fbpx
HomeInformativoArtigosA Vida vale a pena – a Violência não
Sábado, 22 Setembro 2018 23:43

A Vida vale a pena – a Violência não

 



FONTE: KARDEC RIO PIETRO - Vania Mugnato de Vasconcelos

Para a pessoa que acredita em Deus pelos conceitos do cristianismo, o delito contra a vida própria ou de outrem, é igualmente crime contra as leis divinas e deve ser evitado – “não matarás”!

 

Sabemos que, conforme o censo 2010 do IBGE, no Brasil existem 86,6% de cristãos, o que faz presumir que 86,6% das pessoas cristãs também rejeitam o crime de morte – assassínio – e o suicídio. Será mesmo?

Segundo a Doutrina Espírita, tirar a vida é interromper a expiação ou missão dessa pessoa, sendo este um grande mal, pois cada um tem objetivos existenciais a cumprir que serão descontinuados ao se justiçar outrem por suas próprias mãos, ou eliminar a si mesmo.

Deus é justo e conhece todas as coisas, sabe a intenção recôndita de cada ato humano, pesando no julgamento da culpabilidade mais a intenção que a ação. Significa que não é apenas o ato que importa, havendo culpados aos olhos de Deus que são inocentes para os homens e vice-versa. E é importante lembrar que a lei de Deus é espiritual, as leis dos homens são materiais, uma não derroga a outra.

O homem é culpado quando comete crime contra outra pessoa e ,a não ser em caso de legítima defesa, não se justifica que ele viole o direito à existência de ninguém. Ainda assim, é imperativo que, sendo possível preservar a própria vida sem atentar contra a de quem agride, é o que se deve fazer.

Se em situação como a mencionada, de legítima defesa, é absolvido espiritualmente aquele que se defendeu, em outras situações não ocorrerá igual. Quanto menos se é constrangido pela força, mais responsável será o homem, especialmente quando agir com crueldade na realização de seus atos.

Também o suicídio deve ser rejeitado, o valor da vida independe de quem a pessoa é. Todas as experiências carnais geram aprendizado, entendimento, alteração de conduta e, ainda que inaplicado por imaturidade ou rebeldia, o que foi aprendido será utilizado um dia.

Para o Espiritismo a existência é oportunidade importantíssima que não deve ser desperdiçada. Vivendo um dia de cada vez, superaremos uma vida inteira sem precisar matar nem nos matar. Não quer dizer que seja simples ou fácil, mas que nosso esforço em prol da vida e da paz não será desvalorizado: todo vitorioso passou antes pelos sacrifícios pessoais que o transformaram na pessoa que venceu.

Vania Mugnato de Vasconcelos

Last modified on Sábado, 22 Setembro 2018 23:43

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Psicoses: Esquizofrenia e Reencarnação




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Rafaela Paes

    As psicoses, de um modo geral, são conceituadas como um estado mental em que o paciente acaba perdendo seu contato com a realidade, passando a apresentar comportamentos antissociais (REDAÇÃO, 201?, on-line).

    Leia mais...
  • A maior caridade que se faz ao Espiritismo é a mudança no comportamento.

     




    Por:
    Wellington Balbo - Imagem: Pixabay

    Um amigo me contou a história de dona Margarida, que por conta de uma razão qualquer um dia chegou à casa espírita.

    Encantou-se. Meteu a cara nos livros e arregaçou as mangas do coração.

    Leia mais...
  • Obsessores: Como perceber sua presença




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Silvio Cardoso

    A Doutrina Espírita, se apresenta de forma diferente de muitas manifestações científicas, filosóficas ou religiosas pelo fato de ter na sua origem, estudos de fenômenos que não são propriamente o principal objetivo deste movimento centrado na moral cristã, mas que tem seu papel fundamental por meio de estudo, trazer esclarecimento e através do avanço intelectual alavancar o avanço da moralidade dos seres habitantes do nosso planeta. Dentre estes fenômenos ditos espirituais, vale destacar o processo de obsessão, conhecido por causar influência comportamental perceptível ou não ao obsidiado dependendo do grau em que aconteça.

    Leia mais...
  • Modernas Formas de Violência




    Por: Rafael Siqueira

    Já passou o tempo em que a violência era representada pela agressão física. Hoje contabilizam-se formas modernas, sutis e igualmente graves de violência, como aquela que resulta de postagens e compartilhamento de postagens falsas nas redes sociais.

    Leia mais...
  • Deus usa o tempo...




    Por: Vania Mugnato de Vasconcelos

    Temos pressa. Pressa de viver, de ser felizes, de ficar bem de vida. Desejamos que o final de semana chegue veloz, assim como as próximas férias e com elas todas as promessas de descanso e alegria. E sentimos pressa de receber promoção, aumento de salário, reconhecimento. Vivemos certa agonia quando o tempo rasteja aos nossos olhos, demorando a nos servir naquilo que necessitamos, que desejamos.

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato