas que conheci.

4 - Histórica e espiritualmente, comente também sobre o mesmo personagem. Há passagens bem curiosas, não?
Santos-Dumont estava com três anos de idade e um médium de Silveiras, RJ, em 1876 recebeu uma mensagem de E. Motgolfier, dizendo que já se encontrava entre os brasileiros, aquele que faria o homem atravessar o oceano com a velocidade de uma bala de canhão. E adiantou: o “pássaro metálico” pode parecer uma utopia, mas será uma realidade dentro de breves anos. Trinta anos depois, o 14-BIS voou em Paris. Essa mensagem foi publicada no Jornal O Reformador. Isso não é fantástico? Historicamente, Alberto Santos-Dumont é um dos homens que mudou referenciais do Planeta Terra.

5 - Fale-nos igualmente do livro que surgiu da experiência com a mediunidade.
No dia 1.º de setembro de 1993 conheci dona Dulcemar Augusta de Rezende, médium de extraordinários recursos. Por meio dela manifestaram-se diversos espíritos. Encantada com as sábias lições, pedi licença para gravar as mensagens. Durante 14 anos gravei 388 mensagens. Selecionei as que considerei mais importantes, para constar do livro Irmão Lourenço e Legionários do Além, que contém um CD com algumas vozes de espíritos comunicantes. Foi uma experiência extraordinária.

6 - Essa obra traz casos interessantíssimos. Se tivesse que destacar um deles, qual seria?
Um grande impacto ocorreu em 11 de setembro de 2001. Estávamos reunidos, o espírito estava conversando e, de repente, foi embora depressa, em desespero. Quando acabou a reunião, soubemos o que havia ocorrido nas Torres Gêmeas de Nova York. Esse espírito retornou anos mais tarde e falou sobre o incidente. Outra surpresa ocorreu há alguns dias. Lendo o livro Mediunidade dos Santos, de Clóvis Tavares, vi a história de um santo que eu não conhecia, mas cujo nome me soou familiar. Corri a procurar e lá estava ele, na página 102 do livro do Irmão Lourenço. Confesso que chorei de emoção.

7 - E agora a recente pesquisa sobre Deus junto a diferentes posições religiosas e comportamentos perante o Criador?
Fui solicitada pelo Geraldo Ribeiro, dirigente do Batuíra, a substituir um palestrante que deveria falar sobre DEUS. Estudei livros sobre o assunto, abordei opinião de alguns autores, mencionei religiões antigas, mas o espírito de pesquisa falou mais alto. Elaborei algumas perguntas e as submeti a diferentes pessoas: um Pastor Evangélico, um Monsenhor, um Agnóstico, um dependente químico etc. A conclusão foi fantástica: não importa qual seja o foco, DEUS é o maior de todos os Seres.

8 - E as palestras, a convivência com o movimento espírita e mesmo perante o meio social cultural, o que gostaria de dizer?
As palestras são sempre altamente gratificantes! A resposta vem de imediato, por parte da assistência. Quanto ao movimento espírita, a cada dia que passa, vivo a certeza de que fazemos parte de uma engrenagem, cujos fios estão intimamente relacionados e ligam-se independentemente da nossa vontade. Para mim, senti dimensionar horizontes culturais e sociais. As comunicações com as quais fui honrada, modificaram minha visão sobre os reais valores da vida presente e sua importância para a vida futura.

9 - Algo marcante que gostaria de relatar?
Sim, a maneira como conheci duas pessoas que muito respeito, admiro e que conheci graças à Rádio Boa Nova. Gostei de ouvi-los, liguei para a emissora, consegui os endereços, fiz os contatos e pronto! Novos amigos! Escritores e divulgadores da Doutrina Espírita, que se tornaram muito queridos: Saara Nousiainen, de Fortaleza, criatura de uma incrível lucidez, autora de trabalhos maravilhosos, que nos levam a meditar e olhar situações comuns com outros olhos. Não costumo rezar missa de corpo presente, mas conhecer o amigo querido Orson Peter Carrara, foi uma das melhores coisas que a abençoada Doutrina Espírita me proporcionou. Sua dedicação, conhecimento, descortino, simplicidade, carisma, disponibilidade e alegria são dignos de aplauso. Parabéns! Por favor, espero que esse amigo não mude nunca seu jeito de ser.

10 - Algo mais a acrescentar.
Desejo agradecer a oportunidade da entrevista para reverenciar os queridos amigos do Plano Maior, pelas manifestações e informações, que nos impulsionaram para a pesquisa e o trabalho. E, acima de tudo, agradecer a Deus por ter-me proporcionado situações que jamais imaginei vivenciar. Rogo a Ele que me ajude sempre, a nunca decepcionar àqueles que prestigiam meu trabalho. Para concluir, usarei palavras de Madressilva: “Precisamos adubar as pessoas onde elas estiverem. Que cada um fique com a sua crença, mas que tenha a certeza de que a vida continua.”.

Não devemos nos preocupar com o rótulo, porque o bem será sempre bem, qualquer que seja a doutrina abraçada.

Livros de autoria da entrevistada:

Jogos Olímpicos na Grécia Antiga (adotado na Faculdade de Ciência do Desporto da Universidade de Coimbra – Portugal); Segurança nos Esportes, em parceria com o Prof. Dr. Augusto Duarte Esposel; O Jovem Santos-Dumont, em parceria com Guca Domênico (venceu o prêmio Livro do Ano 2006, outorgado pela Rádio Eldorado – programa São Paulo de Todos os Tempos; Santos-Dumont, O Menino Voador – infanto-juvenil, pela Prefeitura Municipal de Petrópolis (serviu de enredo para a Escola de Samba Mirim Imperial, no Carnaval de 2007); O Sonho Que Criou Asas – Santos-Dumont – infanto-juvenil; O Santista Voador – Bartolomeu de Gusmão (infanto-juvenil) e Os Olímpicos – Deuses e Jogos Gregos, este, com participação especial de Orson Peter Carrara. Livros sobre a Doutrina Espírita: Maravilhosos Encontros com Eurípedes Barsanulfo e Irmão Lourenço e Legionários do Além, este, pesquisa efetuada durante 14 anos, sobre comunicações psicofônicas da médium Dulcemar Augusta de Rezende, que consta no livro sob o pseudônimo de Rosa Augusta;

Nota do entrevistador:
Os livros acima citados podem ser adquiridos pelos seguintes meios:

Distribuidora Aliança : http://www.editoraalianca.com.br/

E na loja virtual de livros da Meca: http://www.acasadoestudante.com.br/vendas/


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...