HomeInformativoArtigosPasses em animais
Sábado, 09 Abril 2016 19:58

Passes em animais



Apliquei um passe na Lana, cachorrinha de minha esposa, raça schnauzer.

Pouco depois ela expirou.

– Também, pudera! – criticou um amigo. – Passe em cachorro é veneno. Não leu a observação de Erasto, em O Livro dos Médiuns? Um homem magnetizou um cão e o pobre animal morreu!

Informação equivocada.

Não, caro leitor, não estou exercitando a petulância de contestar um dos mentores da Codificação, valoroso discípulo de São Paulo.

 

Equivocado estava meu amigo, porquanto Erasto refere-se a alguém que magnetizou um cão com o propósito de servir-se dele para comunicações com os Espíritos, intoxicando magneticamente o pobre animal.

Observemos sua explicação:

… Com efeito, saturando-o de um fluido haurido numa essência superior à essência especial da sua natureza de cão, ele o esmagou, agindo sobre o animal à semelhança do raio, ainda que mais lentamente. Assim, pois, como não há assimilação possível entre o nosso perispírito e o envoltório fluídico dos a n i m a i s , p r o p r i a m e n t e d i t o s , instantaneamente os aniquilaríamos, se os mediunizássemos.

Em se tratando de nossa prezada Lana, o passe apenas a ajudou a desencarnar, porquanto era, digamos, um paciente terminal, vivendo seus últimos momentos na carne.

Isso tem acontecido comigo quando atendo doentes graves. Os confrades até brincam, dizendo que aplico o passe da meia-noite, e que jamais eu seja convocado para esse tipo de ajuda quando estiverem mal de saúde.

Não há nada de assustador, caro leitor. Esse fenômeno é vivenciado por todos os passistas. Ocorre apenas com pacientes terminais que se beneficiam com o passe, sempre acompanhado da oração, no trânsito da morte.

Quanto aos animais, não vejo problema nenhum em aplicar-lhes passes.

Minha experiência tem sido satisfatória nesse particular.

O professor Herculano Pires, que, segundo Chico Xavier, foi quem melhor interpretou Kardec, fala, no livro Mediunidade, Vida e Comunicação, de uma mediunidade zoológica, de médiuns que cuidam de animais enfermos, com tratamentos que incluem o passe magnético.

Destaca o professor:

A assistência mediúnica aos animais é possível e grandemente proveitosa. O animal doente pode ser socorrido por passes e preces e até mesmo com os recursos da água fluidificada.

No livro Conduta Espírita, psicografia de Waldo Vieira, há uma importante observação de André Luiz a respeito do assunto:

No socorro aos animais doentes, usar os recursos terapêuticos possíveis, sem desprezar mesmo aqueles de natureza

mediúnica que aplique a seu próprio favor.

Obviamente podemos incluir o passe magnético dentre esses recursos terapêuticos.

Você já ouvir falar, caro leitor, de pessoas com mão boa para tratar de plantas?

Haverá em suas mãos algum recurso mágico, capaz de fazer vicejar os vegetais? Nada disso, nada que as diferencie quanto à estrutura e

funcionamento.

A diferença está na vibração. São pessoas que gostam das plantas, cuidam bem, conversam com elas…

Assim como os animais, as plantas possuem um princípio espiritual em evolução, sensível às vibrações do

ambiente e de seus cuidadores, atendendo a uma regra básica: quanto mais carinho demonstrarmos por elas, mais viçosas e saudáveis ficarão.

Diz Jesus (Mateus, 25:40):

Em verdade vos digo que quando fizeste a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizeste.

Creio que esse adjetivo é bem mais abrangente do que imaginamos.

Atendendo não apenas os pobres, mas também a todas as expressões da natureza, plantas e animais, abaixo do reino hominal, estaremos servindo a Jesus.

Certamente Francisco de Assis assinaria embaixo.

Por: Richard Simonetti

FONTE: Jornal MOMENTO ESPÍRITA, edição de abril de 2016, do Centro Espírita "Amor e Caridade" (CEAC), de Bauru/SP.

Last modified on Sábado, 09 Abril 2016 19:58

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Entrevista com Rita Ramos Cordeiro

     


    FONTE: ESPIRITUALMENTE

    Nascida em Presidente Prudente/SP e residindo atualmente em Itu/SP, é escritora, articulista, redatora, diretora de divulgação e marketing do Instituto Chico Xavier de Itu e da ASDBNotícias. Também é coordenadora do Clube do Livro Emmanuel, que agrega associados de todo o Brasil.

    Casada e mãe de 01 filho, Rita faz parte do Centro Espírita de Itu e já publicou 03 livros:

    Leia mais ...
  • A naturalidade da morte trágica



    Por: Maria Thereza dos Santos Pereira - FONTE: Letra Espírita

    Quando conversamos com alguém que recentemente perdeu uma pessoa próxima, não raro dizem não esperar pelo falecimento dela, ainda que estivesse doente ou com idade avançada.

    Situações em que acontece a morte trágica, por motivo grave e repentino, principalmente quando o desencarnado possui tenra idade, a surpresa demonstrada pelos entes encarnados é ainda maior, pois manifestam além de tristeza, inconformismo e revolta de maneira muito acentuada.

    Leia mais ...
  • Desdobramento


    Por: Fernanda Oliveira - FONTE: Letra Espírita

    “Embora, durante a vida, o Espírito seja fixado ao corpo pelo perispírito, não é tão escravo, que não possa alongar sua corrente e se transportar ao longe, seja sobre a terra, seja sobre qualquer outro ponto do espaço.” (Allan Kardec, A Gênese, Cap. XIV)

    Leia mais ...
  • Os benefícios da água


    Por: Ricardo de Bernardi - FONTE: A CASA DO ESPIRITISMO

    A água é uma substância orgânica ou possui uma espécie de energia vital?

    A água não é uma substância orgânica, pois não possui a estrutura típica daquelas, também não possui o ciclo vital, - nascer, crescer, reproduzir, morrer. No entanto, é a substância mineral mais fantástica do Planeta, sem a qual não seria possível a vida em nosso orbe, daí dizer-se que a água é um "líquido vital". Dois terços da superfície da Terra são constituídos de água, bem como 70% de nosso corpo. Pelo seu peso molecular, deveria ser gasosa, mas, como cada molécula de água acha-se aderida a outras, por atração eletromagnética, aumenta sua densidade permitindo-se existir na forma líquida em estado natural. Um capricho inteligente da Lei Maior do Universo.

    Leia mais ...
  • Os primeiros sete anos da reencarnação do espírito




    FONTE: LIÇÕES DO ESPÍRITO 

    O período inicial da reencarnação do Espírito é decisivo na formação do seu caráter e da sua personalidade porque, nesse período da primeira infância, o Espírito “é mais acessível às impressões que recebe e que podem auxiliar o seu adiantamento, para o qual devem contribuir os que estão encarregados de educá-lo.”[1]. Os Espíritos Superiores ainda esclarecem, em "O Livro dos Espíritos", à questão 380, que a fase de perturbação que acompanha a encarnação do Espírito não cessa de súbito por ocasião do nascimento, mas que gradualmente se dissipa, com o desenvolvimento dos órgãos.

    Leia mais ...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.

Sobre o instituto



O Instituto Beneficente Chico Xavier foi fundado no dia 04 de Setembro de 2010 na cidade de Itu - SP

O trabalho realizado pelo Instituto Chico Xavier é o de divulgar a Doutrina Espírita pela Internet e redes sociais, realizar Seminários e palestras espírita e também divulgar o livro Espírita, através do Clube do Livro Espírita Emmanuel.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato