fbpx
HomeInformativoNotíciasEspiritismo com bom humor
Domingo, 29 Outubro 2017 14:10

Espiritismo com bom humor




Doutrina codificada pelo francês é a base dos textos para o teatro e as redes sociais

Por: Ana Elizabeth Diniz

Quem disse que não é possível falar de espiritismo sem formalismos e de forma doutrinária? Atores de teatro do Rio de Janeiro acertaram na mão, ganharam a simpatia popular, e desde que entraram para o YouTube, há pouco mais de um ano, já tiveram mais de 5 milhões de acessos.

Eles são os Amigos da Luz: Alex Moczydlower, Carla Guapyassu, Ewerton Oliveira, Fábio de Luca, Fábio Oliviere, Jean Rizo, Loeni Mazzei, Sidney Grillo e Sônia Barbosa, companhia de teatro fundada em 2007, levando para os palcos de todo o país a ideia da comédia como instrumento de divulgação de mensagens edificantes, desde seu primeiro espetáculo, “Morrendo e Aprendendo”.

Luz. Quem explica o nome do grupo é Fábio de Luca, 36, roteirista e diretor do Canal Amigos da Luz. “A razão do nome “luz” não é tão transcendental como parece, surgiu por causa da localidade, Nova Iguaçu, onde morava parte do grupo, no bairro da Luz, no Rio de Janeiro. Éramos um grupo de amigos que viviam de atuar. Em 2007, resolvemos nos juntar para montar uma peça de tema espírita, já que esse era um assunto de interesse comum. Com medo de levar tomates fluidificados na cara logo na estreia, já que a peça não só unia espiritismo e comédia,mas tinha a audácia de ser encenada por homens fazendo tanto os papéis masculinos como os femininos, divulgamos a primeira temporada pelos centros espíritas da região. E deu certo”.

Outras comédias vieram, alguns atores deixaram a companhia, outros chegaram. Mas foi em março de 2015, com o lançamento dos vídeos de humor e espiritismo no YouTube, que a ideia alcançou milhares de pessoas e atravessou fronteiras, geográficas e do preconceito. Os vídeos, pelo grande poder de disseminação, acabaram alavancando também as peças teatrais. Hoje a trupe tem agenda cheia por todo o país, e os vídeos já tiveram mais de 5 milhões de acessos.

“Acredito que o humor inserido na temática espírita propiciou que a mensagem da doutrina de Allan Kardec pudesse alcançar o cotidiano das pessoas. O que se vê na internet sobre o assunto são palestras muito longas, que consomem uma hora da vida de quem se propõe a assisti-las. Havia uma demanda por vídeos mais curtos. A média de duração dos nossos vídeos é de cinco minutos, e eles são de fácil assimilação. A mensagem é rápida e direta. Eles dão uma palhinha sobre assuntos complexos como a obsessão, por exemplo, ligando o tema a fatos do cotidiano, e atraem o público mais jovem”, comenta o roteirista.

Frequência. Toda sexta-feira tem lançamento de vídeo. Já são mais de 40. “Quando começamos, tínhamos a ideia de seguir a ordem dos assuntos de “O Livro dos Espíritos”, tanto que o primeiro episódio, e até hoje um dos mais acessados foi “Que é Deus?”. Mas, aos poucos, sentimos necessidade de falar sobre outras coisas, algumas atuais, e resolvemos eleger os temas aleatoriamente. Fazemos reuniões, conversamos sobre o que cada um tem vivenciado, outras vezes, alguém liga para mim e sugere um tema”, comenta Fábio.

O grupo já abordou a caridade, a vaidade, o orgulho, como a prece influencia o cotidiano, trechos do Evangelho, o apego, e, mais recentemente, lançaram o “Uber-sessor”, fazendo analogia com o aplicativo de táxi.

“A proposta é passar mensagens da doutrina de Kardec e despertar a curiosidade. Estamos felizes, pois ficamos sabendo que alguns palestrantes estão usando nossos vídeos. Por outro lado, é uma responsabilidade muito grande. Por isso, somos bem cuidadosos com o embasamento doutrinário”, diz o roteirista.

Com tantas mudanças acontecendo, os Amigos da Luz criaram neste ano o projeto Encontro ao Vivo Semanal, um bate-papo que acontece às segundas-feiras, às 20h, no YouTube. E ainda uma webserie, uma história única em capítulos sequenciais. “Recebemos proposta de uma produtora de Fortaleza para desenvolver o roteiro de um longa-metragem sobre comédia espírita. Estamos na fase de roteiro”, finaliza Fábio.

Única atriz não espírita confessa ter medo de espíritos

A atriz Sônia Barbosa, 50, é uma das atrizes dos Amigos da Luz e a única declaradamente não espírita. “Quando criança, eu via coisas, tipo um homem dentro do meu quarto, chorava, gritava. Quando contava para minha mãe, ela não me compreendia, me xingava”, relembra.

Aos 20 anos, ela resolveu dar um basta e foi a um centro espírita pedir ajuda. O sujeito disse que ela não veria mais aquelas coisas. E não viu mais. Ainda tem medo, mas, depois que sua mãe morreu, ela se sente mais em paz. “Sei que ela está lá e não vai deixar nada acontecer comigo”, crê.

A atriz acredita em Deus, em todas as religiões e naquilo que elas professam. “Todas são maravilhosas naquilo que ensinam, mas, mesmo participando de um canal espírita, não me tornei uma. Mas, sem dúvida alguma, com as mensagens tenho aprendido a lidar melhor com a vida, com o ser humano, pois elas têm a proposta de tornar as pessoas melhores, é isso que a gente busca”, conclui.

Temos alguns videos deles aqui em nosso site, clique aqui para ver.

FONTE:  O TEMPO

Last modified on Domingo, 29 Outubro 2017 14:12

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Incorporação e possessão

     




    Fonte :
    Letra Espírita - Por : Silvio Junior

    Quando se fala em espiritualidade de modo geral, são diversos os temas tratados, onde por vezes alguns assuntos polêmicos dividem crenças e opiniões em relação a isso ou aquilo, no tocante a possíveis fenômenos observáveis através dos chamados “médiuns”, termo este criado por Allan Kardec durante a codificação do Espiritismo para identificar aqueles que serviam como meio de comunicação entre os planos material e espiritual.

    Leia mais...
  • Invigilância: a porta para a obsessão




    A existência dos fatores predisponentes - causas cármicas - facilitam a aproximação dos obsessores, que, entretanto, necessitam descobrir o momento propício da sintonia completa que almejam.

    Leia mais...
  • Suicídio inconsciente




    Fonte:
    Rádio Boa Nova - Por : Maria Izilda Netto

    Incontável o número de pessoas, em dado momento de suas existências, por motivos variados, resolveu que não era interessante continuar a viver.

    Fosse a existência contida nos limites do berço ao túmulo, sem dúvida, o suicídio seria a grande solução para os problemas e dores da Terra.

    Leia mais...
  • A tristeza segundo Deus


    Por: Eduardo Rossatto

    Segundo Paulo de Tarso na sua segunda carta aos Coríntios (7:10), há dois tipos de tristeza: a tristeza segundo Deus e a tristeza segundo o Mundo. A segunda é a lamentação, as queixas e o tédio. Sofrimento inútil que não é sublimado e que se perde na letargia.

    Leia mais...
  • Injustiça e maldade

     

    Por: Eduardo Rossatto

    Nem sempre é fácil testemunhar injustiças e maldade. O mesmo ocorreu com Simão Pedro em um determinado dia, cerca de onze anos após a crucificação do Mestre, como Humberto de Campos (Irmão X) relata no capítulo 23 da obra "Contos desta e doutra vida".

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato