fbpx
HomeInformativoArtigosO último retrato...
Sábado, 03 Abril 2021 14:38

O último retrato...

 




Fonte:
Momento Espírita 

Desde a chegada da pandemia vivemos em sobressalto. Hoje nos chegam as notícias de um amigo, abraçado por ela e em estado crítico, no hospital.

Ontem, foram as notas breves nos informando de familiares distantes contaminados, que a morte levou, num tempo quase recorde.

Não pudemos comparecer para lhes ofertar algumas flores, ou ensaiar um último adeus.

A cada notícia televisiva ou radiofônica, detalhando as milhares de mortes e de contaminados, corremos a verificar se nosso amor mais próximo está bem, se nossos filhos estão bem, nossos netos, nossos primos...

Preocupamo-nos com nossos pais e avós, de idades avançadas, cuja fragilidade os torna os preferidos dessa pandemia, que parece se eternizar.

Quando chega a notícia de alguém querido, alguém mais próximo da nossa afetividade que se foi, quantas vezes nos surpreendemos pensando: E nem me despedi direito da última vez... Se eu soubesse que ele morreria...

Pensemos que com pandemia ou sem ela, todos os que nos encontramos na Terra estamos com o bilhete de volta no bolso. Uns o temos para logo mais, outros para daqui há semanas, meses, anos.

Mas, conforme assinalou Jesus, essa data, somente o Pai Celestial tem conhecimento.

Por isso, se não temos o hábito, vamos criá-lo: o hábito de nos despedirmos com carinho, amor, toda vez que alguém sair para o trabalho, para as compras, para qualquer compromisso que lhe exija a presença.

Os que estamos no mesmo lar, abracemo-nos, estreitemo-nos, sintamos o coração bater sincronizado com o nosso próprio compasso cardíaco.

E digamos Até logo, tchau.

Depois, o acompanhemos com o olhar até o portão, até a saída.

Se estiver a pé, vejamo-lo voltar-se antes de tomar a rua e acenar, mais uma vez.

Se utilizar veículo próprio, vejamo-lo entrar no carro, colocar o cinto de segurança, ajustar o espelho retrovisor.

Acompanhemos cada gesto. Detenhamo-nos à porta para observar.

Quando, finalmente, ele ligar o motor e nos olhar outra vez, acenando, acenaremos também.

Jogaremos beijos, sorriremos, utilizaremos as duas mãos e gritaremos uma vez mais: Tchau, até logo...

Façamos isso a cada saída de alguém, mesmo que esteja indo simplesmente comprar pão, ali na esquina.

Se, eventualmente, esse for o último Até logo, teremos muitas fotos registradas na alma para recordar: Ele sorriu para mim...

Ele tornou a acenar, depois de fechado o portão, já na rua...

Ele entrou no carro, mas resolveu entrar de novo e disse tchau outra vez...

Tenhamos em mente: a vida na Terra é impermanente. Deixemo-nos ficar na porta, na janela, acenando um tanto mais, até a pessoa desaparecer na curva da estrada, ou no final da rua, dobrando a esquina.

Não tenhamos pressa. A pandemia nos está ensinando que devemos mais e mais saborear a vida familiar.

Que devemos prezar amigos, colegas, conhecidos. Que devemos valorizar a presença do outro.

Saibamos nos despedir, demoradamente. Poderá ser o último retrato do amor que partirá logo mais...

Que não venhamos a nos arrepender de não ter abraçado, beijado, aconchegado.

O logo mais somente Deus o sabe.

Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita.
Em 22.3.2021.

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Prossiga


    Por: Orson carrara

    Sim, é um comando expressivo, imperativo, necessário para todos. Tenho usado uma expressão no final de minhas palestras, quando a temática permitida. Na verdade, falo antes para mim mesmo e partilho com os ouvintes.

    Para superar, vencer traumas, manter a vitalidade, abrir caminhos e enxergar além das aparências difíceis, é preciso prosseguir. E sempre acrescento: prossigamos, pois que me incluo.

    Read more...
  • Temos data e hora certa para desencarnar?


    Fonte: Grupo Alan  Kardec 

    Quando encarnamos, recebemos uma carga de fluido vital (fluido da vida).

    Quando este fluido acaba, morremos. Somos como a pilha que com o tempo vai descarregando.

    Chegamos ao ponto que os remédios já não fazem mais efeito. Daí não resta outra alternativa senão trocar de “roupa” e voltar para a escola planetária.

    Read more...
  • O que é espírito "completista"

    Por: Fernando Rossit

    No livro “Missionários da Luz”, do espírito André Luiz, encontramos a explicação do que seja um espírito completista.

    Manassés, atendendo à curiosidade de André Luiz, explicou que “completista” é o título que designa os raros irmãos que aproveitam todas as oportunidades construtivas que o corpo terrestre lhes oferece. Esses casos, embora raros, existem. Passam, freqüentemente, para o plano espiritual, pessoas anônimas, sem fichas de propaganda terrestre, mas com imenso lastro de espiritualidade superior.

    Read more...
  • O inteligente e o sábio

     




    Por:
    Wellington Balbo - Imagem: Pixabay

    João e Marcos eram dois irmãos detentores de grande capacidade intelectual.

    Read more...
  • Renovando a esperança

     




    Fonte:
    Feig - Por: Adriana Souza

    Estamos vivenciando um momento conturbado em nosso orbe terrestre. Diríamos que estamos atravessando a noite escura dos valores morais. Há tempos não precisamos mais abrir um jornal ou ligar a TV para vislumbrarmos cenas de violência, conflitos de toda ordem, contendas inúteis que refletem o egoísmo, o orgulho, a indiferença e o desamor.

    Read more...

Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro



Conheça nosso clube do livro.


Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato