fbpx
HomeInformativoMensagens

Mensagens

Neste cantinho reunimos lindas mensagens para sua leitura.

Quarta, 09 Novembro 2011 22:44

A fé indispensavel

A fé é um alimento espiritual de que ninguém pode prescindir.

Encontra-se insculpida nos recessos do espírito, e mesmo quando solapada pelos interesses mesquinhos ou esmagada pelas circunstâncias inditosas, prossegue e revela-se com mil faces, em variadas expressões.

Apresenta-se espontânea, natural, graças aos impositivos da própria vida.

Inconscientemente se manifesta na tácita aceitação dos múltiplos fatores que organizam a existência humana, tanto quanto surge nas atividades, sem que o homem lhe perceba a injunção, sem a qual, suspeitoso e inconformado, se estiolaria, padecendo dominadores e injustificados receios.

A fé humana está presente em todos cometimentos da própria conjuntura física.

A fé divina, no entanto, em considerando as frágeis expressões em que as organizações religiosas a têm apresentado, surge e esmaece no espírito, conforme as disposições que o dominam no dia-a-dia da romagem carnal na busca do destino, da vida imperecível.

Quarta, 09 Novembro 2011 22:43

Em busca de nós mesmos

Quando se fala em busca de um caminho espiritual, no que você pensa?... Eu, por exemplo, fico pensando que se trata da procura de um contato maior com nossa essência, com aquilo que somos, com o Espírito. Afinal, é onde está tudo o que realmente se tem ou se pode ter na vida.

Só que muitas pessoas que conheço acabam fazendo, dessa busca do Espírito, uma procura de Deus, de um sentido para a existência, de serenidade perante os percalços da vida e de libertação. A tendência mais comum, então, é procurarem Deus na religião, o sentido da vida num fazer qualquer, a serenidade na ausência de perturbação ambiente e a libertação de conceitos ou situações opressivas num partido ou movimento. Ou seja, elas literalmente saem em busca, vão para fora, quando sua meta está no interior de si mesmas.

O algo pode ser uma prática, uma religião, um ritual, um símbolo, uma cura, um livro, um curso, um milagre, uma luta. O alguém pode ser um conselheiro, um Espírito desencarnado, em cujas ideias se fixam. E não quero dizer que não existam ótimos livros e cursos, excelentes terapias e trabalhos sérios de orientação espiritual.

Mas, enquanto corremos atrás de uma ou outra coisa, é possível que fiquemos mais distantes de nós mesmos. E é aí que as pessoas se tornam deslumbradas com novos conhecimentos, com nomes sugestivos e personalidades. Tornam-se dependentes, passam a acreditar mais em cristais e em astros que em si mesmas; mais em pêndulos e cartas do que em sua própria sensibilidade, transformando, sem perceber, a busca em fuga.

Quarta, 09 Novembro 2011 22:42

Isso também passa...

Aprendi com a vida que as águas podem ser turbulentas, a brisa pode transforma-se em furacão, o fogo que aquece pode destruir.

Aprendi que quando pensamos encontrar a estabilidade, sofremos abalos para que nosso orgulho não seja a nossa maior virtude.

Aprendi que, vez ou outra, é a tristeza quem bate à porta e, muitas das vezes, como persona não grata, demora demasiadamente a partir.

Aprendi que lágrimas podem lubrificar os olhos, dores podem nos servir de aprendizado, momentos de aflição e medo são tão comuns e até maiores que as alegrias, porque são neles que nos voltamos a Deus.

Aprendi que a fé é o que nos sobra quando tudo mais nos falta, que a solidão, por vezes, inevitável, também é necessária.

Que companheiros são muitos, mas, que amigos, aqueles que nos oferecem a mão e o coração para caminhar ao nosso lado, quando nos encontramos no mais profundo abismo são tão raros, que não somente devem ser “guardados do lado esquerdo do peito”, como também precisam ser valorizados eternamente.

Aprendi que não basta orar quando tudo parece ruir, reerguer é uma questão de atitude, tão nossa quanto à vontade Divina de reconstrução.

A fé verdadeira remove montanhas, não aguarda eternamente a intervenção do que quer seja para empreender novos caminhos.

Aprendi que Jesus, na mais pura e verdadeira doação de amor, ensinou-nos que todo caminho árduo é sinônimo de redenção.

Aprendi... Apreendi... E senti que “isso” também passa... O que realmente permanece é a fé raciocinada, tranquila e verdadeira que sustenta, ampara e mantém aquele que crê.

Wanderlúcia Welerson Sott Meyer

Quarta, 09 Novembro 2011 22:41

Oração fraternal

Irmão nosso, que estás na Terra, Glorificada seja tua vontade, em favor do Infinito bem.

Trabalha incessantemente pelo Reino Divino, com tua cooperação espontânea.

Seja atendida a tua aspiração elevada, com esquecimento de todos os caprichos inferiores.

Tanto no lar da Carne, quanto no Templo do Universo.

O pão nosso de cada dia, que vem do Celeste Celeiro, usa com respeito e divide santamente.

Desculpa nossas faltas para contigo, assim como o Eterno Pai tem perdoado nossa dividas em comum.

Não permitas que a tua existência se perca pela tentação dos maus pensamentos.

Livra-te dos males que procedem do próprio coração.

Porque te pertence, agora, a gloriosa oportunidade de elevação para o reino do poder,

da justiça, da paz da glória e do amor para sempre.

 

Espírito: EMMANUEL
Médium: Francisco Cândido Xavier
Livro : "Correio Fraterno"

Quarta, 09 Novembro 2011 22:41

Perdoados, mas não limpos

Em nossas faltas, na maioria das vezes somos imediatamente perdoados, mas não limpos.

Somos perdoados pelo fel da maledicência.

Mas a sombra que lançamos na estrada alheia permanece dentro de nós por agoniado constrangimento.

Somos perdoados pela brasa da calúnia.

Contudo, o fogo que arremessamos na cabeça do próximo passa a nos incendiar o coração.

Conseguimos o perdão pela grave ofensa que fizemos.

Entretanto, a pedra atirada ao irmão de caminhada volta, com certeza, a golpear-nos o próprio ser.

Somos perdoados pela falha de vigilância.

Mas o prejuízo em nossos vizinhos cobre-nos de vergonha.

Quarta, 02 Novembro 2011 19:00

Perda

São compreensíveis as lamentações e os pesares, o pranto e os suspiros, pois o ser humano passa por processos psicológicos de adaptação e de reajuste às perdas da vida.

“Preciso é que tudo se destrua para renascer e se regenerar. Porque, o que chamais destruição não passa de uma transformação, que tem por fim a renovação e melhoria dos seres vivos.” (resposta à questão 728 do Livro dos Espíritos: É lei da Natureza a destruição?)

Nascer e morrer fazem parte de um fenômeno comum e necessário. Tudo nasce, tudo se desenvolve, mas tudo se definha. Sempre há um tempo de partir.

A morte na Terra é o término de uma existência física, é a passagem do ser infinito para uma nova forma existencial. Ela é um interlúdio, ou seja, um intervalo entre as diversas transformações da vida, a fim de que a renovação e a aprendizagem se estabeleçam nas almas, ao longo da eternidade.

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • Psicoses: Esquizofrenia e Reencarnação




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Rafaela Paes

    As psicoses, de um modo geral, são conceituadas como um estado mental em que o paciente acaba perdendo seu contato com a realidade, passando a apresentar comportamentos antissociais (REDAÇÃO, 201?, on-line).

    Leia mais...
  • A maior caridade que se faz ao Espiritismo é a mudança no comportamento.

     




    Por:
    Wellington Balbo - Imagem: Pixabay

    Um amigo me contou a história de dona Margarida, que por conta de uma razão qualquer um dia chegou à casa espírita.

    Encantou-se. Meteu a cara nos livros e arregaçou as mangas do coração.

    Leia mais...
  • Obsessores: Como perceber sua presença




    Fonte:
    Letra Espírita - Por: Silvio Cardoso

    A Doutrina Espírita, se apresenta de forma diferente de muitas manifestações científicas, filosóficas ou religiosas pelo fato de ter na sua origem, estudos de fenômenos que não são propriamente o principal objetivo deste movimento centrado na moral cristã, mas que tem seu papel fundamental por meio de estudo, trazer esclarecimento e através do avanço intelectual alavancar o avanço da moralidade dos seres habitantes do nosso planeta. Dentre estes fenômenos ditos espirituais, vale destacar o processo de obsessão, conhecido por causar influência comportamental perceptível ou não ao obsidiado dependendo do grau em que aconteça.

    Leia mais...
  • Modernas Formas de Violência




    Por: Rafael Siqueira

    Já passou o tempo em que a violência era representada pela agressão física. Hoje contabilizam-se formas modernas, sutis e igualmente graves de violência, como aquela que resulta de postagens e compartilhamento de postagens falsas nas redes sociais.

    Leia mais...
  • Deus usa o tempo...




    Por: Vania Mugnato de Vasconcelos

    Temos pressa. Pressa de viver, de ser felizes, de ficar bem de vida. Desejamos que o final de semana chegue veloz, assim como as próximas férias e com elas todas as promessas de descanso e alegria. E sentimos pressa de receber promoção, aumento de salário, reconhecimento. Vivemos certa agonia quando o tempo rasteja aos nossos olhos, demorando a nos servir naquilo que necessitamos, que desejamos.

    Leia mais...

Cadastre-se em  nosso informativo :

 


 




Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato