fbpx
HomeInformativoArtigosInimigo Oculto
Quarta, 20 Junho 2012 23:20

Inimigo Oculto

Marcos Paterra


Quando se fala em inimigo oculto, logo se imagina um psicopata que mora por perto, ou um  falso amigo que descobrimos  ser um “inimigo”...  Será? Quem seria nosso maior ou pior inimigo? Quem poderia fazer-nos mal sem que percebamos?

A resposta tem múltiplas interpretações porém no espiritismo podemos nos ater na questão 919 do Livro dos espíritos.[1]

Temos infelizmente em nossa cultura o costume de pré-julgar e na maioria das vezes condenarmos o outro por simples ignorância e pior... Por puro egoísmo.

“[...] a maior barreira  à comunicação interpessoal  é a tendência  muito natural para julgar, para avaliar, para provar  ou para desaprovar as afirmações  de outra pessoa ou de outro grupo”[2]

Podemos nos perguntar:

 

 

  • Somos egoístas?
  • Somos ciumentos?
  • Temos acessos de raiva?
  • Não somos educados?

Essa entre tantas outras perguntas com certeza na maioria das respostas é SIM!

Muitas vezes cruzamos com um desconhecido, e sentimos uma antipatia sem ao menos o conhecer, vem em  mente a velha frase “Nossos santos não se cruzam”, e por vezes não se cruzam devido aos nossos pensamentos negativos.

Assim como no mesmo exemplo acima depois de certo tempo descobrimos que o tal desconhecido é “gente boa”, “que não é o que parecia!” E nunca percebemos, que foi nosso pré-julgamento e provavelmente nossa antipatia que provocou a reação do outro.

"O que o homem vê depende tanto daquilo que olha como daquilo que sua experiência prévia conceitual o ensinou a ver."[3]

Outras vezes, tornamo-nos antipáticos aos olhos dos outros sem que percebamos, e esses reagem da mesma forma, e não vemos que a antipatia do outro, é reflexo da nossa.

O olhar que temos de nós mesmos, muitas vezes é ilusório, criando dessa forma uma imagem “Boa” só para nós, e dessa forma, não compreendemos a interpretação do outro.

Muito do que pensamos, atrai espíritos simpatizantes, desse modo pode-se dizer que você atrai para si o bem... Ou o mau!

“Cuidar do que pensamos no palco da nossa mente, é cuidar da qualidade de  vida. Cuidar do que sentimos no presente é cuidar do futuro emocional, do quanto seremos felizes, tranquilos e estáveis. A personalidade não é estática. Sua transformação depende da qualidade de arquivamento das experiências ao longo da vida.” [4]

Muitos leitores  podem indagar : “ Mas existem espíritos maus que nos influenciam constantemente”

Bem... Eu poderia responder de que em contra partida também existem espíritos bons que nos influenciam para o bem, mas, vamos nos ater ao que Kardec nos diz:

“[...] se o mal existe, tem uma causa, umas o homem pode evitar e outras  independem de sua vontade[...];Porem , os  mais  numerosos são aqueles  que o homem criou para si , por seus próprios  vícios , aqueles que provem  do seu orgulho, de sua cobiça, de seus excessos em todas as coisas.”[5]

Na questão 754 de “O Livro dos Espíritos”: A crueldade não derivará da  carência de senso moral?
Dize que o senso moral não está desenvolvido, mas não que está ausente; porque ele existe, em princípio, em todos os homens; é esse senso moral que os transforma mais tarde em seres bons e humanos. Ele existe no selvagem como o princípio do aroma no botão de uma flor que ainda não se abriu.”

Sobre essa ótica voltamos ao inicio desse artigo e lembramo-nos da questão 919, onde somente quando termos consciência de quem somos, de como agimos, que poderemos afastar os possíveis inimigos.

O inimigo oculto esta dentro de nós, é nossos pensamentos, nosso modo de agir, e é desse  “inimigo”  que devemos tomar o máximo de cuidado, e só poderemos o afastar, com bons pensamentos, com compreensão e alteridade.

A reforma intima, o policiamento de nossos  atos e pensamentos,  afastam os inimigos encarnados, espirituais... E os ocultos.

"Os únicos demônios neste mundo são os que perambulam em nossos
corações, e é aí que as nossas batalhas devem ser travadas.
” (Mahatma Gandhi)

 

 

Artigo publicado no Jornal “Clarim” em Outubro de 2011

 


[1] Questão 919. Qual o meio prático mais eficaz que tem o homem de se  melhorar nesta vida e de resistir à atração do mal? R. “Um sábio da antiguidade vo-lo disse: Conhece-te a ti mesmo.”

[2] Trecho retirado do texto elaborado por Carl Rogers  em 1951 e apresentado com o titulo “ Comunicação: seu bloqueio e sua facilitação” no Congresso Centenário sobre as Comunicações, na North-Western University.

[3] Kuhn, Thomas S.; A Estrutura das Revoluções Científicas; Editora Perspectiva.

[4] Augusto j.  Cury – Livro “Pais Brilhantes, professores fascinantes”- Editora Sextante;  Rio de Janeiro – RJ

[5] Allan Kardec - Livro “A Gênese”  Capitulo III

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Atividade Noturna do Espírito (Desdobramento)


    Imagem Divulgação/Pixabay
    Por: Aluney Elferr Albuquerque Silva
    FONTE: PORTAL DO ESPÍRITO

    Durante o sono o Espírito desprende-se do corpo; devido aos laços fluídicos estarem mais tênues. A noite é um longo período em que está livre para agir noutro plano de existência. Porém, variam os graus de desprendimento e lucidez. Nem todos se afastam do seu corpo, mas permanecem no ambiente doméstico; temem fazê-lo, sentir-se-iam constrangidos num meio estranho (aparentemente).

    Leia mais...
  • Paz de consciência - O caminho com Jesus




    Imagem Divulgação/Pixabay 
    Por: Rita Ramos Cordeiro
    FONTE: Rita Ramos Cordeiro 

    Muitas vezes passamos por situações que nos exigem tomadas de decisões que nos tiram o sono e a tranquilidade.

    As dúvidas e incertezas tomam conta do coração sem saber qual rumo tomar.

    A insegurança retarda a caminhada não permitindo que sigamos em frente.

    Leia mais...
  • Vida Espírita

     




    FONTE: LIVRO DOS ESPÍRITOS

    VIII – Lembranças da Existência Corpórea
    304. O Espírito se lembra da sua existência corpórea?

    — Sim, tendo vivido muitas vezes como homem, recorda-se do que foi. E te asseguro que, por vezes, ri-se de piedade de si mesmo.

    Comentário de Kardec: Como o homem que, atingindo a idade da razão, ri das suas loucuras da juventude ou das puerilidades da sua infância.

    Leia mais...
  • Tolerância e respeito

     



    Por: Warwick Mota 

    FONTE: GRUPO CHICO XAVIER

    A diversidade religiosa é uma das marcantes características culturais que assinala a humanidade. São milhares de denominações que definem religiões e seitas, reunindo, em todos os pontos da Terra, seguidores de todos os credos.

    Essa pluralidade de crenças, em conjunto com a diversidade étnica, torna as relações entre os povos ainda mais complexas, sendo responsável por inenarráveis conflitos que envolvem o homem desde os primórdios.

    Leia mais...
  • Intolerância religiosa



    Imagem Divulgação/ Pixabay

    FONTE: MOMENTO ESPÍRITA 

    A liberdade de expressão é conquista recente na história da Humanidade.

    Não vão longe os tempos onde expressar o pensamento podia ter como consequência a condenação à morte.

    Déspotas, tiranos, assim como religiões, doutrinas, oprimiram e cercearam a livre expressão do pensamento.

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.

Sobre o instituto



O Instituto Beneficente Chico Xavier foi fundado no dia 04 de Setembro de 2010 na cidade de Itu - SP

O trabalho realizado pelo Instituto Chico Xavier é o de divulgar a Doutrina Espírita pela Internet e redes sociais, realizar Seminários e palestras espírita e também divulgar o livro Espírita, através do Clube do Livro Espírita Emmanuel.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato