fbpx
HomeInformativoArtigosPor que Deus permite o sofrimento?
Sábado, 21 Março 2020 19:37

Por que Deus permite o sofrimento?




Imagem: Pixabay
Por: Eduardo Rossatto

Aos olhos físicos, tudo é sofrimento. Para alguns, castigo de Deus; para outros, um grande enigma. Afinal, por que Deus permite o sofrimento, a fome, tragédias e doenças?

Mas a nossa cegueira espiritual não consegue enxergar além da matéria, razão pela qual os homens questionam a Espiritualidade Superior. Allan Kardec também questionou, a fim de esclarecimentos, e a resposta do benfeitor na questão 123 do "Livro dos Espíritos" foi a seguinte: "Como ousa pedir contas a Deus de seus atos?"

Pois Deus sabe o que faz. Assim como soube muito bem quando permitiu que aquela mulher reencarnasse sem poder gerar um filho, de forma a conscientizá-la de alguma falta anterior, aborto ou a negligência de seus filhos em existências pretéritas.

Ele também agiu corretamente quando aceitou o pedido pessoal de Chico Xavier, antes de encarnar, para que nascesse "feio, desagradável aos olhos femininos" para que a beleza não lhe fosse uma tentação ou distração que pudesse comprometer a sua missão.

Se tudo tem uma razão de ser, então essa razão vem de Deus, que permite flagelos destruidores, calamidades ambientais, para que a humanidade avance mais depressa, forçando o progresso dos povos atingidos. Foi preciso, por exemplo, o incêndio no Joelma para as autoridades criar a lei de obrigatoriedade do uso de extintores e de escadas de incêndio.

Se Deus permitiu a morte de uma criança, os pais devem se conformar. A morte prematura é sempre o cumprimento de tempo de vida que faltava, talvez devido ao suicídio, ou então para despertar nos pais dessa criança o interesse pelos propósitos nobres da vida. O sofrimento de perder um filho sempre desencadeia mudanças significativas em termos de evolução espiritual.
Deus também sabe porque a chuva cai, ainda que pelo descaso dos homens, possa alagar e causar estragos. Mas é a chuva que limpa a atmosfera de miasmas, preenche os reservatórios de água e irriga as plantações.

Nós podemos não ver utilidade da dor, mas é preciso se elevar e enxergar tudo sob a perspectiva do Alto. Não foi à toa que o espírito reencarna sem se lembrar de suas vidas passadas. Já imaginou se ele pudesse se lembrar de todo o mal que cometeu? Como lidaria com as pessoas que hoje convive, mas que ontem fora o responsável por tanto sofrimento?

Como entender o drama da médium Yvonne do Amaral Pereira, sem questionar a Deus se ele sabia do quanto Yvonne sofreria na presente encarnação: pobre, morando de favor, solitária? Será que foi uma maneira que ela própria achou, apoiada por Deus, para assim valorizar o que ela desprezou em sua encarnação anterior, quando feliz e com filhos, desprezou a felicidade que possuía e se suicidou no Rio Tejo?

Deus sabe o que faz. Para nós, ainda tão pequenos, é difícil compreender. Mas é preciso enxergar com os olhos espirituais, pois as aparências sob o olhar físico enganam.

Tudo tem uma razão de ser. E se Deus é justo, a razão do sofrimento haverá de ser igualmente justa.

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Pensamentos, sentimentos, alimentação e energias



    Imagem:
    Pixabay
    Por : Ricardo Di Bernardi

    Toda energia cósmica absorvida, seja ela por qual fonte tenha sido veiculada até chegar a nós, se transforma e se, adapta a nossa estrutura, ou seja, passará após essa transformação e adaptação, a fazer parte de nossa energia pessoal, e contribuir para a nossa aura.

    Leia mais...
  • A caminho de Emaús



    Imagem:
    Pixabay
    Por: Eduardo Rossatto

    Após o desencarne de Jesus, Lucas nos conta em 24:16, que dois discípulos estavam com a fé abalada e se afastaram de Jerusalém, isto é, se afastaram dos ensinamentos de Jesus, a caminho de Emaús, uma pequena aldeia, quando um estranho se aproximou e tentou consolar os dois jovens reafirmando que Deus não havia abandonado os cristãos. Este amigo oculto, Jesus, passou despercebido pelos discípulos, simbolizando a cegueira dos homens que não enxergam o auxílio da Providência.

    Leia mais...
  • Descobertas e transformações




    Imagem:
    Pixabay
    Por: Orson Peter Carrara

    Nada criamos. Tudo descobrimos ou transformamos. Aprendemos a descobrir as leis da natureza, extraímos a madeira das árvores, descobrimos os alimentos nas plantas e nos animais. Gradativamente fomos desenvolvendo a inteligência, produzindo ferramentas, equipamentos, utensílios e materiais que nos atendessem as exigências ou necessidades de conforto, proteção, locomoção, etc., Com isso, fazendo as transformações dos elementos naturais disponíveis ou gradativamente descobertos – principalmente pela observação, pela pesquisa ou pela mera exploração – chegamos ao atual estágio de uso de tudo que produzimos, transformando os elementos naturais que fomos descobrindo, entendendo seu mecanismo ou disciplinando seu uso.

    Leia mais...
  • Psicoses: Esquizofrenia e Reencarnação




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Rafaela Paes

    As psicoses, de um modo geral, são conceituadas como um estado mental em que o paciente acaba perdendo seu contato com a realidade, passando a apresentar comportamentos antissociais (REDAÇÃO, 201?, on-line).

    Leia mais...
  • A maior caridade que se faz ao Espiritismo é a mudança no comportamento.

     




    Por:
    Wellington Balbo - Imagem: Pixabay

    Um amigo me contou a história de dona Margarida, que por conta de uma razão qualquer um dia chegou à casa espírita.

    Encantou-se. Meteu a cara nos livros e arregaçou as mangas do coração.

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato