fbpx

Artigos

Sábado, 15 Setembro 2012 02:39

Casamentos

– Orson Peter Carrara

Considerando os relacionamentos humanos, suas dificuldades, alegrias, conquistas e desafios, o casamento é um deles onde a experiência é expressiva. Interessante porque o casamento pode ser classificado em cinco tipos.

O primeiro deles é o de afinidades. Almas afins que se unem para objetivos bem definidos e compartilhados, seja na criação dos filhos, seja numa empresa ou num ideal qualquer. Caracteriza-se pela harmonia nos relacionamentos, apesar das diferenças que podem apresentar entre si os cônjuges.

Depois encontramos os casamentos de renúncia. Normalmente um deles optou por amor a cuidar do outro, nas dificuldades trazidas ou adquiridas.

E há ainda os casamentos de testes de crescimento, onde um ou ambos vão crescer nas experiências difíceis, convidados que são à tolerância, ao desapego, a vencer ciúmes e à superação de egoísmos para ajudarem-se mutuamente.

Quarta, 29 Agosto 2012 21:34

Quem são os verdadeiros ESPÍRITAS?

"Reconhece-se o verdadeiro

Espírita pela sua transformação

moral, e pelos esforços que faz

para domar suas más inclinações".

(Allan Kardec, ESE, XVII, 4)

Ponderando com Allan Kardec, torna-se simples definir quem é verdadeiro Espírita, afinal os podemos reconhecer pelos esforços que fazem em transformar-se em pessoas moralmente melhores e em domar suas más inclinações, geradas pelas imperfeições milenares que todos carregamos na alma imortal.

No entanto, embora o desejássemos, a temática é mais complexa do que podemos pensar inicialmente. Observando com um pouco de atenção, podemos facilmente reconhecer muitos “espíritas” ainda adormecidos perante suas responsabilidades, adquiridas através dos esclarecimentos que a Codificação oferta a 152 anos.

Quarta, 22 Agosto 2012 21:09

Do conhecer e comprometer-se

Orson Peter Carrara

São exemplares os comportamentos daqueles que absorveram o conhecimento da proposta trazida pela Doutrina Espírita. Conheceram e se comprometeram. Foi o que aconteceu com Chico Xavier em toda sua conhecida trajetória de sacrifícios, humildade e perfeita conexão com o que conhecia.

O mesmo pode ser dito de Yvonne do Amaral Pereira e Cairbar Schutel, por exemplo, sem deixarmos de lembrar Bezerra, Eurípides, Batuíra, entre tantos outros que podem ser citados, inclusive aqueles que não se tornaram tão conhecidos. E se sairmos do ambiente espírita, amplia-se igualmente o número daqueles que entenderam a finalidade de viver, mesmo que sem o conhecimento espírita.

Situamo-nos, todavia, na rápida abordagem, no comprometimento de Yvonne e Cairbar. O primeiro, antes mesmo de conhecer o Espiritismo, já dava exemplos de perfeita conexão com os interesses da coletividade, envolvendo-se com várias iniciativas que beneficiassem os necessitados de toda ordem. Mais tarde, quando conheceu o Espiritismo, transformou sua vida num total comprometimento com a proposta do Espiritismo, merecendo o cognome de Bandeirante do Espiritismo, por todas as suas ações já conhecidas.

Quarta, 15 Agosto 2012 22:43

O fim do mundo ou fim de uma era?

Todas as previsões sobre o fim do mundo, dos maias ao apocalipse de João, de Nostradamus a Edgar Cayce, falam de tempos difíceis, de grandes dores e destruições a serem vividos pela Terra. 

Por outro lado, pelo menos duas outras frentes falam dos aspectos da renovação espiritual que urge ocorrer com a humanidade, uma delas proveniente de certa linha ufológica, onde canalizadores (o mesmo que médiuns para a Doutrina Espírita) menos preocupados com ufos e et`s e mais com a qualidade moral do espírito, repassam informações de seres de outros orbes, a exemplo de Bashar, orientando os interessados em questões de valores e virtudes. A outra frente é o próprio Espiritismo, o qual nasceu por orientação divina e iniciativa de espíritos de escol deste planeta, para falar de moral, mudança, progresso e transformação espiritual e material da Terra e dos homens.

Focando nesse último aspecto, que já não faz, como outrora, as pessoas olharem desconfiadas para quem crê em comunicabilidade com o mundo espiritual, nem mais incita pensamentos sobre os possíveis efeitos de loucura travestida de crença, ficamos com os alertas cristãos para a última hora - "muitos são os chamados e poucos os escolhidos" (Mateus 20:1-16).

Quarta, 15 Agosto 2012 22:36

Emocionei-me com o grão

– Orson Peter Carrara

Em visita em indústria alimentícia, deparei-me com o grão de mostarda. Pequenino grão, diminuta semente, no entanto comparada por Jesus para falar sobre a força da fé.

Ao ter o diminuto grão na palma da mão, lembrei-me dos ensinos do Mestre da Humanidade e emocionei-me com as lições profundas e sábias daquele que é a Luz do Mundo! Somente sua imensa sabedoria poderia mesmo fazer referida comparação.

Ele afirmou que se tivermos fé do tamanho do grão de mostarda somos capazes de remover os obstáculos da vida nas montanhas do orgulho, da vaidade, do ciúme e de tantas imperfeições que todos trazemos. Mas também o mesmo pequenino grão se existente daquele tamanho no coração como inspiração para a iniciativa e a perseverança, comparado para dizer da força da fé, é capaz de superar as lutas, as enfermidades e manter serenidade e confiança no amparo que nunca falta para estarmos com a cabeça erguida e prosseguindo nossos projetos de aperfeiçoamento.

Sexta, 10 Agosto 2012 00:13

Quem não faz o Mal, faz o Bem?

Uma das informações mais relevantes contidas nas obras básicas espíritas, é o alerta de que somos responsáveis não só pelo mal que fazemos, mas também pelo mal que decorre do bem que poderíamos ter feito e não fizemos.

Já pensaram nas implicações dessa verdade?

Imaginem que alguém está frente a frente com a possibilidade de tomar um atitude boa qualquer, mas por razões egoísticas (conforto, comodismo, preguiça, má vontade etc), não o faz.

Se da omissão do bom ato surgirem resultados negativos, a responsabilidade será também do indivíduo que nada fez.

Não basta, portanto, não fazer o mal. Há pessoas que definem-se como boas apenas porque não agem de forma maldosa e prejudicial. É importante aprofundar o entendimento da gravidade de nossas decisões. Nas grandes e pequenas coisas há momentos em que podemos fazer o bem, mas optamos por nada realizar; o mal decorrente de nossa inação é nosso mal, é obra nossa.

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Entrevista com Eliana Machado Coelho

    Por: Rita Ramos Cordeiro

    “Onde está sua concentração está sua energia e onde está sua energia as coisas crescem. Olhe para onde você quer ir e foque”. Schellida

    Eliana Machado Coelho em parceria com o espírito Schellida já publicaram 22 romances espíritas e atingiram a marca de mais de 2 milhões de livros vendidos. Eliana nasceu e reside em São Paulo. É Casada com André Luiz Coelho e é mãe de Ellen, 29 anos.

    Leia mais...
  • Entrevista com Rita Ramos Cordeiro

     


    FONTE: ESPIRITUALMENTE

    Nascida em Presidente Prudente/SP e residindo atualmente em Itu/SP, é escritora, articulista, redatora, diretora de divulgação e marketing do Instituto Chico Xavier de Itu e da ASDBNotícias. Também é coordenadora do Clube do Livro Emmanuel, que agrega associados de todo o Brasil.

    Casada e mãe de 01 filho, Rita faz parte do Centro Espírita de Itu e já publicou 03 livros:

    Leia mais...
  • A naturalidade da morte trágica



    Por: Maria Thereza dos Santos Pereira - FONTE: Letra Espírita

    Quando conversamos com alguém que recentemente perdeu uma pessoa próxima, não raro dizem não esperar pelo falecimento dela, ainda que estivesse doente ou com idade avançada.

    Situações em que acontece a morte trágica, por motivo grave e repentino, principalmente quando o desencarnado possui tenra idade, a surpresa demonstrada pelos entes encarnados é ainda maior, pois manifestam além de tristeza, inconformismo e revolta de maneira muito acentuada.

    Leia mais...
  • Desdobramento


    Por: Fernanda Oliveira - FONTE: Letra Espírita

    “Embora, durante a vida, o Espírito seja fixado ao corpo pelo perispírito, não é tão escravo, que não possa alongar sua corrente e se transportar ao longe, seja sobre a terra, seja sobre qualquer outro ponto do espaço.” (Allan Kardec, A Gênese, Cap. XIV)

    Leia mais...
  • Os benefícios da água


    Por: Ricardo de Bernardi - FONTE: A CASA DO ESPIRITISMO

    A água é uma substância orgânica ou possui uma espécie de energia vital?

    A água não é uma substância orgânica, pois não possui a estrutura típica daquelas, também não possui o ciclo vital, - nascer, crescer, reproduzir, morrer. No entanto, é a substância mineral mais fantástica do Planeta, sem a qual não seria possível a vida em nosso orbe, daí dizer-se que a água é um "líquido vital". Dois terços da superfície da Terra são constituídos de água, bem como 70% de nosso corpo. Pelo seu peso molecular, deveria ser gasosa, mas, como cada molécula de água acha-se aderida a outras, por atração eletromagnética, aumenta sua densidade permitindo-se existir na forma líquida em estado natural. Um capricho inteligente da Lei Maior do Universo.

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.

Sobre o instituto



O Instituto Beneficente Chico Xavier foi fundado no dia 04 de Setembro de 2010 na cidade de Itu - SP

O trabalho realizado pelo Instituto Chico Xavier é o de divulgar a Doutrina Espírita pela Internet e redes sociais, realizar Seminários e palestras espírita e também divulgar o livro Espírita, através do Clube do Livro Espírita Emmanuel.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato