Foi em 1º de abril de 1858 que Allan Kardec fundou a Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, primeiro Centro Espírita do planeta. No dia 2 de abril de 1869 o corpo do codificador foi sepultado, no Cemitério de Montmartre. Willian Crookes, doutor Adolfo Bezerra de Menezes e Léon Denis desencarnaram em abril, nos dias 4, 11 e 12 respectivamente. Abril também tem publicação de belíssima obra e nascimento de grande figura.


Em 15 de abril de 1864 foi publicado “O Evangelho segundo o Espiritismo” e nosso Francisco Cândido Xavier, o Chico Xavier, reencarnou no dia 2 de abril na cidade mineira de Pedro Leopoldo.
Todas essas datas são de grande significado aos espíritas, contudo, iremos ressaltar uma que em duplicidade vem de encontro ao que diz o Espírito Verdade em “O Evangelho segundo o Espiritismo”, 6° Capítulo: “Espíritas amai-vos, espíritas instrui-vos”. Esta afirmação do amigo espiritual faz o link perfeito com o mês de abril.

Em 18 de abril é comemorado o dia do livro espírita. Espíritas, instrui-vos.

O livro espírita atua como grande instrutor, à semelhança de inesquecível pedagogo esclarece mentes em turbilhão, serena corações em conflito e convida ao sublime trabalho da leitura que faz viajar pelo país do conhecimento.

O livro espírita é autêntico desbravador que se aventura na busca de iluminar caminhos.
Impossível passar indiferente à beleza da literatura espírita. Como não se modificar ao ler as obras da codificação?

Como não se emocionar ao entrar em contato com a saga dos personagens que fizeram a história do mundo nos famosos romances romanos de Emmanuel psicografados pelo nosso Chico Xavier?
São tantos autores encarnados e desencarnados que seria impossível citar todos, mas é necessário registrar a importância do trabalho desses autores que, com enorme dedicação ajudaram a construir a história da literatura espírita; uma literatura que liberta das amarras mentais e dos cadeados psíquicos que, ao longo dos anos impediram o ser humano de pensar. E, a falta de pensamento, bem sabemos, é mãe da ignorância, um mal que ainda se debata a humanidade.

E também em 18 de abril comemoramos o aniversário de publicação de "O Livro dos Espíritos", ocorrido no ano de 1857. Graças ao Projeto de Lei 291/07, da deputada Gorete Pereira (PR-CE) o dia 18 de abril passou a ser o dia Nacional do Espiritismo. Espíritas amai-vos.

Uma data que convida os espíritas à união para uma divulgação coesa do ideal espírita. Espíritas amai-vos. Sem amor qualquer chama se apaga, sem união as idéias se dispersam, com o Espiritismo não é diferente.
O dia Nacional do Espiritismo deve celebrar a amizade dos espíritas para que essa data se imortalize, ficando além dos calendários e perpetuando-se pela ação espírita em prol da construção de um mundo melhor.
O livro espírita é um chamado à instrução, o dia Nacional do Espiritismo um chamado à união, conforme ensinou o Espírito de Verdade, Espíritas Amai-vos, Espíritas Instrui-vos.
Por: Wellington Balbo


Cadastre-se em nosso informativo
  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

 

Pesquisa

Receba o Informativo

  1. Nome
    Digite o seu nome
  2. Email(*)
    Digite o seu email
  3. Captcha
    Captcha
      RefreshInvalido

PodCast do Miécio

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

PodCast Espirita no. 20 - Obsessão, desobsessão

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/ooZ0N1)     No...

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

PodCast Espirita no. 19 - Mudanças na terra, como agir?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/LT27eq)     No...

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

Podcast no.: 18 - Deficiências, por quê?

  .. Download   No computador     Download mp3 (https://goo.gl/5V1Vug)     No...