HomeInformativoPais e filhosA família, o jovem e a Doutrina Espírita
Domingo, 20 Mai 2018 00:59

A família, o jovem e a Doutrina Espírita

 


FONTE: CORREIO ESPÍRITA - Por: Fátima Moura

Li uma frase do psiquiatra, educador e escritor Içami Tiba, recentemente desencarnado, que diz: “a família é, sempre foi, e continuará sendo o principal núcleo afetivo de qualquer ser humano”.

É na família que se constroem valores, que se aprende sobre convivência, que recebemos as primeiras noções de sociabilidade, sendo os pais os nossos primeiros educadores.

É a família uma representação em escala menor da sociedade, de um modo geral. Se não aprendermos a administrar nossos conflitos no seio familiar, dificilmente o faremos em nossos relacionamentos interpessoais. E isso é fato.

 

Quando lecionava para jovens e adolescentes, tanto em escolas públicas quanto privadas, muitos conflitos que desembocavam na escola tinham sua origem em famílias mal estruturadas, que infelizmente evitavam colaborar com a Instituição, a fim de tratar o problema em suas raízes.

Se alguns pais eram chamados à escola, alegavam estar muito chateados com o fato, pois reconheciam seu filho vítima de intolerância por parte dos professores. Nas reuniões, o número de faltosos excedia a média e estavam sempre alegando estar muito atarefados, sem tempo para se ocupar com os problemas surgidos na escola, pedindo que eles fossem resolvidos dentro da comunidade escolar.

Filhos de pais desatenciosos são, por sua vez, eternos rebeldes sem causa. Desajustados, violentos e barulhentos por natureza, necessitam maior atenção e cuidado de mestres e educadores, sendo sempre classificados como “alunos problema”.

Para nós, que estudamos a Doutrina Espírita, a família se apresenta sobre duas concepções distintas: a família física, constituída por laços consanguíneos, mas nem sempre afins, e a família espiritual, formada pelos espíritos que já estiveram ligados a nós, pais, filhos, companheiros, que remontam de encarnações passadas.

É da responsabilidade dos pais cuidar e preparar os filhos para uma vida saudável em sociedade mas, o que percebemos é que muitos pais não oferecem aos filhos, nenhum contato com a religiosidade. Preferem que cresçam, se tornem adultos e só aí escolham o melhor caminho a seguir, o que se torna um grande erro de perspectiva familiar.

Felizmente para nós, estudantes da Doutrina Espírita, muitos jovens estão procurando no evangelho de Kardec a resposta para seus questionamentos e isso é um sinal de que esses espíritos que estão chegando à Terra estão sequiosos de novas e urgentes descobertas.

Durante muitos anos atuei como evangelizadora de jovens e, para que eles se sentissem mais integrados à Casa Espírita, criamos um grupo de teatro, um grupo de música e a oportunidade de passeios semestrais, que sabíamos agradar demais o grupo de mocidade.

Em um dia que já se perde no tempo, ouvi de um dirigente de mocidade que tudo aquilo era apenas um atrativo e que ele duvidava de sua validade. Respondi ao companheiro que não importava se o jovem viesse à Casa Espírita, a princípio, por causa dessas atividades, mas que se integrasse ao estudo sério da Doutrina era o que nós queríamos. Acreditávamos que os passeios, a música, o teatro e atividades sociais, tal como arrecadação de alimentos e auxílio na evangelização nas comunidades carentes, atuavam como auxiliares e estimuladores de sua participação entre seus companheiros de ideal, e era isso que realmente fazia a diferença.

Acredito que o jovem da atualidade está buscando a cada dia melhor entendimento espiritual e, se obtiver a resposta de questões básicas como “quem somos”, “de onde viemos” e “para onde vamos”, terá a oportunidade de avaliar melhor suas ações e a repercussão delas em sua vida, e a família tem um papel preponderante em todas essas escolhas.

Last modified on Domingo, 20 Mai 2018 01:00

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Entrevista com Rita Ramos Cordeiro

     


    FONTE: ESPIRITUALMENTE

    Nascida em Presidente Prudente/SP e residindo atualmente em Itu/SP, é escritora, articulista, redatora, diretora de divulgação e marketing do Instituto Chico Xavier de Itu e da ASDBNotícias. Também é coordenadora do Clube do Livro Emmanuel, que agrega associados de todo o Brasil.

    Casada e mãe de 01 filho, Rita faz parte do Centro Espírita de Itu e já publicou 03 livros:

    Leia mais ...
  • A naturalidade da morte trágica



    Por: Maria Thereza dos Santos Pereira - FONTE: Letra Espírita

    Quando conversamos com alguém que recentemente perdeu uma pessoa próxima, não raro dizem não esperar pelo falecimento dela, ainda que estivesse doente ou com idade avançada.

    Situações em que acontece a morte trágica, por motivo grave e repentino, principalmente quando o desencarnado possui tenra idade, a surpresa demonstrada pelos entes encarnados é ainda maior, pois manifestam além de tristeza, inconformismo e revolta de maneira muito acentuada.

    Leia mais ...
  • Desdobramento


    Por: Fernanda Oliveira - FONTE: Letra Espírita

    “Embora, durante a vida, o Espírito seja fixado ao corpo pelo perispírito, não é tão escravo, que não possa alongar sua corrente e se transportar ao longe, seja sobre a terra, seja sobre qualquer outro ponto do espaço.” (Allan Kardec, A Gênese, Cap. XIV)

    Leia mais ...
  • Os benefícios da água


    Por: Ricardo de Bernardi - FONTE: A CASA DO ESPIRITISMO

    A água é uma substância orgânica ou possui uma espécie de energia vital?

    A água não é uma substância orgânica, pois não possui a estrutura típica daquelas, também não possui o ciclo vital, - nascer, crescer, reproduzir, morrer. No entanto, é a substância mineral mais fantástica do Planeta, sem a qual não seria possível a vida em nosso orbe, daí dizer-se que a água é um "líquido vital". Dois terços da superfície da Terra são constituídos de água, bem como 70% de nosso corpo. Pelo seu peso molecular, deveria ser gasosa, mas, como cada molécula de água acha-se aderida a outras, por atração eletromagnética, aumenta sua densidade permitindo-se existir na forma líquida em estado natural. Um capricho inteligente da Lei Maior do Universo.

    Leia mais ...
  • Os primeiros sete anos da reencarnação do espírito




    FONTE: LIÇÕES DO ESPÍRITO 

    O período inicial da reencarnação do Espírito é decisivo na formação do seu caráter e da sua personalidade porque, nesse período da primeira infância, o Espírito “é mais acessível às impressões que recebe e que podem auxiliar o seu adiantamento, para o qual devem contribuir os que estão encarregados de educá-lo.”[1]. Os Espíritos Superiores ainda esclarecem, em "O Livro dos Espíritos", à questão 380, que a fase de perturbação que acompanha a encarnação do Espírito não cessa de súbito por ocasião do nascimento, mas que gradualmente se dissipa, com o desenvolvimento dos órgãos.

    Leia mais ...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.

Sobre o instituto



O Instituto Beneficente Chico Xavier foi fundado no dia 04 de Setembro de 2010 na cidade de Itu - SP

O trabalho realizado pelo Instituto Chico Xavier é o de divulgar a Doutrina Espírita pela Internet e redes sociais, realizar Seminários e palestras espírita e também divulgar o livro Espírita, através do Clube do Livro Espírita Emmanuel.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato