fbpx
HomeInformativoArtigosPadre Zezinho
Quarta, 25 Janeiro 2012 14:53

Padre Zezinho

– Orson Peter Carrara

Sou um grande admirador da música de Pe. Zezinho. Sua sensibilidade na valorização dos seres humanos, sua abordagem sempre direcionada para as virtudes fazem-no credor de nossa admiração e respeito. Em seu bem elaborado site  http://www.padrezezinhoscj.com, é possível encontrar sua biografia, mensagens, livros e músicas de seu fabuloso repertório musical que exalta a fé e o bem.

Suas músicas, especialmente a Oração da Família e outra cujo nome escapa-me a memória, mas cuja letra exalta o amor de Jesus pela Humanidade, falam bem da sensibilidade e da espiritualidade do nobre sacerdote. Adquiri um de seus CDs, que tenho ouvido com grande prazer. Ainda não li nenhum de seus livros, mas pretendo fazê-lo assim que possível. Em uma de minhas palestras, incluí música dele – que coloco para o público –, pois a linda mensagem identifica-se com o tema que apresento.

É que entendemos que cada pessoa deste planeta tem algo a oferecer, não importa sua crença, sua raça, sua cor, sua nacionalidade. Todos temos algo a oferecer. E é importante destacar um trabalho bem feito, uma dedicação como esta a que nos referimos.

De sua biografia, encontrada no site acima citado, transcrevemos: “José Fernandes de Oliveira, o Pe. Zezinho, começou a compor em 1964 e seu projeto inicial era de fazer apenas algumas canções para a sua paróquia. Depois de 35 anos cantando ele se vê autor de 1.500 canções para a igreja do mundo inteiro, traduzidas em cinco línguas e divulgadas em 40 países. Já gravou mais de 98 discos e CDs. Os shows deste sacerdote-cantor arrastam uma média de 15 a 40 mil ouvintes. Calcula-se que mais de 120 milhões de brasileiros conhecem suas músicas, entre elas: "Oração pela Família", "Um Certo Galileu", "Vocação" e "Maria de Nazaré". O CD Sol Nascente, Sol Poente, que traz a gravação da música "Oração pela Família", chegou a vender um milhão de cópias.”.

São dados expressivos. Dados de alguém que trabalha, que se interessa pela divulgação da Boa Nova, que busca amenizar as agruras humanas, através principalmente da música que eleva, que suaviza as dores e aflições e ainda com o mérito próprio de indicar o suave caminho do perdão e da prática do bem.

Padre Zezinho, ainda conforme o site, “(...) nasceu em Machado, Minas Gerais, em 8 de junho de 1941. Seu pai era violeiro – daí o gosto pela música. Zezinho é o caçula de seis irmãos. Seu pai era também boiadeiro e, numa das viagens, quando conduzia gado para São Paulo, lesou a espinha. Acabou morrendo paralítico. Foi nessa época que começou a conviver com os padres, que davam assistência à sua família. Sua mãe também morreu paralítica, devido a complicações de diabetes nas pernas. "Minha casa tinha um ambiente bonito de vida, onde meus pais, apesar de não terem muita cultura, tinham muita sabedoria. Foi minha mãe, aliás, quem me pediu para fazer a música Utopia, dedicada ao Fernando, meu pai. "Minha mãe ainda teve tempo de ouvir esta canção antes de morrer",(...)”

Este episódio dos pais paralíticos é motivo de outra canção, para mim emocionante e que muito ensina. Por estas razões, meu abraço, minha homenagem ao inspirado Pe. Zezinho.

 

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Psicoses: Esquizofrenia e Reencarnação




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Rafaela Paes

    As psicoses, de um modo geral, são conceituadas como um estado mental em que o paciente acaba perdendo seu contato com a realidade, passando a apresentar comportamentos antissociais (REDAÇÃO, 201?, on-line).

    Leia mais...
  • A maior caridade que se faz ao Espiritismo é a mudança no comportamento.

     




    Por:
    Wellington Balbo - Imagem: Pixabay

    Um amigo me contou a história de dona Margarida, que por conta de uma razão qualquer um dia chegou à casa espírita.

    Encantou-se. Meteu a cara nos livros e arregaçou as mangas do coração.

    Leia mais...
  • Obsessores: Como perceber sua presença




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Silvio Cardoso

    A Doutrina Espírita, se apresenta de forma diferente de muitas manifestações científicas, filosóficas ou religiosas pelo fato de ter na sua origem, estudos de fenômenos que não são propriamente o principal objetivo deste movimento centrado na moral cristã, mas que tem seu papel fundamental por meio de estudo, trazer esclarecimento e através do avanço intelectual alavancar o avanço da moralidade dos seres habitantes do nosso planeta. Dentre estes fenômenos ditos espirituais, vale destacar o processo de obsessão, conhecido por causar influência comportamental perceptível ou não ao obsidiado dependendo do grau em que aconteça.

    Leia mais...
  • Modernas Formas de Violência




    Por: Rafael Siqueira

    Já passou o tempo em que a violência era representada pela agressão física. Hoje contabilizam-se formas modernas, sutis e igualmente graves de violência, como aquela que resulta de postagens e compartilhamento de postagens falsas nas redes sociais.

    Leia mais...
  • Deus usa o tempo...




    Por: Vania Mugnato de Vasconcelos

    Temos pressa. Pressa de viver, de ser felizes, de ficar bem de vida. Desejamos que o final de semana chegue veloz, assim como as próximas férias e com elas todas as promessas de descanso e alegria. E sentimos pressa de receber promoção, aumento de salário, reconhecimento. Vivemos certa agonia quando o tempo rasteja aos nossos olhos, demorando a nos servir naquilo que necessitamos, que desejamos.

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato