fbpx
HomeInformativoAtualidades

Atualidades

Sábado, 26 Janeiro 2019 17:17

Transtornos mentais e obssessivos




O Dr. Emil Kräepelin estabeleceu que não há doenças que, quanto algumas funcionam na esfera psicológica, têm uma resposta fisiológica, não se podendo conceituar separadamente a mente e o espírito. Teve o cuidado de classificar em fichas todos os possíveis desequilíbrios mentais, liberando a Psiquiatria da Neurologia e dando-lhe um campo de investigação independente. Foi cognominado o pai da Psiquiatria moderna. Por outro lado, os notáveis trabalhos dos Drs. Breuler e Freud abriram espaço à Psicanálise, enquanto Alfred Adler e Carl Gustav Jung, discordando da ditadura do sexo proposta por Freud, ampliaram os estudos dando diferentes rumos à compreensão da psique humana.

Todas as segundas-feiras às 21:00 o Instituto Chico Xavier realizada um curso sobra a doutrina espírta
Cada aula tem uma duração média de 30 minutos, no qual os participantes podem fazer suas pergutas.

Clique em : www.institutochicoxavier.com/palestravirtual, logo apos digite seu nome, e clique em Connect.
Domingo, 12 Outubro 2014 15:49

Dia das Crianças e Espiritismo

Cada país convenciona sua própria data para comemorar o dia das crianças. O Brasil escolheu em 05 de novembro de 1924 o dia 12 de outubro para a celebração. Porém a data foi se tornar feriado apenas em 1955, através de uma campanha de marketing promovida pela Estrela S.A e outras empresas do ramo de brinquedos, que revitalizaram o dia 12 de outubro, a ponto de ser transformado em feriado nacional.

Certo, mas o que significa ser criança para o espiritismo?

Significado de criança para o espiritismo Na primeira fase da vida somos crianças. Não por acaso, ao nascer, nascemos pequenos, frágeis e lindinhos. Kardec explica no Livro dos Espíritos, que o esquecimento do passado ocorre de forma providencial na reencarnação da criança, uma vez que, se os pais reconhecem no bebê de colo o inimigo do passado todo o resgate estaria comprometido. A ciência explica que a fragilidade do bebê leva não apenas a mãe, mas todos que o rodeiam a ter cuidados especiais e uma maior atenção.

Conforme cresce, a criança aprende com os pais conceitos de como se portar em sociedade, moral e atitudes. Algumas dessas atitudes são trazidas como parte de sua memória de vidas passadas, necessitando da atenção dos pais para corrigi-las ou incentivá-las.

Tenho ouvido muitas pessoas dizerem que com a modernidade acabou com o tempo para o voluntariado espírita.

Permitam-me discordar desta explicação, porque o voluntariado nunca esteve tão em moda.

A Copa do Mundo e as Olimpíadas do Rio de Janeiro atrairão milhares de voluntários, mesmo que todos saibam o quanto estes eventos arrecadam com publicidade. Quando motivados pela aprendizagem, muitos alunos não se importam em fazer estágios voluntários, certos da importância da experiência que irão adquirir em sua formação.

Outra contradição está dentro do próprio movimento espírita: somos todos voluntários. Dirigimos as casas voluntariamente, dirigimos reuniões voluntariamente, participamos de eventos para arrecadação de fundos voluntariamente (na verdade, até pagamos para participar), aplicamos passes voluntariamente, organizamos cursos e seminários voluntariamente... Nossa história na casa espírita é voluntária, ou seja, fazemos porque temos vontade.

Uma Campanha mais que envolvente.

Amplie o bem que existe em você.

Participe, faça e ensine a fazer,

O Evangelho no Lar e no Coração.

Campanha permanente do Conselho Federativo Nacional da FEB

Apoio:

União das Sociedades Espíritas do Estado de São Paulo

Faça download do material sobre o

Evangelho no Lar disponibilizado pela FEB:

Clique aqui para fazer o download

 

Fonte : http://www.agendaespiritabrasil.com.br/

Domingo, 12 Outubro 2014 15:09

Determinismo

Richard Simonetti - Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Qualquer pessoa medianamente informada conhece o complexo de Édipo, consagrado por Sigmund Freud (1856-1939), como a tendência de se ligarem os filhos às suas mães, em oposição aos pais. Ele se inspirou- numa tragédia grega:Édipo Rei, de Sófocles (495-406 a.C.).

Édipo, segundo os oráculos, mataria seu pai e se casaria com a mãe, o que efetivamente aconteceu, numa fantasia recheada de lances dramáticos e mirabolantes, bem ao gosto da mitologia grega.

A tese de Freud, porém, não resiste aos fatos. Há filhos “vidrados” na figura paterna. Além disso, a afinidade ou animosidade entre pais e filhos decorre muito mais de ligações harmônicas ou conflituosas de vidas anteriores.

Se alguém reencontra no pai um rival do passado, quando disputavam o amor de uma mulher, hoje possivelmente ligada a ambos como mãe e esposa, enfrentará conflitos em seu relacionamento. Em contrapartida, dar-se-á muito bem com o genitor que foi amigo ou familiar ligado ao seu coração.

E há que se considerar o comportamento.  Se não cultivarmos valores elementares de convivência civilizada – compreensão, atenção, respeito, tolerância, cooperação, solidariedade… –, os melhores amigos do pretérito nos parecerão figadais inimigos a nos aborrecerem no ambiente doméstico.

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Incorporação e possessão

     




    Fonte :
    Letra Espírita - Por : Silvio Junior

    Quando se fala em espiritualidade de modo geral, são diversos os temas tratados, onde por vezes alguns assuntos polêmicos dividem crenças e opiniões em relação a isso ou aquilo, no tocante a possíveis fenômenos observáveis através dos chamados “médiuns”, termo este criado por Allan Kardec durante a codificação do Espiritismo para identificar aqueles que serviam como meio de comunicação entre os planos material e espiritual.

    Leia mais...
  • Invigilância: a porta para a obsessão




    A existência dos fatores predisponentes - causas cármicas - facilitam a aproximação dos obsessores, que, entretanto, necessitam descobrir o momento propício da sintonia completa que almejam.

    Leia mais...
  • Suicídio inconsciente




    Fonte:
    Rádio Boa Nova - Por : Maria Izilda Netto

    Incontável o número de pessoas, em dado momento de suas existências, por motivos variados, resolveu que não era interessante continuar a viver.

    Fosse a existência contida nos limites do berço ao túmulo, sem dúvida, o suicídio seria a grande solução para os problemas e dores da Terra.

    Leia mais...
  • A tristeza segundo Deus


    Por: Eduardo Rossatto

    Segundo Paulo de Tarso na sua segunda carta aos Coríntios (7:10), há dois tipos de tristeza: a tristeza segundo Deus e a tristeza segundo o Mundo. A segunda é a lamentação, as queixas e o tédio. Sofrimento inútil que não é sublimado e que se perde na letargia.

    Leia mais...
  • Injustiça e maldade

     

    Por: Eduardo Rossatto

    Nem sempre é fácil testemunhar injustiças e maldade. O mesmo ocorreu com Simão Pedro em um determinado dia, cerca de onze anos após a crucificação do Mestre, como Humberto de Campos (Irmão X) relata no capítulo 23 da obra "Contos desta e doutra vida".

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato