fbpx
HomeInformativoNotíciasSimonetti retorna à pátria espiritual
Sábado, 20 Outubro 2018 20:33

Simonetti retorna à pátria espiritual


FONTE: CORREIO ESPÍRITA

O jornal Correio Espírita, leva aos corações de seus leitores a notícia do retorno ao mundo espiritual de seu articulista e grande colaborador, que com seus artigos deixaram para nós grandes ensinamentos.

 

Simonetti, desencarnou aos 82 anos pela manhã do dia 3 de outubro, na mesma cidade onde nasceu em 10 de outubro de 1935 Bauru/SP. Richard estava internado no Hospital da Unimed, em tratamento contra o câncer. O velório aconteceu no salão nobre 2 do Centro Velatório Terra Branca, na quadra 5 da rua Gerson França, no Centro da cidade. O sepultamento ocorreu às 9h desta quinta-feira (4), no Cemitério Jardim Ypê, em Bauru.

Deixou uma monumental obra de 65 livros editados, sendo o último “O melhor é viver” com lançamento há cerca de 30 dias.

Foi funcionário do Banco do Brasil de 1956 a 1986, quando se aposentou. Passou, então, a dedicar-se inteiramente às atividades espíritas, particularmente no Centro Espírita Amor e Caridade, ao qual está ligado desde a infância.

O CEAC destaca-se pelo expressivo trabalho que desenvolve no campo social, envolvendo albergue, centro de triagem de migrantes, atendimento à população de rua, creche, assistência familiar, cursos profissionalizantes. A Instituição beneficia perto de vinte e cinco mil pessoas, anualmente.

De família italiana, seu pai Francisco, o saudoso Chico Simonetti foi dedicado e conhecido enfermeiro que trabalhou muitos anos com os doutores Alípio dos Santos e João Braulio Ferraz, conceituados médicos bauruenses.

Foi casado com Tânia Regina Simonetti, deixou filhos Graziela, Alexandre, Carolina e Giovana, deixou netos.

Expoente na fala e na escrita, percorreu todos os Estados brasileiros, em centenas de cidades bem como em outros países com um único objetivo, divulgar a Doutrina Espírita.

Foi um dos pais do círculo de livros criado em 1973, que resultou em aumento expressivo na venda de livros espiritas. Incansável trabalhador para a construção do edifício sede da USE.

Foi também articulista na Folha Espirita, Reformador, Revista Internacional de Espiritismo.

Receba nosso fraternal muito obrigado por tudo desejando a toda família do nosso já saudoso escritor votos de muita força, paz e luz!

Last modified on Sábado, 20 Outubro 2018 20:41

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Incorporação e possessão

     




    Fonte :
    Letra Espírita - Por : Silvio Junior

    Quando se fala em espiritualidade de modo geral, são diversos os temas tratados, onde por vezes alguns assuntos polêmicos dividem crenças e opiniões em relação a isso ou aquilo, no tocante a possíveis fenômenos observáveis através dos chamados “médiuns”, termo este criado por Allan Kardec durante a codificação do Espiritismo para identificar aqueles que serviam como meio de comunicação entre os planos material e espiritual.

    Leia mais...
  • Invigilância: a porta para a obsessão




    A existência dos fatores predisponentes - causas cármicas - facilitam a aproximação dos obsessores, que, entretanto, necessitam descobrir o momento propício da sintonia completa que almejam.

    Leia mais...
  • Suicídio inconsciente




    Fonte:
    Rádio Boa Nova - Por : Maria Izilda Netto

    Incontável o número de pessoas, em dado momento de suas existências, por motivos variados, resolveu que não era interessante continuar a viver.

    Fosse a existência contida nos limites do berço ao túmulo, sem dúvida, o suicídio seria a grande solução para os problemas e dores da Terra.

    Leia mais...
  • A tristeza segundo Deus


    Por: Eduardo Rossatto

    Segundo Paulo de Tarso na sua segunda carta aos Coríntios (7:10), há dois tipos de tristeza: a tristeza segundo Deus e a tristeza segundo o Mundo. A segunda é a lamentação, as queixas e o tédio. Sofrimento inútil que não é sublimado e que se perde na letargia.

    Leia mais...
  • Injustiça e maldade

     

    Por: Eduardo Rossatto

    Nem sempre é fácil testemunhar injustiças e maldade. O mesmo ocorreu com Simão Pedro em um determinado dia, cerca de onze anos após a crucificação do Mestre, como Humberto de Campos (Irmão X) relata no capítulo 23 da obra "Contos desta e doutra vida".

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato