DEPRESSÃO - Aprenda como enfrentar um dos grandes males do futuro.

Muito ja foi falado sobre a depressão e muitos conceitos foram adotados para explicar este que atualmente é considerado o mal do século.

Profissionais e pessoas leigas ja formaram sua opinião sobre este sério problema.

Alguns a consideram uma doença, outros consideram fraquezas e egoísmo da pessoa, mas é apenas quem vive ou ja viveu o problema que sabe o quanto é difícil superar a depressão.

Na maioria dos casos as pessoas não sabem que tem depressão, e os que sabem tem vergonha de procurar ajuda profissional para uma doença que hoje em dia tem cura.

A cura está ao alcance de todos e seria muito mais fácil lidar com o problema, se houvesse um esclarecimento maior sobre o assunto.


O Espiritismo explica de uma maneira clara a depressão e como vencê-la.

Aliada a uma boa terapia profissional, e tratamento espiritual numa Casa Espírita, juntamente com a reforma íntima, é o tratamento ideal para a cura da depressão para as pessoas que desejam com sinceridade se curar.

Nesta matéria vamos conhecer um pouco mais sobre a doença no conceito dado pela medicina e do Espiritismo.

A cura é lenta e progressiva, mas como todo tratamento médico e espiritual, é necessário paciência, fé e perseverança para vencê-la.

O primeiro passo para a cura é admitir o problema e estar disposto a procurar um bom tratamento médico.


Mas o que é depressão?
É uma doença como outra qualquer, mas que altera e compromente o corpo e a mente, afetando principalmente o humor. Sua principal característica é a tristeza profunda e persistente.

Quando a tristeza torna-se excessiva, tanto em intensidade como em duração, as pessoas não conseguem melhorar apenas pela própria vontade. Esse estado de tristeza, desânimo, desesperança, pessimismo e muitas vezes, falta de vontade de viver, chama-se depressão.

Características da depressão
Caracteriza-se por episódios depressivos que duram pelo menos duas semanas alterando o humor, levando a perda de interesse na maior parte das atividades e são acompanhadas de sintomas psicológicos como:

- Tristeza profunda e persistente, ansiedade, sensação de vazio e apatia, sentimento de culpa, desamparo, pessimismo, irritabilidade extrema e inquietação, dificuldades de concentração e de raciocínio, alteração de memória, ideias recorrentes de morte e tentativa de suicídio.

Sintomas Físicos:

Insônia, perda de apetite e de peso ou excesso de apetite e ganho de peso; fadiga extrema, dor de cabeça, constipação, distúrbios digestivos e dor crônica que não resolvem com nenhum tratamento: perda da vontade sexual, irregularidade na menstruação, lentidão física e mental.

Nem todas as pessoas apresentam todos os sintomas descritos. A intensidade e gravidade de cada um variam de pessoa para pessoa.

Causas da depressão
A depressão é uma doença de difícil diagnóstico. Determinar as suas causas exatas, às vezes, pode ser uma tarefa que só pode ser feita por profissionais de doenças mentais, como psiquiatras e psicólogos.

Existem alguns fatores que predispõem determinadas pessoas a sofrerem depressão. Isso não significa que, ocorrendo com determinada pessoas, ela venha a sofrer de depressão. Os principais são:

-Fatores genéticos, personalidade, família, trauma de infância, sexo, auto-imagem negativa, padrões de comportamentos diante da vida, ocorrências de doenças, estresse e problemas graves, medicamentos e drogas.

Problemas como a morte de pessoas queridas, problemas emocionais e afetivos graves, como o divórcio, perda de emprego, má situação financeira e queda de padrão de vida, acidentes graves, tragédias, problemas com filhos e muitos outros são verdadeiros gatilhos que podem detonar os estados depressivos.

A depressão é seis vezes mais frequente nos primeiros seis meses após o fato estressante ter ocorrido. Mas é importante ressaltar que os fatores estressantes que podem levar à depressão, são muito variáveis e que eles atingem as pessoas igualmente de formas variadas.

Os casos de depressão leve podem ser resolvidos através da auto-ajuda e com mudanças de comportamento, além do apoio das pessoas próximas e amigas. Os casos de depressão moderado e grave e de todos os demais tipos de distúrbios depressivos necessitam de tratamento médico, medicamentos e, na maioria das vezes, também de terapia psicológica. Mas, somente um diagnóstico preciso poderá determinar o tipo de doença para indicar o tratamento mais adequado.

Os distúrbios depressivos fazem as pessoas se sentirem desamparadas, esgotadas física e mentalmente, e perderem a esperança e a fé na vida. Dominados pelos pensamentos negativos, não conseguem achar saída para seus problemas e o sentimento constante é de desistir de tudo.

É importante compreender que os pensamentos negativos fazem parte da depressão e desaparecem quando o tratamento começa surtir efeito.

Mas, é fundamental esforçar-se para afastar os pensamentos negativos.

Dificilmente alguém consegue enfrentar sozinho uma depressão. É muito importante partilhar os problemas com o companheiro, com a família ou amigos.

É necessário mudar tudo o que possa estar contribuindo para a depressão. Mudar hábitos nocivos e adotar outros mais saudáveis é muito positivo.

Deve-se ter cuidado em tomar grandes decisões precipitadamente num momento de desespero a não ser que se considere fundamental e ja tenha tomado todas as outras possibilidades.

É recomendável afastar-se de tudo que for estressante da vida da pessoa depressiva, nem tudo é possível e nem tudo depende de nós, mas o que puder ser feito, deve ser feito sem vacilo.

Resolver pequenos problemas, mudar hábitos e criar condições que permitam viver sem precisar enfrentar coisas estressantes, que, normalmente, podem ser encarados sem maiores custos.

O fato de se estar deprimido não deve ser motivo para viver afastado do mundo enquanto se trata. Não abandonar amigos, mesmo sem vontade de se divertir. Procurar um grupo social e fazer novos amigos.

Exercer atividade voluntária. Ajudar os outros faz bem e os próprios problemas são vistos de outra forma.

As perdas são partes da vida. As perdas são necessárias porque para crescer temos de perder, não só pela morte, mas também por abandono, pela desistência.

As perdas não incluem apenas separações e abandonos, mas também a perda consciente ou inconsciente, de sonhos, ilusões, expectativas irreais e outros.

Todas elas difíceis e dolorosas, mas através delas nos tornamos seres humanos plenamente desenvolvidos. Perceber como nossas perdas moldaram e moldam nossa vida pode ser o começo de uma vida mais promissora e feliz.

Encerramos esta abragente matéria sobre depressão com trechos da mensagem "Depressão", espírito Joana de Anelis, pela psicografia de Divaldo Franco, da obra "Receita de Paz"

"...A depressão tem sua gênese no espírito, que reencarna com alta dose de culpa. Com a consciência culpada, sofrendo os gravames que dilaceram a alegria interna, imprime nas células os elementos que as desconectam, propiciando, em largo prazo, o desencadeamento dessa psicose que domina uma centena de milhões de criaturas na atualidade."

"...Se desejarmos examinar as causas psicológicas, genéticas e orgânicas, bem estudadas pelas ciências que se encarregam de penetrar o problema, temos que levar em conta o espírito imortal, são dos quadros emocionais e físicos de que necessita, para crescer na direção de Deus."

"...Quem se habilita na ação bem conduzida e dirige o raciocínio com equilíbrio, não tomba nas redes bem urdidas da depressão. Toda vez que uma ideia prejudicial intenta nas telas do pensamento, recorre a prece.

Agradecendo a Deus a benção do renascimento na carne, conscientiza-te da sua utilidade e significação superior, combatendo os receios do passado espiritual, os mecanismos inconscientes de culpa, e produze com alegria.

Recebendo ou não tratamento especializado sob a orientação de algum facultativo, aprofunda a terapia espiritual e reage, compreendendo que todos os males que infelicitam o homem procedem do espírito que ele é, no qual se encontram estruturadas as conquistas e as quedas, no largo mecanismo da evolução inevitável."

Fonte: Revista Estresse e Depressão

Grupo Saúde e vida - www.gruposaudeevida.com.br

Comente pelo facebook ()


 

Alguns postagens do nosso blog..

O encontro inesperado

Imagem Em um relacionamento amoroso, uma mulher exigente e intratável, ciumenta, apegada, sufocou o companheiro que depois de sete anos de convivência,... Leia mais...

Kardec: A Biografia - Marcel Souto Maior

Imagem Hippolyte Léon Denizard Rivail era um professor cético, autor de livros didáticos na França do Século 19, até ver mesas girarem no ar e... Leia mais...

Devassando a Mediunidade

Imagem Estudo sobre a obra de Yvonne Pereira do Amaral) Autor: Pedro Camilo Resumo do Livro: Neste livro, Pedro Camilo estuda a mediunidade na obra... Leia mais...

Allan Kardec - Viagem espírita em 1862

Imagem Esta obra é o relato da viagem realizada pelo Codificador no ano de 1862, que o levou a mais de vinte cidades, nas quais presidiu aproximadamente 50... Leia mais...

Design e produção : M&M Fabrica de Sites - Hospedado nos servidores da M&M Host