fbpx
HomeInformativo Entrevistas

Entrevistas

Sexta, 11 Abril 2014 18:02

Entrevista com Mayse Braga

Guaraci de Lima Silveira

Mayse Braga de Oliveira nasceu na cidade do Rio de Janeiro e atualmente reside em Brasília. Tornou-se espírita aos quatorze anos. É palestrante e atua em várias instituições espíritas levando a mensagem confortadora e esclarecedora do Espiritismo por todo este Brasil. Tem três Obras publicadas: Para o seu coração; Acendendo Luzes e Da Depressão à Felicidade. Não exerce nenhum cargo em instituições espíritas, sendo atuante trabalhadora e levando informações necessárias aos corações aflitos e sofredores ou que buscam a luz da informação espírita. Mayse conversou conosco:

 

Um grande mal acomete milhares de pessoas na atualidade: a depressão. Onde as causas?
Na maior parte das vezes, a causa reside no desconhecimento de si mesmo e na falta de trabalho no Bem...

Qual o melhor tratamento?
Será sempre sair de si mesmo, com amor, e servir, sem olhar a quem.

Sexta, 28 Março 2014 15:05

Entrevista com Rita de Cássia Foelker

“A filosofia espírita é a base de minha compreensão de vida”

A escritora e atual coordenadora editorial da revista Leitura Espírita fala sobre suas experiências no campo espírita

Espírita desde os 17 anos, natural e residente em Jundiaí, no interior paulista, Rita Foelker (foto) é Mestre em Filosofia, escritora e jornalista. Com mais de 50 livros publicados, entre os quais obras infantis, mediúnicas e não mediúnicas, está vinculada à revista Leitura Espírita, na qual é coordenadora  editorial.  Seus  lançamentos  mais   recentes são os livros “Comece bem o seu dia: frases, desejos, preces & reflexões” (Ed. Gil) e “Dona Anália, a amiga das crianças” (infantojuvenil, Ed. Comenius).

Suas respostas na presente entrevista revelam o perfil de sua dedicação e amor à Causa Espírita.

Quarta, 19 Março 2014 22:51

Entrevista com Dr. Andrei Moreira

Dr. Andrei, o que é a saúde, a doença, cura e a autocura na abordagem médico-espírita?

A saúde é entendida como o reflexo do equilíbrio do ser em relação às leis divinas. Na visão espírita, o homem é um ser imortal, alguém que preexiste à vida física, que sobrevive ao fenômeno biológico da morte e, ao longo do processo evolutivo, através da reencarnação, vai crescendo, desenvolvendo-se em direção a Deus. A saúde do corpo físico é um reflexo do nível de equilíbrio desse espírito no processo evolutivo perante o amor, o belo e o bem. Já a doença é uma sinalização interior de reequilíbrio, convidando o ser a reconectar-se com o amor e com a fonte.

É uma mensagem gerada no mais profundo da realidade espiritual do ser e que se reflete no corpo físico como um convite à reconexão com o amor, ao desenvolvimento do autoamor e do amor ao próximo. Nessa visão, a saúde e o adoecimento são construções do próprio homem e ninguém é vítima de nada, senão de si mesmo, das suas próprias decisões, das suas próprias escolhas, daquilo que decide e determina em sua vida. Portanto, toda cura é também um fenômeno de autocura, porque, para que ela se instale em definitivo, é necessário que haja não simplesmente um alívio dos sintomas e uma resolução do processo biológico no corpo físico, mas também uma reformulação moral do pensamento, do sentimento e da ação, fazendo com que o ser esteja transformado em profundidade, em consonância com a lei divina, ou seja, mais em sintonia com a lei do amor.

O amor é, então, o caminho para a cura?

O amor é o grande medicamento, é a grande finalidade da existência. Na verdade, nós caminhamos em direção a Deus como o “filho pródigo” da parábola de Jesus, reconectando nossa relação com o Pai e retornando para a casa de Deus, que, na verdade, é dentro do nosso próprio coração, onde Deus está. Pouco a pouco, vamos fazendo isso, descobrindo as nossas virtudes, a grandeza íntima que há dentro de nós, tudo aquilo que Deus nos deu como possibilidade evolutiva e que pode nos realizar plenamente. Nesse contexto, o amor representa um movimento medicamentoso por excelência, enquanto movimento de respeito, de consideração, de valorização, de inclusão, de consideração. Ele nos trata as doenças da alma, que são orgulho, egoísmo, vaidade, prepotência, arrogância, e nos coloca em sintonia com a fonte, que é Deus, nos auxiliando a reconectar-nos com o Pai. Desenvolver o amor é o caminho mais rápido, fácil e eficaz para a cura da alma e do corpo.

Terça, 11 Março 2014 18:19

Entrevista com Chico Monteiro

Guaraci de Lima Silveira

Está sediada em Rio Novo, MG, a Organização Paracientífica Adolfo Fritz. Ali, uma vez por mês, centenas de pessoas comparecem ao galpão sede para serem atendidas pelo conhecido espírito, através da mediunidade de Chico Monteiro. Eles vêm de toda a parte do Brasil e do exterior e passam pelos atendimentos em câmaras climatizadas e azuladas que dão um aspecto de harmonia e paz. Conversamos com o médium em sua residência daquela cidade:

Sr. Chico Monteiro, como tudo começou?

Já se vão trinta e um anos que fazemos este trabalho e que estamos ai na estrada jogando esta semente com a graça maior do Grande Arquiteto do Universo, Deus. Sentimos hoje uma junção das medicinas tanto a convencional quanto a espiritual ou espiritualista. Estou achando isto muito bom. Hoje já existe um curso de Medicina e Espiritualidade na USP, muito bem dirigido pelo Dr. Sérgio e toda uma equipe. E isto é muito importante para a humanidade.

 

Quarta, 26 Fevereiro 2014 21:13

Entrevista com Ana Rosa

Ana Rosa Guy Galego Corrêa, nasceu em Promissão – SP, residindo atualmente na cidade do Rio de Janeiro. Conhecida atriz de novelas, filmes e teatro, tem realizado importantes trabalhos na arte espírita divulgando com elegância, competência e garra os postulados espíritas dentro dos meios que atua. Nas décadas de 70 e 80, participou das atividades do Grupo Espírita Batuíra em São Paulo. No Rio de Janeiro de 1985 a 2004 participou do Seara Fraterna, que fica no Catete e atualmente exerce atividades no CEJA – Centro Espírita Joanna de Angelis, na Barra da Tijuca. Ana Rosa conversou conosco:

Você é espírita desde quando?
De carteirinha, desde 1976.

Exerce algum cargo na instituição espírita que participa?
Sou médium passista e ministro o curso sobre o Evangelho Segundo o Espiritismo.

E suas atividades profissionais. Pode nos dizer sobre elas?
Atriz, produtora e diretora.

Possui algum livro publicado?
Sim. E o título é “Essa louca televisão e sua gente maravilhosa”. Foi publicado em 2004.

Quarta, 19 Fevereiro 2014 18:54

Entrevista - Adenáuer Novaes

Guaraci de Lima Silveira

Adenáuer Novaes nasceu em de 1955, em Acajutiba, no sertão da Bahia. Formou-se em 1981 em Engenharia Civil. Concluiu o curso superior em Filosofia em 1986 e em Psicologia em 1997. Teve seu primeiro contato com o Espiritismo na adolescência, quando freqüentou reuniões do Núcleo de Militares Espíritas na Escola de Campinas. Posteriormente, em Salvador iniciou seus estudos espíritas. Fundou junto com outros companheiros, em 1994, um Centro Espírita em Salvador. Trabalha como psicólogo clínico. Pós-graduou-se em Psicologia Junguiana e ministra cursos nesta área. É um dos diretores da Fundação Lar Harmonia, instituição filantrópica, com amplo trabalho no campo da assistência social, creche escola, oficinas profissionalizantes, escola integral, serviços médico e odontológico, balcão de justiça e cidadania, editora e ainda núcleo de psicologia e um centro espírita. A Fundação tem sua sede em Piatã, bairro da cidade de Salvador, na Bahia. www.larharmonia.org.br. É autor de vários livros sobre Psicologia e sobre Espiritismo, muitos deles disponíveis para download grátis. Adenáuer é orador espírita renomado. Conversamos com ele sobre Psicologia, Espiritismo, Espírito e ele nos atendeu com sabedoria e presteza:

A vida de Chico Xavier

Cadastre no nosso informativo

Informativo

  • O que são espíritos agêneres?




    Fonte: Rádio Boa Nova 

    Você já ouviu falar em espíritos agêneres? O que a doutrina espírita fala sobre o assunto? Confira as considerações a seguir.

    Leia mais...
  • O tempo no plano espiritual




    Fonte:
    Letra espirita - Por: Juliana Procopio

    É muito comum em momentos de despedidas após o desenlace de um ente querido ou uma pessoa conhecida que esteve

    doente, por exemplo, ouvirmos as pessoas se referirem a quem partiu com a expressão, “em fim descansou”.

    Leia mais...
  • Raciocinar a fé para que a fé não raciocine por nós.

     




    Por:
    Wellington Balbo

    Quando Kardec codificou o Espiritismo, século 19, sua ideia passou bem longe de construir uma nova religião ou transformar seus livros numa espécie de bíblia com recheio de dogmas.

    Nada disso.

    Leia mais...
  • Espíritos de pessoas em Coma




    Por:
    Letra Espírita - Por: Isabel Miranda

    Como espíritas, aprendemos que cada encarnação se presta a acrescentar novos aprendizados, reparar erros do passado ou até mesmo cumprir missões importantíssimas ao avanço da humanidade.[1]

    Leia mais...
  • Orar é abrir a alma a Deus

     



    Por:
    Vania Mugnato de Vasconcelos - Imagem: Pixabay

    "E não duvideis de que um só desses pensamentos, partindo do coração, é mais ouvido por vosso Pai celestial do que as longas preces repetidas por hábitos". (O Evangelho Segundo o Espiritismo, XXVII, Modo de Orar). O brasileiro é um povo eminentemente religioso.

    Leia mais...

Clube do Livro Emmanuel


Desde 2010 divulgando a Doutrina Espírita.


Clube do livro




Todo mês um livro novo em sua casa.
Clique aqui e cadastre-se.

Clube do livro

Conheça nosso clube do livro.

Receba todo mês um livro na sua casa.


Cadastre-se aqui para aproveitar.

Contato