“Nossos pensamentos são poderosos instrumentos de criação de venturas ainda neste Plano Físico bem como no Plano Espiritual. Nos situaremos sempre nas regiões às quais foram criadas pelos nossos pensamentos”

Claus-Peter Willi, é espírita há 13 anos, palestrante espírita,  reside na cidade de Itu – SP e natural de Groetzingen – Alemanha. É formado em administração de empresas e atualmente presta consultoria em logística internacional. É pai de, Fabioni de 13 e Wesley de 15 anos.

É co-fundador e Relações Públicas do GAAAI  - Grupo de Apoio aos Adotantes e Adotados de Itu – Filhos do Coração, fundado em Itu – SP em 05.06.2014.

Claus-Peter Willi estará presente no Seminário promovido pelo Instituto Beneficente Chico Xavier, que será realizado em Salto – SP  no dia 25.10, abordando o tema “Mundos Espirituais inferiores – cidades e regiões purgacionais.

1. Em outubro de 2013 você participou de um Seminário em Itu, promovido pelo Instituto Chico Xavier e abordou o tema “Filhos Adotivos – Amor em Ação, que teve uma repercussão muito grande e centenas de acesso à palestra no youtube..  Na sua opinião a que se deve o sucesso e procura pelo tema?
Creio que o sucesso deveu-se à grande projeção que há atualmente com relação às questões de família em geral e o tema adoção em particular.

Mais e mais o público vem se informando sobre o assunto o qual – com iniciativas como o Seminário em questão – vem cada vez mais desmistificar o tema.

2. Você é co-fundador e Relações Públicas do GAAAI – Grupo de Apoio aos Adotantes e Adotados de Itu – Filhos do Coração, fundando dia 05.06.2014. Nos conte um pouco como surgiu o GAAAI.
O Grupo começou a se formar quando de Seminário sobre o tema realizado por iniciativa Vara da Infância de Itu, em conjunto com a OAB/SP-Comissão Especial de Direito à Adoção na semana da adoção em maio deste ano.

O Grupo está em fase de registro de seu recém aprovado Estatuto sendo dirigido pelo Advogado Rogério de Almeida Gimenez.

Ainda não estamos realizando as reuniões públicas, pois estamos em fase final de acertos com a titular da Vara de Infância de Itu bem como do Setor Técnico do Fórum. Esperamos que estas reuniões aconteçam  já à partir do mês de outubro deste ano.

Entretanto,podemos informar que este atendimento abrangerá também as cidades vizinhas de Salto, Cabreúva e Porto Feliz cidades aonde já fomos solicitados à efetuar palestras aos candidatos a adoção.

Dispomos neste momento de página no facebook-GAAAI Filhos do Coração aonde postamos todo tipo de matérias pertinentes ao assunto adoção, bem como atendimento de questões via email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

3. Você tem dois filhos adotivos. O que estas crianças mudaram em sua vida e o que representam para você?
Estes espíritos que hoje estão meus filhos transformaram totalmente não só os rumos da minha presente existência  mas também os do meu companheiro com o qual tenho a felicidade de compartilhar meus dias há 24 anos.

Eventualmente estes filhos sejam um agradecimento a tudo o que o bom PAI me deu de oportunidades nesta e em outras existências. São meus mestres em todos os sentidos.

4. O que você diria às pessoas que se interessam em adotar uma criança, mas que ainda se sentem inseguras para dar o primeiro passo?
Bem, inicialmente que estas pessoas reflitam profundamente sobre este interesse e suas reais motivações. Em seguida que procurem informações à respeito por exemplo legislação ,tipos de adoção existentes e procurem Grupos de Apoio à Adoção os quais podem  fornecer subsídios para que este interesse se concretize  ou não.

5. Como é educar duas crianças adotadas, cada um com personalidade própria, trazendo do passado uma bagagem de vivências, sofrida?
Respeito. Creio que esta seja a forma essencial de encarar esta questão.

6. Você acredita que, para uma criança adotada, uma nova família pode amenizar ou apagar os traumas de abandono sofridos por elas no passado?
Creio que as grandes cicatrizes causadas pelas mais diversas situações pelas quais estas crianças passaram  nunca serão apagadas. Muitas delas jamais passarão novamente pela sua entrega total,  justamente pelo grande medo de rejeição e se verem magoadas uma vez mais. O que podemos fazer é tentar amenizar estas feridas oferecendo amor e mais amor seguido de muito mais amor.

7. Qual é o sentimento e comportamento de uma criança num primeiro momento ao ter uma nova família? Existe a desconfiança de ser abandonado novamente?
Desconfiança é a palavra. Num primeiro momento elas agem de forma absolutamente artificial, tentando desesperadamente serem aceitas. É o chamado momento de lua de mel entre filhos e pais adotivos. Após este período segue-se a lua de fel quando elas – um pouco mais seguras – vão testando o quão incondicional é este amor oferecido pelos pais. Aqui nesta fase a falta de preparo psicológico dos pais aliado à falta de apoio externo por profissionais da área ocasionam o grande número de devoluções aos abrigos sob as mais diversas alegações dos adotantes.

8. Existe algum tipo de apoio psicológico oferecido pelos órgãos públicos para os pais aprenderem a lidar melhor com esta convivência?
Nesta área este apoio de profissionais através dos órgãos públicos é bastante precário e aí entram os diversos Grupos de Apoio os quais são constituídos – via de regra – por profissionais da área,interessados em adoção, pessoas já habilitadas a adoção e pais adotivos. Nesta troca de experiências no pré e pós adoção vários aspectos e assuntos são abordados fortalecendo então  nas pessoas a criação de vínculos que possam  melhorar a relação filhos adotivos e adotantes.

9. O que você diria para os pais que encontram dificuldades nesta convivência e não sabem como lidar com isso?
Que procurem em sua cidade os Grupos de Apoio à Adoção existentes.

10. Você estará participando de um Seminário no dia 25.10, promovido pelo Instituto Chico Xavier e abordará o tema “Mundos Espirituais inferiores e regiões purgacionais.  Pode comentar rapidamente a respeito do tema?
É com grande prazer que mais uma vez sou convidado a participar de Seminário promovido pelo Instituto Chico Xavier ao lado de palestrantes tão abalizados quanto Claudia Gelernter e Tadeu Cavedem.

Nossos pensamentos são poderosos instrumentos de criação de venturas ainda neste Plano Físico bem como no Plano Espiritual. Nos situaremos sempre nas regiões às quais foram criadas pelos nossos pensamentos e – eventualmente – mono ideias não só ao cabo de uma existência mas numa somatória das mesmas e em conjunto com àqueles os quais comungam dos mesmos sentimentos e angústias.

11. Por que a Terra é chamada pelos espíritas, como sendo um mundo de expiações e provas?
Nossa Terra – este planeta tão maravilhoso criado e governado pelo nosso amado Mestre e amigo Jesus -  permanece ainda como palco aonde nossa atração pelos brilhos efêmeros e anseios materiais exercem ainda uma grande e preponderante influência sobre nosso espírito encarnado ainda tateando quanto à realização de valores supremos e perenes. Desta forma e ainda vivenciando o desenvolvimento de dores morais via restrições na matéria, estaremos expiando para alcançarmos a compreensão dos verdadeiros filhos do PAI que somos.

12. Para onde irão os espíritos reticentes que se recusam a evoluir espiritualmente  e que ainda tem a violência e maldade incrustada na alma, quando a Terra se tornar um mundo de regeneração e amor?
Todo filho do PAI é dotado das mesmas chances de evolução. Em sendo infinita BONDADE e JUSTIÇA o PAI sempre dá e dará aos SEUS filhos amados a oportunidade de experimentar o refazimento das experiências. Aos que ainda se apresentarem recalcitrantes nesta compreensão verão suas existências serem revistas em planos inferiores e primitivos para que possam acordar e abrir os olhos para a verdadeira LUZ.

13. Pedimos que deixe uma mensagem  final para os leitores de nosso site.
Uma vez mais agradeço a oportunidade que se me é dada de me dirigir ao grande público deste site fazendo o convite para que se inscrevam e participem deste Seminário aonde – sem sombra de dúvidas – teremos momentos de grande aprendizado e convívio fraterno.

Roguemos sempre ao PAI que possamos TÊ-LO sempre em  nossos corações e que nos proteja de nós mesmos!

Abraços fraternos,

Por: Rita Ramos Cordeiro


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...