fbpx
HomeInformativoArtigosEspiritismo e a lei do trabalho
Sábado, 19 Outubro 2019 13:30

Espiritismo e a lei do trabalho



Por Demétrius César Rodrigues.

 Parabéns a todos nós trabalhadores da Terra.

O Espiritismo nos esclarece, através da Lei do Trabalho, que o trabalho é essencial para o avanço intelectual e moral dos espíritos encarnados.

No plano físico, o dicionário nos dá este significado para "Trabalho": Aplicação das forças e faculdades humanas para alcançar um determinado fim

No plano espiritual, podemos considerar a aplicaçao das forças e faculdades do espírito para alcançar um determinado fim.

O Livro dos Espíritos nos esclarece sobre a importância do trabalho na nossa evolução:

"674. A necessidade do trabalho é uma lei da Natureza?
R: O trabalho é uma lei da Natureza, e por isso mesmo é uma necessidade. A civilização obriga o homem a trabalhar mais, porque aumenta as suas necessidades e os seus prazeres." O Livro dos Espíritos, p. 674.

Além de uma necessidade, temos no trabalho um meio para impulsionarmos a nossa evolução, pois o trabalho ocasiona a busca constante do aperfeiçoamento intelectual, com isso, chegamos à Lei do Progresso transformando o aperfeiçoamento intelectual em uma ferramenta para buscarmos o aperfeiçoamento moral.


 "676. Por que o trabalho é imposto ao homem?
R: É uma conseqüência da sua natureza corpórea. E uma expiação e ao mesmo tempo um meio de aperfeiçoar a sua inteligência. Sem o trabalho o homem permaneceria na infância intelectual; eis porque ele deve a sua alimentação, a sua segurança e o seu bem-estar ao seu trabalho e à sua atividade. Ao que é de físico franzino. Deus concebeu a inteligência para o compensar; mas há sempre trabalho." O Livro dosEspíritos, p. 676.

Porém, no nosso mundo conhecemos muitos espíritos encarnados que não estão trabalhando, seja em uma atividade profissional, seja no auxílio ao próximo, ou até mesmo, no auxílio de si mesmo. Os motivos para isso são diversos, muitas vezes temos as pessoas que estão passando por expiações aqui na Terra, precisando estar limitados fisicamente, para assim, resgatarem o que é preciso consigo mesmo e as pessoas à sua volta. Mas aquele que se volta à inutilidade física por opção, possivelmente está criando para si um carma que precisará ser resgatado no futuro.

 
"680. Não há homens que estão impossibilitados de trabalhar, seja no que for, e cuja existência é inútil?
R: Deus é justo e só condena aquele cuja existência for voluntariamente inútil, porque esse vive na dependência do trabalho alheio.  Ele quer que cada um se torne útil na proporção de suas faculdades." O Livro dos Espíritos, p. 680

Por fim, em comemoração a este feriado nacional no dia 1º de Maio, vale citar o esclarecimento sobre o repouso necessário do corpo físico para que o espírito consiga exercer atividades de aprimoramento intelectual e até mesmo moral. Seja ao dormir ou acordado, a leitura edificante e a caridade com o próximo são excelentes meios para se evoluir.

 

"682. Sendo o repouso uma necessidade após o trabalho, não é uma lei da natureza?
R: Sem duvida o repouso serve para reparar as forças do corpo. E também necessário para deixar um pouco mais de liberdade à inteligência, que deve elevar-se acima da matéria." O Livro dos Espíritos, p. 682.

 

Bibliografia:
O Livro dos Espíritos de Allan Kardec, perguntas 674 à 685a.

Last modified on Sábado, 19 Outubro 2019 13:30

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Incorporação e possessão

     




    Fonte :
    Letra Espírita - Por : Silvio Junior

    Quando se fala em espiritualidade de modo geral, são diversos os temas tratados, onde por vezes alguns assuntos polêmicos dividem crenças e opiniões em relação a isso ou aquilo, no tocante a possíveis fenômenos observáveis através dos chamados “médiuns”, termo este criado por Allan Kardec durante a codificação do Espiritismo para identificar aqueles que serviam como meio de comunicação entre os planos material e espiritual.

    Leia mais...
  • Invigilância: a porta para a obsessão




    A existência dos fatores predisponentes - causas cármicas - facilitam a aproximação dos obsessores, que, entretanto, necessitam descobrir o momento propício da sintonia completa que almejam.

    Leia mais...
  • Suicídio inconsciente




    Fonte:
    Rádio Boa Nova - Por : Maria Izilda Netto

    Incontável o número de pessoas, em dado momento de suas existências, por motivos variados, resolveu que não era interessante continuar a viver.

    Fosse a existência contida nos limites do berço ao túmulo, sem dúvida, o suicídio seria a grande solução para os problemas e dores da Terra.

    Leia mais...
  • A tristeza segundo Deus


    Por: Eduardo Rossatto

    Segundo Paulo de Tarso na sua segunda carta aos Coríntios (7:10), há dois tipos de tristeza: a tristeza segundo Deus e a tristeza segundo o Mundo. A segunda é a lamentação, as queixas e o tédio. Sofrimento inútil que não é sublimado e que se perde na letargia.

    Leia mais...
  • Injustiça e maldade

     

    Por: Eduardo Rossatto

    Nem sempre é fácil testemunhar injustiças e maldade. O mesmo ocorreu com Simão Pedro em um determinado dia, cerca de onze anos após a crucificação do Mestre, como Humberto de Campos (Irmão X) relata no capítulo 23 da obra "Contos desta e doutra vida".

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato