fbpx
HomeVídeosDiversosPsicografiasTatiana Madjarof 3ª Psicografia de Tatiana Madjarof
Quarta, 26 Setembro 2012 22:34

3ª Psicografia de Tatiana Madjarof



Descrição fornecida pela mãe Rosana Madjarof : "Esta 3ª mensagem psicografada nós recebemos no dia 09/10/2006, quando estivemos presentes na reunião pública do Centro Espírita "Aurélio Agostinho", em Uberaba -- MG. Por mais uma vez, recebi este presente maravilhoso da minha linda filha Tati pelas mãos do querido médium Celso de Almeida Afonso. Somente quem "perde" um filho sabe avaliar o quão importante são essas mensagens que recebemos de nossos amados filhos que retornaram ao Plano Espiritual antes de nós. Espero que com essas mensagens psicografadas, eu possa ajudar muitas outras mãezinhas, que também têm o coração despedaçado pela ausência de seus filhos queridos."

Transcrição da psicografia:

Pai, mãe.

Para muitos, é inadmissível que um considerado por eles morto possa mesmo se comunicar com os seus.

Destes, muitos são aqueles crentes nos santos que pela terra passaram uniformizados com o corpo que inicia a fatalidade única e certa que é a morte. Para muitos continuam os santos.

E nós, outros, criaturas comuns que deixamos o corpo, e por não termos sidos santificados, terminamos através do desfecho de uma vida orgânica que se abala por este ou outro motivo?

De que maneira crer no céu se a ele não pertence os que amamos?

Para que os santos, se não nos protegem mais, pois morto o corpo nos apagamos da vida?

Papai Jorge! Mamãe Rosana!

E o amor com seus notáveis sentimentos distribuídos em benfazejas, luzes que nos acompanham os melhores passos?

Para que amar? Para que saudade e lágrima se tudo se encerra com a morte física?

Há homens que nem procuram saber porque existem e querem explicar a inexistência de quem perde o corpo.

Não sei a quem possa interessar o que digo, mas vai aí uma opinião que me serve: Amar, mais e mais!

O futuro nos espera com aquilo que temos, com aquilo que sabemos.

Paizão! O Tommy está aqui. Não deixamos um ao outro. Sinto pai, e posso imaginar a sua dor.

Não veja você e a mamãe Rosana, qualquer motivo que possa trazer algum pensamento de que poderiam ter evitado o meu envolvimento naquele acidente.

Os olhos de Deus nos vigiam em todos os lugares, e se meu momento foi aquele cuidemos de nós sem culpar o Criador, ou a nós mesmos pelo que aconteceu. Se me foi necessário, o que posso fazer é aceitar de que nada nos acontece pela vontade de Deus para nos fazer piores.

Se a ciência encontra com medicamentos para diminuir ou nos tirar a dor, imaginemos Deus o que pode fazer por nós, embora a medicação Divina nos contraria, pois foge à nossa vontade.

Deus sabe o que faz!

Nosso desejo, nem sempre é o melhor para nos curar a dor.

Vovó Rosa, beijos vó. A tia Silvinha, a tia Ivete e o vovô Paulo enviam abraços a você.

Não esmoreça vó!

Luciana, minha Lú, você está bem. Quero confessar a você que eu a amo muito. Esteja certa do que digo.

Beijão vó. Dá um beijão no tio Paulo. Não esqueça de dizer a Mari que me lembro de todos.

Papai Jorge, entrega meus beijos à vovó Jacy e ao vovô Eduardo. Você me faz feliz neste momento, aliás, você sempre me fez feliz.

Beijão pai. Fica com Deus.

Patrícia, meu abraço e minha gratidão.

Mãe, confia e prossegue com esta loucura de amar a nós e aos animais. Em nome deles, o Tommy agradece.

Meu carinho a todos.

Tati.

Tatiana Madjarof Bussamra.

MENSAGEM PSICOGRAFADA PELO MÉDIUM CELSO DE ALMEIDA AFONSO, EM REUNIÃO PÚBLICA, NA NOITE DO DIA 10/11/2006, NO CENTRO ESPÍRITA “AURÉLIO AGOSTINHO”, À AV. LUCAS BORGES, 61 – UBERABA – MG.

Esclarecimentos:

  • Rosana e Jorge — Pais;
  • Lú (Luciana) — Irmã;
  • Vovó Rosa — Avó materna;
  • Tio Paulo — Tio materno;
  • Mari (Mariana) — Prima, filha da tia Ivete;
  • Jacy e Eduardo — Avós paternos;
  • Patrícia — Atual mulher do Jorge;
  • Tommy — Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati ganhou do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela;
  • Tia Silvinha — Tia materna, desencarnada em 04/05/1986, aos 19 anos, em acidente automobilístico na Via Anchieta;
  • Tia Ivete — Tia materna, desencarnada em 22/06/2005, aos 44 anos, em decorrência de um câncer;
  • Vovô Paulo — Avô materno, desencarnado em 12/05/1991, aos 57 anos, vítima de infarto.

 

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Incorporação e possessão

     




    Fonte :
    Letra Espírita - Por : Silvio Junior

    Quando se fala em espiritualidade de modo geral, são diversos os temas tratados, onde por vezes alguns assuntos polêmicos dividem crenças e opiniões em relação a isso ou aquilo, no tocante a possíveis fenômenos observáveis através dos chamados “médiuns”, termo este criado por Allan Kardec durante a codificação do Espiritismo para identificar aqueles que serviam como meio de comunicação entre os planos material e espiritual.

    Leia mais...
  • Invigilância: a porta para a obsessão




    A existência dos fatores predisponentes - causas cármicas - facilitam a aproximação dos obsessores, que, entretanto, necessitam descobrir o momento propício da sintonia completa que almejam.

    Leia mais...
  • Suicídio inconsciente




    Fonte:
    Rádio Boa Nova - Por : Maria Izilda Netto

    Incontável o número de pessoas, em dado momento de suas existências, por motivos variados, resolveu que não era interessante continuar a viver.

    Fosse a existência contida nos limites do berço ao túmulo, sem dúvida, o suicídio seria a grande solução para os problemas e dores da Terra.

    Leia mais...
  • A tristeza segundo Deus


    Por: Eduardo Rossatto

    Segundo Paulo de Tarso na sua segunda carta aos Coríntios (7:10), há dois tipos de tristeza: a tristeza segundo Deus e a tristeza segundo o Mundo. A segunda é a lamentação, as queixas e o tédio. Sofrimento inútil que não é sublimado e que se perde na letargia.

    Leia mais...
  • Injustiça e maldade

     

    Por: Eduardo Rossatto

    Nem sempre é fácil testemunhar injustiças e maldade. O mesmo ocorreu com Simão Pedro em um determinado dia, cerca de onze anos após a crucificação do Mestre, como Humberto de Campos (Irmão X) relata no capítulo 23 da obra "Contos desta e doutra vida".

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato